Análise – Phantasy Star Online 2 New Genesis

A SEGA recusa-se a deixar a série Phantasy Star Online cair no esquecimento e isso é visível na enorme dedicação que tem em lançar jogos geração atrás de geração. De uma maneira resumida, eu penso que a série atingiu um outro nível com este Phantasy Star Online 2 New Genesis, e vão já de seguida saber o porquê.

Um dos pontos que difere do lançamento original de Phantasy Star Online 2 é o facto do jogo ter um mundo aberto que mais se assemelha ao dos MMORPGs actuais. A liberdade para navegar é total mas em certas zonas vemos a dificuldade a aumentar com inimigos acima do nosso nível. Este tipo de exploração é bastante comum em MMOs, mas neste jogo podemos ver que não existe muito para criticar neste sentido. As melhorias não se ficam só por aqui, havendo vários adições e ajustes que o tornam distinto.

A Central City será o ponto principal e considerada como a base onde o jogador se irá organizar, fortalecer e comunicar com mais calma. É lá que se encontram todas as lojas, NPCs e outros jogadores. Sair da Central City e explorar a região envolvente de Halpha abre todas as possibilidades para o jogo para subirmos o nosso poder e Battle Power. Podemos matar mobs, repelir as invasões da entidade antagonista do jogo, os ARK, treinar nos vários Cocoons e claro, executar as missões que nos são dadas nesta região em particular.

Evoluir a nossa personagem requer algum foco e paciência como qualquer tipo de MMO, portanto iremos tirar partido da nossa classe e fazer o nosso melhor para nos tornarmos mais fortes. Apesar de podermos subir de nível, o nosso Battle Power é também um dos indicadores mais importantes para a nossa progressão. Adquirir e melhorar o nosso armamento irá aumentar o Battle Power, portanto precisamos de estar atentos às várias maneiras como podemos fazer isso, algo que felizmente Phantasy Star Online 2 New Genesis faz bastante bem.

O sistema de missões da história principal apresentou uma mecânica um pouco confusa mas que a certo ponto faz sentido. Grande parte da história vamos descobrir como é que o jogo funciona e todas as mecânicas do jogo, o que me deu a sensação deste ser um sistema de tutorial alargado. Felizmente o jogo dá-nos a conhecer bem a todas as mecânicas de uma maneira bastante interactiva, mas de uma certa forma acaba depressa. Temos sempre as missões diárias, semanais e não só, mas depois de acabada a história fica a sensação de que existe pouco mais para fazer.

A companhia torna qualquer jogo ainda melhor, e Phantasy Star Online 2 New Genesis não é excepção. Apesar de não ser o sistema mais fácil de compreender, não demorei muito tempo até conseguir juntar-me a outra pessoa num sistema de party para podermos explorar o mundo e fazer missões em conjunto. Apesar de não ser possível literalmente partilhar as missões com outros jogadores, esses podem acompanhar-nos a completá-las e serem recompensados por isso. O sistema de loot é distinto para cada um, não havendo margem para “parasitices” ou atitudes parecidas.

Para mim, um dos elementos mais icônicos e únicos desta série foi mantido e melhorado em New Genesis, e que se baseia na apresentação e direcção artística. Apesar de ser um jogo onde a tecnologia é altamente evoluída, o jogo consegue conjugar entre a evolução tecnológica e a natureza num estado selvagem. Tão depressa vemos infraestruturas avançadas como cascatas, árvores e animais dignos de uma floresta tropical. Estes dois aspectos vivem bem lado a lado e não vemos um a sobrepor-se ao outro, algo que já se via praticamente desde os primeiros jogos e ficou mais assente no primeiro Phantasy Star Online.

Ainda não terminei no que toca à apresentação e grafismo, isto porque todas as secções deste jogo são pura e simplesmente exuberantes, com um enorme jogo de cores, temas diferentes e vibrantes, e com alguns monstros específicos para dar uma maior distinção. Quando nos aproximamos vemos uma fraca qualidade nas texturas, mas quando pude parar para olhar à volta fiquei muito surpreendido com toda a atenção que foi dada ao ambiente envolvente.

Phantasy Star Online 2 New Genesis está a mostrar-se como um projecto competente e com pernas para andar. Infelizmente o único aspecto inovador que conseguiu até agora foi de conseguir adaptar todo o universo Phantasy Star Online para o género MMORPG. Por enquanto é um jogo meh mas que não apresenta problemas estruturais que o possam comprometer no futuro. Mais conteúdo, mais expansões e outras novidades tornarão Phantasy Star Online 2 New Genesis num dos melhores projectos da série.

Não é um jogo inovador, mas é sem dúvida um passo dado numa direcção mais saudável do que o original Phantasy Star Online 2. Sem fugir às raízes, o jogo foi adaptado a um formato mais actual mas sem eliminar de todo os vários elementos que o tornavam único. Sendo free-to-play, é sem dúvida um jogo a experimentar mas não esperem nada de revolucionário por enquanto.

Positivo:

  • Adaptação e evolução para o género MMO bem conseguida
  • Direcção artística continua igual mas melhor aproveitada
  • Jogabilidade favorece o jogo tanto no combate como exploração

Negativo:

  • Conteúdo precisa de ser trabalhado
  • História passa despercebida
  • Estilo das missões da campanha não me surpreenderam

Share

You may also like...

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
error

Sigam-nos para todas as novidades!

YouTube
Instagram
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x