Sábados de Loucura #22 – Momento Otaku

E cá estamos num novo Sábado(s de Loucura) e honestamente não tenho nenhum tema para poder oferecer. Isto porque tenho estado ocupado a fazer outros artigos e também algumas análises que espero poder publicar em breve, bem como outras coisas.

Enquanto pensava num tema estava a olhar para o outro canto do meu quarto e acabo por reparar no armário que montei mesmo antes de toda esta ideia de quarentenas e COVID-19 começou. Foi aí então que veio à cabeça a opção de um “Momento Otaku” semelhante aos famosos “Momento Nerd” que abalroaram o MyGames e que o Daniel Silvestre ainda tem de concluir no PróximoNível.

Podia ter feito um Momento Nerd sim, mas isso acaba por sair melhor em formato de vídeo até porque são vários jogos e plataformas (incluindo digital), e também não tenho forma de o fazer em vídeo, por isso fica de lado. Sim, este Momento Otaku não é feito em vídeo (porque como bem sabem não tenho o equipamento para isso) mas sim com fotos, e por agora irá servir.

Então para começar com o topo do armário (seria estranho se começasse por baixo?). Tudo o que está na primeira prateleira (e na segunda também já agora) é light novel, com a primeira prateleira a contar com as famosas séries de Haruhi Suzumiya, Durarara!! e Baccano!. Tanto Haruhi Suzumiya como Baccano! contam com versões Hardcover (capa dura), aliás Baccano! só existe em hardcover e faz algo bastante interessante até, com a capa do livro em si a fazer lembrar os livros antigos e sem nada escrito enquanto que a cobertura que estão a ver na imagem é na realidade uma “capa falsa” com a ilustração e uma sinopse tal como costuma haver normalmente em qualquer livro. Digo que é interessante pois a série tem início em 1930 apesar de por vezes saltar para a época de 1700 ou até 2000 e isso acaba por reflectir a origem da mesma.

Todos aqueles volumes de Durarara!! que estão a ver é a série completa, embora exista uma sequela (que ainda não foi licenciada no Ocidente), e Haruhi Suzumiya de certa forma é dada por concluída por muitas pessoas apesar de não haver nenhuma confirmação oficial e de o último volume ter sido publicado em 2011. A versão Inglesa acabou por combinar os “dois últimos” volumes que fazem parte da mesma arc num só.

Passando para a segunda prateleira encontramos uma enorme colecção de DanMachi, uns quantos volumes de Grimgar e o que até agora foi publicado em versão física de Classroom of the Elite.

Como já muito bem devem saber eu sou fã da série DanMachi, tendo afirmado várias vezes que está é uma das melhores séries de fantasia que está actualmente a ser publicada. E nesta foto podem ver não só a série principal como os spin offs Sword Oratoriae Familia Chronicles pelo meio (ordenei por ordem de lançamento), culminando num total de 26 volumes. Se querem saber o anime adaptou até ao volume 8 e mesmo assim deixou várias coisas de fora, com a terceira temporada a adaptar (pelo menos) os volumes 9, 10 e 11 que fazem parte da mesma arc dos Xenos.

Penso que já tenha falado sobre Grimgar anteriormente, de certa forma é um isekai, mas Grimgar é uma série que decide adaptar um formato mais lento e explora o progresso de um grupo de personagens que apenas está a tentar sobreviver durante o seu dia-a-dia. Existem mais volumes publicados mas ainda estou a meter a coisa em dia. Por outro Classroom of the Elite está três volumes à frente em formato digital, enquanto que a sua versão física apenas conta com aqueles quatro volumes que ali tem. Não me recordo se alguma vez falei sobre a série ou não, mas até que estava interessado em o fazer. Aquilo que posso dizer é aconselhar a verem o anime e ver se a ideia é do vosso agrado e depois reencaminhar-vos para a light novel pois o anime muda várias coisas. Mas a meu ver a série é interessante em termos de interacções humanos e na maneira em como as pessoas acabam por usarem-se umas às outras.

Indo para a terceira prateleira temos não light novels, não manga, mas sim um elemento relacionado com os mesmos, as famosas figuras.

No que toca a figuras eu gosto de qualidade e de algo que considere bem feito, tenho especial teimosia com as caras pois várias vezes as expressões faciais não são bem feitas e acabo por ser muito picuinhas com isso, caso contrário até produtos bootlegs iriam servir.

Nesta imagem (que não conta com tudo), temos por ordem da esquerda para a direita Altria Pengradon Alter e uma mota bastante bacana de Fate/Grand Order, Mika Jougasaki e Kaede Takagaki de THE iDOLM@STER: Cinderella Girls e por fim Jeanne D’arc Alter e Mysterious Heroine X (com o seu casaco removível) de Fate/Grand Order.

Não sei se tem ideia mas poderei ser fã de Fate/Grand Order e THE iDOLM@STER, é apenas uma ideia, poderá não ser verdade. Não tenho muito a dizer sobre as figuras, metade foram mais baratas do que o que estão a pensar, apesar da sua qualidade até ser muito boa, e obviamente que acabei por aproveitar. Gostava de ter metido as mãos nesta figura de Makoto Kikuchi ou até nesta de Shizuo Heiwajima mas infelizmente já fui demasiado tarde e já não estão há venda. Este acaba por ser o maior “problema” deste hobby, o facto de a maioria das figuras receberem apenas um pouco mais de unidades em relação às reservas feitas, tornando impossível obter as mesmas passado algum tempo.

Passando para as prateleiras quatro e cinco, estas já contam com mais séries e variedade e também começam a ver que estou a lutar por manter as coisas coerentes, bem ordenadas e por espaço suficiente para ter tudo.

Começando pela parte de cima temos as light novels No Game No Life, KonoSuba e o seu spin off focado em Megumin e uma salganhada de livros… o que está para ali a acontecer, perguntam vocês. Bem, estão a ver os dois últimos volumes dessa terceira secção? How a Realist Hero Rebuilt the Kingdom e Infinite Dendrogram? Esses estão onde deviam, tudo o resto são coisas que tenho de meter em dia, ou seja, KonoSuba V11, Infinite Dendrogram V2, How a Realist Hero Rebuilt the Kingdom V2, The Devil is a Part-Timer! V14 e Grimgar of Fantasy and Ash V8 são coisas que tenho de meter em dia, e que até tenho feito durante esta semana.

Mais ao lado temos o primeiro volume da série Rascal does not dream of “qualquer coisa” que foi publicado em Inglês na semana passada. Espero que pelo menos a Yen Press acabe por pegar na obra anterior do autor pois quero colocar Sakurasou na minha colecção.

Na quinta prateleira temos então os primeiros sinais de vida de manga com Barakamon e a sua prequela Handa-kun, com ambas já terminadas. Algo que também já terminou foi WorldEnd não vou estar a dizer o nome completo que é grande. No entanto WorldEnd tem uma sequela, que tal como a sequela de Durarara!! ainda não foram anunciadas em Inglês. Após isso temos a Perfect Edition da manga 20th Century Boys que coleciona uns quantos volumes num só, com as páginas a cor originais (cerca de 3 por volume) e se não estou em erro terá uma história adicional no seu volume final. Ao lado temos a novel I Want to Eat Your Pancreas que recebeu uma adaptação a filme no ano passado e o primeiro volume de SCP Foundation: Iris Through the Looking Glass que anteriormente destaquei no site.

Lembro-me também de ter feito um PN Jukebox para WorldEnd e provavelmente devo ter referido uma ou duas vezes tanto Barakamon como 20th Century Boys.

Passando para a prateleira final e já temos cerca de 140 livros (posso ter-me enganado a contar). É muito sim, mas não é algo que tenha comprado tudo no mesmo dia.

A primeira série que entra à vista é a light novel de The Devil is a Part-Timer! que até temos uma análise aqui no site ao anime que adaptou os dois primeiros volumes e que recentemente anunciou que iria terminar durante o Verão. Após isso temos dois volumes respectivamente de Rokka e The Irregular at Magic High School que não estão muito na lista de prioridades, e tudo o resto acaba por ser manga, com uns quantos volumes de Ajin, Kaguya-Sama: Love is War, Grand Blue, Non Non Biyori e, algo que ficou cortado na foto, Angel Beats! Heaven’s Door.

Sei que já falei de uns quantos (se não de todos) aqui no site. Mas como podem ter visto até agora o meu foco recai mais em light novel, comprando volumes físicos de manga de vez em quando. Talvez a próxima série que irei adquirir será BTOOM! que terminou recentemente.

O que tenho a destacar daqui é que muito provavelmente aquele volume de Angel Beats! irá ficar sozinho durante imenso tempo já que a Seven Seas não publicou o resto desde o seu lançamento em 2016 e nem diz nada quando questionada sobre o assunto.

Agora digo isto, estão a ver que não tenho muito espaço? Ainda tenho 30 volumes (na realidade 15 bem grossos que fazem 3-in-1) do Kickstarter da série Rokujouma que deverá vir durante o Verão. Onde vou colocar isso?

Se olharem mais para baixo irão então ver o meu belo chão branco que condiz com o armário branco onde todos estes exemplares estão alojados.

Lembram-se de ter falado de ainda ter algumas figuras que não cabiam naquela prateleira? Aqui está ela. Caso não saibam, quanto maior afigura mais caro será, e mais detalhe irá ter. E paguei um bom preço por esta figura de Jeanne D’arc Alter de Fate/Grand Order mas sabem que mais? Não me arrependo e muito possivelmente até estaria disposto a pagar mais… talvez… porque ainda foi um bom preço…

No entanto tenho uma outra reservada e que em princípio será lançada durante este Verão e que até é temática com a altura em que vai sair, a classe Rider de Altria Pendragon Alter. O que me leva novamente a questionar “onde raio irei colocar isto tudo” pois não tenho onde meter estas figuras e os livros que estarão para chegar, e um armário igual ao que tenho infelizmente não tem a profundidade suficiente para a figura na imagem acima.

Sabiam que sou fã de Angel Beats!? Caso os vários artigos que já tenha feito no site, o solitário volume da manga prequela que tenho na minha colecção e esta imagem não vos tenha alertado para isso, sou fã de Angel Beats!.

Aquilo que estão a ver nesta imagem é a “First Press Edition” da visual novel Angel Beats! -1st beat-, uma readaptação do anime para visual novel que iria explorar mais as personagens e que era suposto ser lançado em seis partes (até agora nunca mais se ouviu falar do resto). Enquanto que é uma incógnita se a visual novel será lançada no Ocidente ou não (apesar de neste mês ter recebido uma tradução feita pro fãs), eu comprei esta edição limitada quando saiu no Japão.

Para além do jogo, que está no canto direito por debaixo do livro de arte e de duas (três na realidade) cartas de jogo com algumas personagens da série, esta edição limitada também ofereceu uma ilustração de Angel assinada por Na-Ga, o ilustrador e também a pessoa que fez o design das personagens; um radio show e uma colecção de algumas músicas em piano (que podem à esquerda) e também um CD com duas músicas, a abertura da visual novel a nova música da banda fictícia Girls Dead Monster chamada Million Star. O outro CD que está ao lado foi algo que adquiri durante o Natal passado, contendo todas as músicas interpretadas pela banda Girls Dead Monster incluindo as músicas que não aparecem no anime e também as novas da visual novel, bem como outras vocais como a abertura e encerramento do anime.

A meio temos a caixa de coleccionador onde a maioria destas coisas ficam guardadas e que destaca as personagens na qual esta primeira visual novel foca-se, Yui, Iwasawa e Matsushita, bem como Angel e Yuri que possuem papéis centrais na história. Em baixo, e talvez aquilo que mais vos chamou à atenção, é um bónus de reserva de loja que foi enviado, sendo um wallscroll (bem grande, com pouco mais de um metro) de Iwasawa. E não, não é nada badalhoco ao contrário do que estão a pensar, deixem a minha waifu em paz.

“Então e se o jogo for lançado oficialmente em Inglês e também receber uma versão limitada, vai comprar duas vezes a mesma coisa?”

OBVIAMENTE QUE SIM.

Vejam aqui os 5 artigos anteriores:

21 – FMA: Brotherhood, Rebuild of Evangelion e (não) muito mais

20 – 2002 Side B: Blood Sabbath

19 – Disaster Report e Anime

18 – Garry’s Mod 2

17 – Mini Direct

Share

You may also like...

error

Sigam-nos para todas as novidades!

YouTube
Instagram