Análise – The Walking Dead T5

The Walking Dead ProximoNivel 1

The Walking Dead começou na altura em que os zombies estavam na moda, ninguém sabe o porquê mas estas modas vão e vêm e acabam sempre por deixar as suas marcas. Uma dessas marcas foi The Walking Dead, algo que começou como uma banda desenhada, expandiu-se para as séries de TV e depois para os videojogos.

Esta é já a 5ª temporada, e com um 6ª confirmada e os autores da série com a mente numa 12ª, parece que tão cedo Rick e companhia não vão conseguir matar todos os Walkers no ano que vem. Apesar de matar os que já estão mortos parecer estranho, é isso que acontece em The Walking Dead.

The Walking Dead ProximoNivel 3

Em 2010, quando a série se estreou e tudo era novidade, esta primou por retratar a busca por segurança e a transformação de um grupo de pessoas normais em sobreviventes num mundo apocalíptico assente no clássico tema Zombies com alguns pontos únicos. Desde cedo o público escolheu os seus favoritos, pela 3ª temporada a série já tinha arrecadado mais espectadores do que muitas outras séries alguma vez poderiam sonhar. E foi nessa mesma temporada que The Walking Dead introduziu o primeiro antagonista. Até aqui os maiores problemas de The Walking Dead eram disputas pelo poder dentro do grupo, agora tinham algo que os unia enquanto família. Este foi um dos pontos altos da série, diria mesmo o primeiro momento em que o sonho de qualquer sobrevivente se materializa, um local que os protege e a que podem chamar casa.

Com o avançar da série as hostilidades concretizam-se e o grupo que temos vindo a seguir volta à estaca zero, de novo na rua e separados, cabe a cada um encontrar o seu caminho para se reunirem com aqueles a que chamam família. Este é o ponto de partida da história da 5ª temporada. Como penso já ter dado a entender, eu considero-me um fã desta série, e é como fã que digo estar a ficar farto da série.

The Walking Dead ProximoNivel 6

Os meus problemas com The Walking Dead começam na 4ª temporada: revela-se previsível, uma repetição de problemas já espremidos até à última gota, e o próprio desfecho é anedótico para uma série que pretende chegar tão longe. Assim foi com desconfiança que comecei a ver a 5ª temporada.

A 5ª temporada dá um desfecho relativamente rápido aos últimos eventos da 4ª temporada e concentra-se em abrir as portas a uma nova etapa. Pode-se dizer que a 5ª temporada são 16 episódios de transição e preparação para a 6ª. Durante os últimos episódios é nos dado a entender o que vai acontecer no futuro e, apesar de parecer promissor dado o historial de The Walking Dead, as minhas expectativas estão baixas; pelo menos assim será complicado ter uma grande desilusão.

The Walking Dead ProximoNivel 5

Durante esta temporada e tal como já tem vindo a ser normal na série, existem vários momentos que se concentram na construção de personagens, quer seja por conversas ou cenas onde reina o silêncio e um dos atores tem por tarefa transmitir emoções através de gestos. No entanto, mesmo que as emoções sejam transmitidas, eu não podia estar mais desinteressado. As personagens vão e vêm, muitas estão cá 1 ou 2 episódios e vão-se embora. Tal como os sobreviventes, também eu já estou indiferente a estes momentos. “Estás aqui? Ótimo, agora mostra-me o que consegues fazer.”

Cheguei à conclusão que aquilo que realmente ainda me prende a esta série são os momentos onde a história mostra o grupo a tentar sobreviver em conjunto, quer seja no meio de uma floresta ou numa nova comunidade, e a maneira como reagem às situações. Muitos episódios tentam dar profundidade às personagens, mas pessoalmente e como já disse, eu já não quero saber. Estou cansado de ver personagens que perderam tudo, que se culpabilizam pela morte de outros. Por esta altura parece já não haver originalidade nestas.

The Walking Dead ProximoNivel 2

Felizmente existem muitos bons momentos na série, aliás desde que Rick e o grupo entram na nova comunidade a série melhorou bastante. É algo que é necessário, mostrar algum sucesso nas várias tentativas. Ainda assim somos presenteados com situações cliché durante vários momentos, o que me aborrecem por serem mais óbvias que o Sol num dia sem nuvens ao meio-dia.

Tal como já tem vindo a ser hábito, os efeitos especiais são bastante bons, cada Walker é diferente e bem trabalhado. Apesar do cenário ser maioritariamente desolado, está bem conseguido, mesmo as cidades parecem locais que verdadeiramente poderiam ficar assim. A banda sonora é competente, transmite os estímulos necessários a cada situação o que é bastante bom.

The Walking Dead ProximoNivel 4

No geral a 5ª temporada consegue montar as peças para uma história que só veremos numa 6ª temporada, mas monta a história de um modo interessante, especialmente nos últimos episódios. Infelizmente eu sei que esta série é capaz de fazer muito melhor e é por isso que esta é uma temporada que me deixa um sabor amargo, ainda que bem mais doce do que aquele proporcionado pela 4ª.

Positivo

  • Primeiros e últimos episódios da temporada
  • Efeitos especiais e Walkers bem trabalhados
  • Algumas das novas personagens

Negativo

  • Alguns episódios do meio da temporada são muito fracos e parcos em conteúdo
  • Maioria das histórias do passado de cada personagem são gastas e desinteressantes
  • É uma temporada que apenas prepara a história para a 6ª temporada
  • Clichés e clichés e clichés e clichés… e clichés

pn-bom-ana

Share

You may also like...

error

Sigam-nos para todas as novidades!

YouTube
Instagram