Top5 – Filmes de videojogos mais aguardados

A relação entre cinema e videojogos começou unilateral, os filmes lançados para o cinema tinham os direitos explorados pelas produtoras de videojogos que lançavam o videojogo no mercado com o título do filme e aproveitam o merchandising do mesmo. Este equilíbrio só foi perturbado quando “o bicho de sete cabeças”  que ninguém sabia como reagir chamado videojogo, passou a interessar às massas, deixando de ser visto como arte menor e a integrar enredos de filmes desencadeando obras cinematográficas notáveis (provavelmente o paradigma deste fenómeno seja Tron da Disney) e a relação passou então a funcionar numa lógica de troca e partilha de temas e títulos entre os dois universos que não eram tão diferentes.

Já passaram 19 anos desde a adaptação de Super Mário para o grande ecrã, e os jogadores ainda fazem de conta que não viram Luigi filho de Mário, Dennis Hopper como King Koopa e Bob Hoskins a destruir uma carreira sólida a troco de dinheiro…  Não podemos levar a mal, afinal, eram os anos 90, as produtoras sabiam que os videojogos constituíam potencial retorno financeiro, mas na prática não faziam ideia como explorar os conteúdos.

Felizmente a carência foi ultrapassada, fundamentalmente pelo estatuto adquirido que os videojogos impuseram no mercado (Black-ops 2 bate recordes enquanto lêem este artigo), somado ao sucesso financeiro e a redenção dos críticos mais exigentes sobre a qualidade de filmes como Dark Knight e Os Vingadores (pois é, os super-heróis também combatiam a desconfiança). Podemos prever que próximos projectos inspirados em videojogos sejam de maior qualidade, espelhem o trabalho realizado pelas produtoras e o talento de quem escreve narrativas para videojogos.

Por isso aqui vai, o TOP5 de filmes sobre videojogos já anunciados que criam maior expectativa.

5º Lugar


Mortal Kombat
Previsto para 2013, Mortal Kombat já teve direito a adaptação cintigráfica em 1996, realizado por Paul W.S. Anderson que criou uma notável comunidade de fãs, e tornando-se num filme de culto.
À imagem do que sucedeu com a série Mortal Kombat nos videojogos, que arrumou a casa e fez esquecer algumas apostas menos conseguidas com uma espécie de reebot da série com Mortal Kombat 9, que conseguiu bastante sucesso, será de esperar que a aposta da Warner Bros, que detém os direitos do franchise, siga esta linha neste novo filme. Para tal escolheu Kevin Tancharoen (realizador e autor da série Glee e de Mortal Kombat Legacy) para trabalhar no guião e preparar a realização do filme.

4º Lugar


Tomb Raider
Aguardado para o final de 2013, Tomb Raider será necessariamente um reebot da série que já conta com dois filmes realizados, nomeadamente: Simon West (Lara Croft – Tomb Raider) e Jan de Bont (Lara Croft: Tomb Raider – O Berço da Vida) ,  protagonizados em ambos os filmes por Angelina Jolie no papel de Lara Croft. No entanto será de esperar o anuncio de um novo realizador e de uma nova Lara Croft. Não existem muitos detalhes disponíveis sobre este filme, apenas que a GK Films comprou os direitos e que o filme seguirá a linha de orientação que acompanhou a criação do novo jogo de Tomb Raider, o qual deverá chegar à PS3, Xbox 360 e PC a 5 de Março.

3ºLugar

Assassins Creed
Anunciado no mês de Outubro, Assassins Creed – O Filme ainda não tem realizador nem guião, mas já há Altaïr Ibn La-Ahad! Para este papel foi escolhido o alemão Michael Fassbender, o Magneto de X-Men First Class, que participou também no filme 300 e em Sacanas Sem Lei de Tarantino. A premissa é a mesma do videojogo, ou seja, rica, inovadora e empolgante. Será interessante ver no grande ecrã a personagem principal a retomar no tempo para desvendar mistérios e resolver encruzilhadas. Esperamos que seja um filme cuja experiência cinematográfica seja tão recompensadora como jogar o título da Ubisoft.

2º Lugar

Splinter Cell
Enquanto Metal Gear Solid, versão cinematográfica, anda a espernear no papel e perdido num mar de indecisões, a obra de Tom Clancy está programada para atingir o grande ecrã em 2014, escrita por Eric Warren Singer. Será a primeira aparição de Sam Fisher no grande ecrã e logo interpretado pelo bem conhecido Tom Hardy, actor britânico que participou em The Fighter, Inception e mais recentemente encarnou Bane no Dark Knight Rises de Christopher Nolan. Provavelmente a escolha certa para dar credibilidade ao agente infiltrado, contratado para resolver conflitos delicados e garantir a paz no mundo.

1º Lugar

Uncharted: Drake´s Fortune
Agendado para 2014, a adaptação do videojogo que lembra Indiana Jones, poderá criar impacto na Sétima Arte, exactamente o território de onde surgiu a maior inspiração. Com Mark Walberg (Planeta dos Macacos, Max Payne e Ted) no horizonte para interpretar a personagem de Nathan Drake, David O. Russell (autor do guião) ambiciona contar com Robert De Niro e Joe Pesci no elenco. A adaptação de Uncharted pode criar algumas dúvidas, porque o trunfo do jogo é a sensação experimental de jogar um filme, mas só um Nathan Drake de carne e osso é que vai esclarecer essa dúvida. Uma adaptação para cinema viria relançar um género de aventura e puzzles que o cinema actual acabou por esquecer.

Concordam com esta lista? Colocavam estes filmes por outra ordem, ou adicionavam outro? Deixem os comentários e opiniões em baixo.

Share

You may also like...

Subscribe
Notify of
guest
45 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
lordcheater

eu estou a espera do assassins. fassbender ftw

Edgar Silvestre

fassbenderrules, sem dúvida

Fabio Senica

sao bons filmes mas tenho um certo medo que o de ac e uncharted possa estragar a serie…

Edgar Silvestre

Vamos esperar que as produtoras respeitem os fãs e façam um bom trabalho

José Morais

uncharted,o novo indiana jones…

Edgar Silvestre

foi uma experiência mais recompensadora jogar o primeiro Uncharted do que ver o Reino da Caveira de Cristal

derpsta

é verdade que são titulos muito esperados, mas ninguém tem a minima ideia do que pode sair dali…

Edgar Silvestre

existe boa matéria prima, agora é preciso trabalhar e criar um bom guião

derpsta

concordo, eles têm um diamante em bruto, só falta esse diamante ser polido…

Rui Jorge

Sem dúvida que o Assassins Creed e Uncharted são os que mais me interessava em ver um grande filme!

Edgar Silvestre

Vamos esperar que as produtoras respeitem os fãs e façam um bom trabalho

Humberto Palmeira

Motal Kombat FTW. Faltou-te ai um “R”
Bem vindo a equipa Edgar.

Edgar Silvestre

Li três vezes antes de publicar e passou incólume o malandro do MOTAL. eheeheh Obrigado Humberto

ShadowDust

Chamem-me velho do Restelo, mas acho que nenhum destes filmes vai chegar aos calcanhares do filme do “Ace Attorney”

Edgar Silvestre

Ainda não vi o Ace Attorney, mas prometo dar uma vista de olhos. Quanto à qualidade dos filmes, só quando sair é que posso emitir o meu juízo de valor.

ShadowDust

Com o meu comentário não quis assassinar os filmes antes da nascença, mas para o estilo de filme hollywoodesco que os americanos já nos habituaram a fazer longas-metragens sobre videojogos deram-me o direito a ficar de nariz torcido :p E onde acho que o pessoal falha em distinguir é na diferença entre filme e adaptação. Os filmes em si não são maus, têm é uma adaptação que deixa um pouco a desejar :/

Nirvanes

Aguardados admito que sim… mas não acho que tenham grande potencial para além do Assassins Creed (em boa parte por causa do Michael Fassbender) mesmo enquanto história. Se calhar estou até a ser optimista demais, porque na verdade a maior parte das histórias dos jogos já são histórias genéricas no cinema… é uma realidade que temos de aceitar, especialmente porque o cinema tem mais 70 ou 80 anos que os videojogos.

Veja-se o Uncharted… sim, é muito aguardado porque tem uma base de fãs enorme, mas a sua história não passa de uma versão um pouco mais moderna do Indiana Jones (tal como o Tomb Raider era, mas com um carácter mais sério – isto nos jogos).

O que é que falta então? Falta conseguirem pegar num destes jogos e tentar fazer um cinema menos óbvio, que vá para além do entretenimento básico dos tiroteios e dos efeitos especiais… que tente fazer cinema, que saiba usar a fotografia, que saiba escrever um guião e cenas como deve ser, que saiba questionar o espectador sem lhe dar as respostas de cara chapada, que não nos tome por burros.

Na verdade, isto como ideia parece tudo muito bonito, mas para mim os jogos diferenciam-se muito do Cinema… é verdade que normalmente as pessoas associam muito uma componente cinematografica dos videojogos ao cinema, mas eu acho que continuam a ser muito diferentes apesar da clara influência.

Mas eu jogo um jogo pela imersão, pela sensação (quase sempre ilusória – e isto não é de todo um defeito) de que sou eu quem decido o desenrolar das coisas, que sou eu o protagonista e sou eu que vivo aquilo. É espectacular estar no renascimento e assassinar pessoas importantes e ver o desenrolar da história em assassins creed, mas será igualmente divertido ver isso numa tela? Dúvido imenso. Ok, eu também tenho a minha curiosidade enquanto fã da série, mas será que vale realmente a pena? Temos alguns vídeos/curtas sobre a história do ACII na psn e na net, e até conseguem fazer daquilo um complemento muito fixe ao jogo e decente dentro do próprio amadorismo… mas uma coisa é ver um complemento como aquele com uns 15 min, outra coisa é um filme que pretende fazer caché mais do que cinema! (Apesar de que até posso estar enganado, pelo que sei a Ubisoft está dentro do projecto e que Fassbender vai respeitar a produtora… mas mesmo a Ubisoft pode não estar a fazer trabalho para os fãs. Obviamente que o que acaba sempre por importar é o dinheiro.)

O que me entristece é porque é que não podem tentar fazer um cinema mais sério, tentar um óscar… quantos filmes baseados em livros conseguiram agarrar a essência dessa ficção, expressarem-se de uma forma diferente do livro em que se baseiam e foram nomeados ou mesmo vencedores de prémios prestigiantes?

A quantidade de adaptações com qualidade é enorme, e nós às vezes nem sabemos que alguns filmes são adaptações.

Um jogo que eu gostava poder ver em filme, e que acho que podia resultar, seria o Portal!

Kanudo

Eu também gostava que pegassem em jogos com histórias menos inspiradas do cinema e criassem algo incrivelmente único. Infelizmente, a maioria destes filmes não passam de uma forma de expandir a série e das produtoras ganharem mais um pouco, portanto, na maioria dos casos, não passam de blockbusters ou filmes de “passar o Sábado à tarde”. Já vamos ter muita sorte se estes filmes não sairem valentes porcarias.
Eu concordo que, obviamente, um filme é diferente de um jogo e que a adaptação de um para o outro nunca vai ser 100% fiel, mas muita gente esquece-se de avaliar as coisas como elas são. Por exemplo, muita gente já ouviu a típica frase “o livro é melhor” quando vão ver uma adaptação cinematográfica de um livro qualquer. Mas porque é que insistam em comparar livros com filmes? São duas coisas completamente diferentes, assim como um jogo é completamente diferente de um filme. A única coisa que podemos dizer é se foi uma boa adaptação de um formato para o outro, e avaliar um filme como um filme, não como um livro ou um jogo.

Nirvanes

Sim exacto, era sobre essa ideia de expansão sobre a qual quis reflectir… por isso é que insisto em distinguir o cinema enquanto entretenimento e o cinema enquanto arte. Estes casos são claramente o cinema de entretenimento.

Essa independência é importante, por muito parecidos que sejam e mesmo que um seja baseado no outro. Cinema é cinema, literatura é literatura. O mesmo com o cinema e os jogos.

É manter o núcleo, a essência, e tentar explorar isso de forma a dignificar o cinema com aquela história.
Por isso é que acho que estes filmes não vão ser mais do que uns blockbusters para encaixarem dinheiro usando a expectativa dos fãs e promovendo os seus jogos a outro público.

Edgar Silvestre

Obrigado pelos vossos comentários. Tenciono que este espaço esteja aberto a debate e partilha de considerações. Há vários elementos que devemos ter em conta. Efectivamente estes filmes irão estrear, e o primeiro pensamento que os produtores vão ter, será: Quanto dinheiro é que vou fazer com isto? Mas isso também se aplica aos próprios videojogos. Os criadores do Black-ops 2 devem estar inchados que nem um peru pelos recordes que andam a bater. Mas o cinema está em evolução e o público está mais exigente, o que obriga as produtoras a esforçarem-se na concepção do produto e evitar defraudar os fãs, que na prática, garantem a sustentabilidade dos projectos.
Agora, devemos ter em atenção que ver Assassins Creed ou Uncharted no ecrã é uma experiência diferente de jogá-lo, mas o objectivo é retirar da experiência uma recompensa diferente.
Em relação à mobilidade de história entre plataformas. Não estou completamente de acordo, a técnica de escrita é diferente para cinema, videojogo e livro e cada plataforma possuí características que obrigam o conteúdo a moldar-se à forma.

Nirvanes

Claro que se apropria, eu não disse o contrário… esta industria está cada vez mais parecida com o modelo de hollywood. Isso é que me preocupa. O principio dos videojogos é o entretenimento, mas temos pisado linhas perigosas afastando-nos do titulo de ‘arte’ que queremos atingir… como o cinema. Em contra-partida, a cena indie cresce cada vez mais… mas esperamos outras coisas das grandes produtoras também, porque nesta industria há poucos autores, por isso as grandes equipas é que deviam fazer de grandes realizadores provavelmente.

A técnica de escrita é diferente, com o crescimento cinematográfico nesta industria é normal que comecemos a notar nos jogos alguma experimentação e uma série de tentativas já experienciadas no cinema. Estamos agora a viver as histórias nos jogos que já vivemos no cinema várias vezes, diferentes na tecnica de escrita ou não são narrativas muito similares apesar de tudo… tal como o cinema mais tarde acabou por adaptar histórias da literatura.

Nirvanes

E aqui está a prova viva, acabada de se passar no fórum, do que estava a dizer 🙂

JB

warcraft para mim é o mais aguardado e nem aqui aparece…

Edgar Silvestre

é verdade o Charles Leavitt está a trabalhar no guião para o Warcraft, mas ainda não existe nome para o filme nem data prevista para começar a pré-produção, e também existe a dúvida se vai ser um filme de animação

HYPNOOOWW

Assassins Creed <3

Edgar Silvestre

vamos ver como decorrem as filmagens

HYPNOOOWW

É assim claro que nao vai ter aquele “cheirinho” como no jogo, mas julgo que o enredo cinemático será interessante.

Kanudo

Há potencial de sairem bons filmes ou lixo autentico. Espero que o Assassin’s Creed tenha uma boa adaptação, mas agora Uncharted? Esse jogo é basicamente um filme xD

Lembro-me de há uns tempos falarem num filme inspirado no Shadow of the Colossus. Esse ideia ainda está em pé ou já foi abandonada?

Edgar Silvestre

Kanudo, estou completamente de acordo, mas vamos torcer que sejam boas obras cinematográficas e que nos entretenham. Em relação ao Shadow of the Colossaus, também li esse rumor, mas até onde eu sei, não avançou, o que é uma pena, porque é um jogo magnífico e bem realizado e bem produzido, seria arrebatador

Pedro Samuel

Continuo à espera do Metro 2033 e Half Life… mas também ainda n disseram nada.
Uncharted também poderá ser fixe, se tiver o mesmo ambiente da série ya, senão,
nem sei, se for mais um daqueles filmes que o trailer é que é bonito e o
resto é conversa, esquece.

Edgar Silvestre

para o Uncharted vingar precisa de ter mistério, tem de ser visualmente rico, misturar arqueologia e ser corajoso

joao

TOP5 de filmes sobre videojogos já anunciados que criam maior expectativa = TOP5 de filmes DE TRETA sobre videojogos já anunciados que criam maior expectativa

ShadowDust

Tens informações confidenciais que nós não saibamos?

Edgar Silvestre

acho que podemos dar o benefício da dúvida

Diogo

O filme que eu estou mais ansioso é o do Assassins Creed porque eu adoro os jogos da série
Ass:Naruto

Edgar Silvestre

felizmente foi escolhido um dos mais promissores actores da actualidade

Eduardo Costa

Já existe um filme do Assassin’s Creed de 2009 (quer dizer não é bem um filme mas sim 3 curtas metragens produzidos pela Ubisoft).

Chama-se Assassin’s Creed: Lineage

Edgar Silvestre

já vi o Assassin’s Creed: Lineage, e é preciso dizé-lo, a realização é paupérrima e as cenas de acção são excessivamente dramatizadas.

Miguel Dias

Não vejo qualquer diferença entre Uncharted e Indiana Jones mas sempre tive esta opinião. Quanto a Assassin’s Creed e Splinter Cell concordo contigo. Só o facto de Michael Fassbender e Tom Hardy estarem envolvidos nos projectos já me fazem ficar atento a estas adaptações 😉 Cumprimentos

Edgar Silvestre

concordo Miguel. Até à que o Hardy quer o Fassbender dão garantias de seriedade e entrega ao projecto. Espero que eles divirtam-se e que nos divirtam

Miguel Dias

Convenhamos, com os anteriores desempenhos deles chegaram a estatuto em que se podem dar ao luxo de recusar quantos papéis quiserem 😉 cumprimentos

ricky13duarrte

Li algures que tanto Mark Walberg como David O. Russel tinham saído do projecto e que para já o filme do Uncharted estava a deriva, de qualquer forma acho que o papel de Nathan Drake no grande ecrã devia pertencer ao verdadeiro Nathan Drake (Nolan North) em algumas entrevistas que ele deu não se consegue assinalar nenhuma diferença entre ele e Drake, tem o mesmo sentido de humor o físico se trabalho também podia ficar igual.

Quanto á noticia concordo com quase tudo, todos estes, e qualquer filme de videojogos para um gamer, são aguardados mas a verdade é que por muito que sejam aguardados e que grandes nomes de Hollywood lhe sejam anexados, a verdade é que a parceria entre videojogos e hollywood não tem sido a melhor.

Espero estar enganado e que estes e qualquer filme de videojogos a partir deste momento nos surpreenda, vamos esperar e ver surpreenda

Edgar Silvestre

A Columbia Pictures detem os direitos para uma adaptação do Uncharted, e na prática a matriz do guião já está escrito. Acredito que o Walberg estaria à altura do desafio, o problema do Nolan North é não ser um actor conhecido, o que poderia comprometer o investimento. Talvez o Channing Tatum ou o Keannu Reeves poderiam assumir o papel.

Edgar Silvestre

O próximo Top que vou elaborar, será o Top de Videojogos que têm grande potencial cinematogréfico. Preciso da vossa ajuda para não cometer nenhuma injustiça.

HYPNOOOWW

Assassins Creed III com 2 horas de cinemática.

error

Sigam-nos para todas as novidades!

YouTube
Instagram
45
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x