Cyberpunk: Edgerunners é um bom pedido de desculpas por parte da CD Projekt Red

 

A história de Cyberpunk 2077 não está gradualmente a evaporar-se e a CD Projekt Red caminha a passos largos para garantir que isso não aconteça. Com o lançamento do anime Cyberpunk: Edgerunners, o estúdio conseguiu agarrar uma bolha de ar que há muito ansiava.

O anime lançado na Netflix e produzido pelo estúdio Trigger está a ter um bom sucesso e a chamar a atenção de todos os fãs do género, isto porque não só atingiu um recorde de visualizações na terceira semana deste mês como também injectou nova vida a Cyberpunk 2077.

Em Cyberpunk: Edgerunners conhecemos uma nova personagem de nome David Martinez que vê a sua complicada vida e ficar ainda mais negra com uma série de acontecimentos pessoais. David descobre que tem um talento inato para suportar inúmeros upgrades cibernéticos e a nossa história parte daí.

Não só este anime está munido de momentos incríveis e bem conseguidos, mas também a capacidade com que adaptar todo o lore do jogo e destacar-se unicamente é extremamente louvável. Elementos como o sistema Sandevistan ou os Syn-Lungs irão despertar o interesse dos que ainda não conseguiram se cruzar com estes elementos no jogo mas também criar um momento de “ah! eu conheço isto!” para outros.

Nada disto torna Cyberpunk 2077 mais jogável ou apaga os inúmeros erros que a CD Projekt Red cometeu no passado, por exemplo eu continua a achar que o estúdio cometeu um erro crasso ao comprometer-se com as versões PS4 e Xbox One o que causou uma enorme onda de contestação dado ao desempenho lastimável.

Apesar disto tudo, o estúdio luta ao máximo para manter Cyberpunk 2077 jogável e interessante com updates constantes e desta feita: considere-se desculpada CD Projekt Red.

Share

You may also like...

error

Sigam-nos para todas as novidades!

YouTube
Instagram