The Legend of Heroes, Trails, nicho e os sete milhões

A Falcom confirmou recentemente que a sua saga de jogos dentro do universo Trails de The Legend of Heroes superaram os 7 milhões de unidades vendidas. 7 milhões de unidades vendidas, são muitas unidades, mas não nos podemos esquecer que neste momento a série Trails com Trails in the Sky, Trails of Zero e Azure, Trails of Cold Steel, Reverie e Kuro no Kiseki já acumulam mais de 10 jogos.

Mesmo assim, pensar que cada jogo em média teria de vender mais de meio milhão de unidades é um número bastante redondo e forte para associar a uma série que é apenas de nicho. Sem esquecer que foram lançadas várias versões e ports de cada um deles para inúmeras consolas e PC.

Para pormos em perspectiva, todos os jogos de Trails venderam mais meio milhão de unidades que Resident Evil Village, três milhões a menos que Final Fantasy XV e quase o dobro do que vendeu Fire Emblem: Three Houses. Claro que estamos a por vendas em contexto contra outros grandes colossos da indústria que foram sendo lançados nos últimos anos. Será sempre injusto comparar uma série inteira com mais de 10 anos de vendas com um único Blockbuster, mas estamos a falar de Final Fantasy, Resident Evil e Fire Emblem, jogos gigantescos que nem precisam quase de publicidade.

The Legend of Heroes, mesmo que tenha vindo a crescer e ganhar alguns fãs no ocidente, é ainda uma franquia de nicho. Os jogos até vendem bem no Japão, mas uma grande fatia destas vendas foi feita também no ocidente, onde os jogos demoram anos a chegar e as localizações são feitas a passo de caracol.

Só este mês vamos ter a localização oficial de The Legend of Heroes Trails From Zero, para o ano Trails to Azure e se tudo correr bem, Trails into Reverie no final de 2023, o que quer dizer que Kuro no Kiseki que foi lançado no Japão em 2021 só deverá chegar à Europa em 2024!

Se a Falcom tivesse finalmente a inciativa e mudança de chip para começar logo na origem o trabalho de tradução, talvez fosse mais fácil para empresas como a NISA traduzir os seus jogos de forma mais rápida e colocar no mercado, mesmo que não de forma mundial em simultâneo, mas pelo menos dois ou três meses depois. Isso faria uma enorme diferença em termos de marketing e até mesmo em apelar aos jogadores que dão muita importância aos gráficos.

Existem muitos e bons motivos para se gostar de The Legend of Heroes e em especial de toda a saga de Trails, pois é uma narrativa épica contada ao longo de vários jogos com uma profundidade enorme e onde o mundo parece verdadeiramente vivo. Esse e outros motivos são os principais responsáveis por ter surgido uma legião de fãs em redor da saga e o motivo pelo qual tantos deles querem que os jogos sejam localizados o mais depressa possível.

Por isso mesmo, 7 milhões podem ser “rookie numbers” para uma franquia inteira, mas é um feito para um JRPG que tem vindo a ganhar terreno apenas por ser recomendado por outros jogadores. Espero estar cá para ver os 14 milhões quando Kuro No Kiseki 2 estiver quase a chegar à Europa. Entretanto podem contar com a nossa análise da versão Nintendo Switch de The Legend of Heroes: Trails From Zero em breve.

Não nos podemos também esquecer que está uma série em produção no formato Anime para o próximo. Podem ver o trailer aqui:

Share

You may also like...

error

Sigam-nos para todas as novidades!

YouTube
Instagram