Análise – Mega Man 7

megaman7 pn ana destaque

Mega Man 7 começa no ano de 2020… e sinceramente duvido que daqui a 4 anos possamos ver robots como Mega Man a patrulhar as ruas. Por isso Mega Man 7 mentiu-nos… tal como um certo filme sobre um regresso ao futuro com pranchas voadoras, mas vamos concentrar-nos no jogo em vez das previsões da Maia que falharam redondamente. Esta sétima aventura começa com uma cidade sob ataque por 4 criações do Dr. Wily e são também estes os nossos primeiros 4 inimigos a abater, posteriormente aparecem mais 4 o que prefaz os habituais 8. Em adição a tudo isto a história ainda nos apresenta a Bass que é uma personagem com algumas características interessantes se estiverem a jogar pela história, apesar de hoje em dia não ser novidade nenhuma para quem conhecer minimamente a série.

Este jogo conta também com a participação de Rush a nossa plataforma de salto que se parece com um cão. A jogabilidade não é exactamente o que esperam de um jogo da linha principal de apesar de se manter com as mesmas mecânicas dos originais da NES, mas tenho que confessar, sabendo que Mega Man X saiu um ano antes de Mega Man 7 é estranho jogar um jogo tão parecido que acaba por não implementar os melhores elementos da série X, como saltar em paredes e efectuar um dash em qualquer altura. Não é exactamente o que esperamos de Mega Man, acabei por gostar muito mais de X pelas duas razões que acabei de descrever. Em Mega Man 7 podem deslizar, saltar e disparar; tudo isto é muito engraçado mas misturado com o estilo cartoon do jogo tudo parece muito lento e um pouco longe da precisão de outrora. Elaborando esta última afirmação o que acontece é que o desenho mais redondo faz com que em certos casos Mega Man tenha secções do seu sprite que são “fantasma” por exemplo os pés durante saltos para plataformas longínquas muitas vezes parecem passar pela própria plataforma para que possamos aterrar em cima da mesma.

Infelizmente os Boss também não são algo de que o jogo se deva orgulhar, devo dizer que são todos extremamente simples assim que decorarem o padrão de ataque que normalmente não vai além de 3 variações, e para fazer com que tudo fique ainda mais azedo, os poderes que adquirimos após derrotar os mesmos são desapontantes. Ou seja, apesar de termos uma jogabilidade sólida existem alguns detalhes que fazem com que não seja perfeita e aquilo que mais nos deveria incentivar, o ganhar novos poderes, é uma desilusão. É certo que cada Boss continua a ser fraco contra uma dada arma mas, pessoalmente acho que este é um Mega Man desinspirado apesar de ter tentado mudar um pouco a fórmula sem grandes mudanças no geral.

megaman 7 pn ana 1

A música deste jogo não me cactivou de todo e não consigo identificar nenhuma em especial, no entanto tendo em conta que não gostei de Mega Man 7 como um todo, isso poderá ter alguma influência uma vez que costumamos associar as músicas aos nossos níveis favoritos e aqui eu não tenho vontade nenhuma de voltar aos níveis que já concluí, apesar de alguns ainda conterem upgrades. Mas não é uma má escolha de música simplesmente esperava melhor. Continuamos a ter ritmos parecidos e se por acaso a música dos níveis vos agradar até conseguem ter algumas boas músicas.

Uma mudança dos anteriores para Mega Man 7 foi a introdução de uma loja, a Auto’s Shop. Nesta loja podem comprar vários items com parafusosque são coleccionados durante os níveis e são largados após a explosão dos inimigos. É uma pequena mudança que no fundo acrescenta um coleccionável ao jogo. Existem também segredos espalhados pelos níveis e aqui a exploração é recompensada até certo ponto.

Como um todo Mega Man 7 é um jogo mais fácil do que os seus antecessores devendo muito disso ao seu novo aspecto que implicou um desenho mais simplista dos níveis mas isso não serve como desculpa para os Boss pouco ou nada interessantes e a sensação de estranheza para com a mobilidade de Mega Man. Aquilo que eu sinto é que a transição de 8 para 16 bit prejudicou a série principal e Mega Man X é a verdadeira sequela em 16 bit tendo incorporado perfeitamente novos aspectos de jogabilidade que o fortalecem. O lançamento posterior de Mega Man 7 só vem acentuar este ponto sendo na minha opinião muito inferior a Mega Man X no que diz respeito à jogabilidade. Já no que toca a história e à progressão e tendo em conta os anteriores jogos da série pode-se dizer que tentou quebrar a tradição sem a modificar realmente e em certa medida foi uma má decisão, uma vez que grande parte da magia de Mega Man está em escolher 1 de 8 Boss para derrotar com o nosso canhão “normal” e posteriormente derrotar os restantes Boss seguindo a ideologia do “tu és fraco contra isto que eu acabei de obter”. Agora fora de comparações, Mega Man 7 continua a ser um bom jogo e caso não existisse a série X na altura do seu lançamento, Mega Man 7 teria sido um salto mais capaz do que foi. Não sendo um mau jogo também não é perfeito e é de bom grado que no que toca a 16 bit volto contente para a série X deixando para traz esta entrada na série sem qualquer tipo de saudades. Para mim é um daqueles jogos que vale a pena jogar uma vez, mas nem pensar em lá voltar, pois é divertido em certa medida e não faz nada que nos ofenda, mas também não esperem algo de espectacular, é um bom jogo e nada mais.

Positivo

  • Bastante colorido
  • Introdução da Auto’s Shop
  • Jogabilidade sólida…¹
  • Níveis que entretêm…²
  • Novo método de apresentação dos Boss…³

Negativo

  • ¹…mas que foi melhor no passado
  • ²… mas mais simples do que os que vimos no passado
  • ³… que acaba por ser uma restrição

pn-bom-2016

Latest posts by Alexandre Barbosa (see all)
Share

You may also like...

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
error

Sigam-nos para todas as novidades!

YouTube
Instagram
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x