Sangue Frio – Episódio Piloto

sangue-frio-piloto-noticias-pn-img

Será que os Zombies vieram para ficar? Os mortos-vivos andam à solta nas plataformas de comunicação e contagiaram livros, banda-desenhas, televisão, cinema, videojogos e até romances (Warm Bodies).

Para além do místico, mitológico e religioso, os Zombies são ferramentas extraordinárias para espicaçar comportamentos humanos em situações limite, momentos que revelam a verdadeira natureza e caracter dos personagens, proporcionando ao espectador a derradeira troca de experiencias através de um veículo que simula a “realidade”. Andy Dufresne, em Condenados de Shawshank, manteve o sangue-frio e o intelecto aceso sobre o desespero e a injustiça. Já Mills (Se7en) não teve o que era preciso no momento de maior pressão.

Os Zombies atalham construções elaboradas da intriga, basta criar uma situação de perigo, apimentar com uma ligação emocional, e já está! Uma cena intensa em formato instantâneo. Evidentemente que há ideias que se destacam, sobretudo porque reinventam o que já foi inventado, e oferecem novas abordagens. Mais do que o horror dos monstros, o horror da verdadeira natureza humana em situações limite (viram o décimo-quarto episódio da quarta temporada de The Walking Dead?), em que impera a lei do mais forte e das necessidades primárias.

Sangue Frio, à primeira vista, parece uma tentativa “à portuguesa” para emular o sucesso dos Zombies, mas antes de qualquer consideração, há variáveis a ter em atenção. A explosão dos Zombies no cinema ocorreu com Night of the Living Dead, do realizador George Romero, cuja acção decorre num espaço limitado. Outra questão, é o facto do tema não ser virgem na língua de Camões, existindo a curta-metragem I’ll See You in My Dreams, do realizador Miguel Ángel Vivas.

Sangue Frio, produzido pela ByronProduções, é um projecto piloto, que procura financiamento para tornar-se realidade. Numa conjuntura desfavorável ao investimento e subsídio na cultura, só as boas ideias, numa lógica de baixo custo, vingam, e todo o apoio é necessário.

O elenco que integra o piloto, impõe respeito, com alguns actores consagrados do panorama actual, nomeadamente, Numo MeloRui Santos e Sandra Celas, e ainda, Frederico Barata, Lia Carvalho, Eunice Correia, Madalena Fernandes e João Santos Silva.

Vejam o vídeo e deixem as vossas opiniões sobre o piloto. Podem ajudar a tornar Sangue Frio numa realidade fazendo um like na página do Facebook.

Share

You may also like...

Subscribe
Notify of
guest
6 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Alistair

Estás envolvido no projecto, Edgar?

Edgar Silvestre

Não. Foi um projecto apresentado que pediram divulgação. Só isso

Alistair

Certo! 😉
Gostava de saber a tua sincera opinião sobre isto.

É que eu tenho muito pouca coisa positiva a dizer… Batido, más actuações de quase todos, diálogos incrivelmente pouco naturais…

Edgar Silvestre

eu dei a minha opinião ao produtor, mas este caso era uma oportunidade para ouvir a voz da comunidade

Alistair

E achei que devia dar a minha, tal como pediste. 😉
Positivamente, tenho a dizer que o actor que faz de Zé (aquele tipo com a arma que raptou a personagem da Sandra Celas) parece o mais confortável e o que percebeu melhor o que era preciso. Mas, do lado oposto, o Nuno Melo fez uma interpretação mesmo à canastrão (ele consegue bem mais). O tema da homossexualidade também pode ser uma boa escolha desde que se trabalhe em condições.

Edgar Silvestre

a minha sugestão passou pelo foco nas relações humanas, com personagens ricas no backstory. e tentar ser original. gostei da iluminação, embora ache que pode ser ainda mais escuro e creeppy

error

Sigam-nos para todas as novidades!

YouTube
Instagram
6
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x