O que diz o Fox? – Artigo 5: PS Vita e os clássicos de PS One

o-que-diz-o-fox-5-pn-n_00002

Uma vez li que, se andássemos muito depressa (ainda mais do que no Mégane RS), o tempo andava para trás. É algo parecido ao que estou a sentir, desde que comprei a PS Vita, no final do ano passado.

A PS Vita, como sabem, é uma consola portátil toda para a “frentex”. Faz tanta coisa que até se tornou um pouco incompreendida. Não é a mais vendida, a mais barata ou a mais acarinhada. Mas é boa, bonita, poderosa e eu gosto dela. É tão poderosa, aliás, que, assim que a comprei, só me apetecia ter os jogos da Playstation, a primeira de todas. Eu até tenho a Playstation original e também podia perfeitamente ir à “PS Store” – através da PS3 – descarregar essa saudade toda (e os jogos, já agora). Mas porque esperei eu tanto tempo para jogar algo velho, e logo com tamanho poderio tecnológico nos meus polegares? Enfim, e nos outros dedos, já que atrás também existe um painel táctil. Posso não ter grande justificação, mas sinto que é o sítio certo para jogar os clássicos.

CTR: Crash Team Racing. Maravilhoso. O primeiro jogo que acabei na Vita tem 15 anos. Ora bolas, mais valia ter comprado uma “PolyStation”. Haverá certamente jogos bons para uma consola nova, por que tenho de ir tão longe? É o poder da nostalgia… É que para além de ser um bom sentimento, é um sentimento que dá dinheiro (não a mim, claro). E ganhar dinheiro é outro bom sentimento. Principalmente com coisas que estavam arrumadas no baú velho do sótão, que só trariam prejuízo e dores nas costas, se lá quiséssemos ir buscar.

o-que-diz-o-fox-5-pn-n_00004

Não me lembrava disto assim. Será que ainda tem bons gráficos?

É também o poder da nostalgia que faz com que surjam tantas remasterizações para alta definição de jogos não tão antigos assim. Aliás, são tão recentes que nem percebo bem o alarido que há à volta de, por exemplo, um Final Fantasy X HD. Há meses que ouvimos falar dele (já saiu? Espero que sim) como se fosse algo novo. Algo revolucionário. É, curiosamente, algo que todos querem… outra vez! Eu não percebo o alarido, de facto. No entanto, sinto uma enorme vontade de comprar os tais jogos da “PSX”. Ok, já percebo o alarido…

Inicialmente era contra as remasterizações para alta definição, nos jogos. Prendia-se essencialmente com o acto de querer espremer mais uns trocos de algo que já não tinha dado mais. Se não deu para mais na altura, por que razão haveria de dar agora, com gráficos e jogabilidade datada? E ainda me incomoda um pouco. Talvez porque “perdem” tempo a vender o passado, em vez de mostrar-nos o futuro. Se canalizassem todos os recursos para um jogo novo e original, todos ganhavam. Ou quase.

Porque há sempre “Velhos do Restelo”. Há sempre gente com o típico “no meu tempo é que era”, e sinto que alguns jogos ficam parados no tempo por causa disso. Mas ficam para cuidar melhor de si. Evolução em vez de revolução. É como um VW Golf (lá vêm outra vez os carros). Eu posso não gostar muito do Golf, mas a verdade é que tem levado uma evolução lenta mas consistente, que lhe permite ser um dos melhores da actualidade. Embora eu preferisse um Mégane RS, claro. Aposto que a maioria de vós não sabe distinguir um Golf VI de um VII, se o virem na rua a passar. Aposto que muitos nem sabiam que o Golf já ia no VII.

Há jogos-Golf. O Gran Turismo é um jogo-Golf. Os FIFA são jogos-Golf. Até os jogos de golfe são jogos-Golf. E pode haver remasterizações de jogos-Golf, surgindo um efeito bola-de-neve (nesse caso, sugiro uma versão “4motion”, de tracção às quatro rodas, para melhor aderência), em que se recupera algo que continua igual, precisamente porque se foi recuperando do passado, ao longo das gerações. Confuso? É possível. A verdade é que pode evoluir pouco, mas basta comparar com uma versão da mesma coisa muitos anos antes para se ver que, afinal, até compensa esperar.

o-que-diz-o-fox-5-pn-n_00003

Porque é que já não sou contra as remasterizações ou contra relançamento de jogos iguais aos do milénio passado? Bom, talvez por ter bebido dessa água e me ter mordido o bichinho. Posso continuar com a mesma opinião de que as produtoras deviam canalizar fundos para novas aventuras, mas não há nada de negativo em fazer reviver algo que outrora fora grande. Ajuda a solidificar a imagem de uma marca, a criar relações mais fortes com os consumidores de sempre e a apresentar aos mais novos as velhas (novas) maneiras de jogar.

E enquanto escrevia o artigo, ganhei finalmente a coragem de gastar dez eurinhos nuns jogos que adorava quando era mais novo: Spyro the Dragon. Joguei o primeiro até à exaustão, adorei jogar uma vez o segundo e joguei apenas a demonstração do terceiro. Era uma questão de tempo até tê-los nas mãos, outra vez. Uma questão de muito tempo, diga-se.

o-que-diz-o-fox-5-pn-n_00001

”Start”: o botão de entrada no passado. Irónico.

Lá cantava o Rui Veloso, “nunca voltes ao lugar onde já foste feliz”. Mas o Fox diz: porque não? Eu sei que não vai ser a mesma coisa. Já não sou uma criança livre, despreocupada e sem responsabilidades. Sou apenas uma criança. E é bom sentir-me assim.

 

O que diz o Fox? é uma rubrica semanal de opinião idealizada e escrita pelo membro da comunidade FoxRS. Os temas semanais são livres e podem mudar entre cada artigo. Podem sugerir temas e comentar em baixo.

Share

You may also like...

Subscribe
Notify of
guest
22 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Silver4000

Bem, eu uso os remasters para jogos que não comprei na PS2.
Embora tenha 2 remasters que vou comprar e jà tenho.
Jak trilogy, tenho todos na PS2 mas quero comprar novamente para a PS. E o FFX HD, neste caso tràs também o X2, que nunca joguei.
.
Compro esses porque a minha PS2 jà lia mal os discos, e como adorei volto a comprar.
Nao me incomoda quem compra nem que façam.
PS: Nao Fox, o FFX ainda não saiu, so daqui a umas duas semanas. 😛

FoxRS

Exactamente, Silver. É bom também para os jogos que nos escaparam. Por exemplo, os jogos do Spyro não eram meus, por isso escaparam-me, mesmo que parcialmente. No caso do CTR, funny story: o meu irmão comprou-o a bom preço, porque não sabíamos que a PS3 lia jogos PSX. Assim ficámos com duas versões, a original e a digital. Contudo, até valeu a pena, porque assim pude jogar na PS Vita. =)

Daniel Silvestre

No meu caso, agora tenho os FF da PS One na PS Vita, e pela centésima vez estou a ver se passo o FF7 :

gomesPT

Eu e um amigo meu estamos a pensar em comprar a PS Vita, mas queríamos saber se compramos agora, ou esperamos alguns meses até que lancem um nova versao?

Silver4000

Jà lançaram a Vita Slim, e jà saiu no Japão, cà acho que jà tem data anunciada, não tenho a certeza.

FoxRS

Ao contrário do que acontece na maioria das actualizações de hardware, aqui há vantagens e desvantagens em esperar pela nova versão. Na minha compra, ainda recente, tive em conta que passado pouco tempo sairia uma nova.

Assim por alto, na “velha” face à nova:

Prós:
– maior oferta (bundles/preço)
– ecrã melhor
– melhores materiais
– mais acessórios disponíveis a preços inferiores

Contras:
– menos bateria
– mais peso

Da nova dizem mal do ecrã, mas não é mau. É apenas menos bom. Tem mais plásticos, o que a torna mais leve. É mais fina, o que pode comprometer a ergonomia, mas que se resolve com uns “grips” como este que comprei. Se comprares a Vita, isto é essencial: http://www.vitaplayer.co.uk/wp-content/uploads/2014/01/BigBen-Interactive-Controller-Grip-PS-Vita-03.jpg

O novo modelo traz 1Gb de memória interna, mas só pode ser usado se não tiveres nenhum outro. Isto evita que quem compre uma e um jogo sem se informar muito sobre ela (é preciso memória para jogar o que quer que seja), chegue a casa e não possa jogar.

Qualquer que seja o modelo que escolhas, é sempre uma boa consola. 😉

Daniel Silvestre

O que disse o Fox, literalmente : D

Silver4000

Foi como o caso do Sly, um amigo meu tinha o dois e o três e eujoguei imensas vezes e adorava, jà planeava comprar para a PS2, mas saiu a collection então aproveitei.
Metal Gear Solid foi outra, comprei a Legacy, que tem prai uns 7 jogos da série, muito bem aproveitado na minha opiniao.
.

flyergd

bom artigo.

Pois

O’ tempo, volta pra traaaas, da’-me tudo o que eu perdiiiiiiiii…… E quanto mais o tempo passa, mais depressa passa! Lembram-se como o ano escolar dantes era tao compriiiiido…? E ja’ viram como agora passa num instantinho…?
Pois é, ja’ dizia o Einstein: isto é tudo muito relativo… 🙂

Daniel Silvestre

“Pois” é : )

Mas tens bem razão no que dizes, agora quando se olha para o que passou, parece que foi há pouco tempo, mas já está tão distante : )

Cumprimentos!

tylarth

Eu nunca tive a ps1, mas cheguei a jogar o crash bandicoot práticamente todos emc asa de amigos, tenho a dizer que quando comprei a ps3 e comecei a ligá-la à net umas das minhas primeiras compras foram os crash que lá estavam.
Sem me querer alongar muito sobre o seguinte tema, acho normal quereres jogar os jogos ps1 na tua vita, especialmente s enão os jogavas à assim tanto tempo… damn agora tenho que ir voltar a jogá-los.

Daniel Silvestre

Na altura também não tinha uma PS One, mas joguei FF8 e Tombi na mesma : D

Raizor

Eu não tive uma PS one, mas joguei bastante nela!!! Crash Bandicoot, Gran Turismo, SoulBlade… até um Final Fantasy joguei, não me recordo é qual foi…enfim…

Acho que fazes muito bem em utilizar a PS Vita para voltares a jogar jogos que te marcaram… eu faria o mesmo que tu, só que já tenho uma PSP e acho que não vale a pena ( ainda posso mudar de opinião) adquirir a consola. Digo isto, porque me dá a sensação, que a Sony pretende apostar na Vita como um complemento para a PS4. Pode ser que a situação ainda mude…potencial não lhe falta…só depende da Sony

Esqueceste-te de falar dos gráficos do Watch Dogs !!! IMPERDOÁVEL !!!
… também podias ter falado do Honda Civic 😀

Gostei muito do artigo… especialmente desta parte: ” Já não sou uma criança livre, despreocupada e sem responsabilidades. Sou apenas uma criança. E é bom sentir-me assim.”

… identifico-me com ela… espero continuar, para sempre, uma criança 😀

Daniel Silvestre

As portáteis andam muito numa de sair, terem uma má prestação e depois crescer nos últimos anos de vida. Foi assim com a PSP, Nintendo 3DS e será assim com a PS Vita.

Lfo

Quando finalmente arranjar uma Vita, já irei ter uns quantos clássicos PSONE para jogar e PSP tb.

Daniel Silvestre

E PS Vita, certo?

Majinalex

Isto ja vai no Golf VI? parece que foi ontem que o meu pai comprou o Golf III XD…O facto de preferires jogar na vita em vez da PS3 eu posso dar te a justificação: Jogas onde queres, como queres, quando queres, e com um ecrã que parece que tas no cinema.
Se eu pudesse jogaria todos os jogos na vita.

Daniel Silvestre

Eu percebo. Consigo gastar mais tempos nas portáteis que nas caseiras : )

gomesPT

WOW! Eu tenho a PS1, e pensava que era a original, é igual a essa da imagem, mas a minha funciona com CD :D! Nem sabia que havia com cartucho.

André O Maior

E não há. Aquilo não é uma playstation.

gomesPT

:s Sou um bocado cego, eu li o texto mas esqueci me de associar a imagem a palavra “Polystation “

error

Sigam-nos para todas as novidades!

YouTube
Instagram
22
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x