Antevisão – Ravensword: Undaunted

A inspiração para Ravensword: Undaunted está na própria descrição do jogo, denominando-o como um jogo ao estilo do clássico Hexen. Matar monstros, chegar ao final e pelo caminho ativar alguns botões escondidos fazem parte deste jogo da Trimatra Interactive, mas será que esta versão de teste serve como um bom presságio?

Vamos desempenhar o papel de um vigilante que protege a região de Tyreas, onde após o aparecimento de uma ilha misteriosa no céu, o nosso protagonista sente-se obrigado a investigar esta possível ameaça. Durante a investigação o protagonista vê a sua alma ser ligada a um demónio desta ilha ficando para sempre preso num ciclo onde a morte é inexistente. Para se libertar desta maldição teremos de nos livrar desta ilha.

Na sua essência, Ravensword: Undaunted é um jogo na primeira pessoa com elementos RPG e um aspecto medieval e esta versão de teste que nos foi disponibilizada pela Crescent Moon Games vem com três níveis que diferem em termos de tamanho e dificuldade. Ao chegarmos ao fim do nível podemos escolher voltar para a nossa base que tem um mercador ou continuar para o nível seguinte.

Os elementos RPG estão presentes através de um sistema de níveis que permite aumentar seja a nossa vida, força ou capacidade de invocar magias, ficando ao critério do jogador aquilo que precisa de melhorar e o estilo de jogo a adoptar.

O nosso jogador pode usar várias armas como espadas, martelos, ceptros e até outros armas com efeitos mágicos. Combater contra os esqueletos e ratos (de momento os únicos inimigos que estão no jogo) é uma tarefa bastante fácil à primeira vista, mas quando se juntam e nos surpreendem numericamente, sinto que estou numa situação tensa ao estilo de Ziggurat, onde somos obrigados a correr de um lado para o outro para conseguir atacar sem sermos dizimados em segundos.

Recentemente o estúdio introduziu uma denominação interessante para a degradação das armas chamado corrupção, onde basicamente as armas que usarmos tornam-se corrompidas e inutilizáveis, e falando com o mercador podemos purificar as mesmas. Apesar de ser um conceito interessante, esperamos que o estúdio consiga aprofundar ainda mais esta mecânica para se tornar um pouco mais única.

Eu espero que os próximos níveis tenham uma maior complexidade e introduzam novos elementos, pois o que nos foi apresentado causou pouco impacto. O estúdio pode mexer ainda mais com a forma como nos movemos pelo mapa seja com um design mais labiríntico ou até armadilhas espalhadas pelo jogo, e isto porque o formato dos três níveis apresentados eram bastante similares apesar do tamanho e do número de inimigos.

Eu vejo em Ravensword: Undaunted um potencial tremendo, mas como o jogo iniciou ainda há pouco tempo a sua fase de testes, existe muito por fazer. Não temos conteúdo para podermos tirar ilações mais aprofundadas ou críticas mais elaboradas, mas dentro do que se pôde experimentar, o jogo poderá ter um bom sucesso se o estúdio for mais arrojado nas suas decisões, pois as bases estão bem assentes.

Share

You may also like...

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
error

Sigam-nos para todas as novidades!

YouTube
Instagram
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x