Análise – Professor Layton and the Azran Legacy

professor-layton-and-the-azran-legacy-pn-ana_00006

Já lá vão quase 5 anos desde que Professor Layton chegou à Europa pela primeira vez, fazendo a sua estreia na Nintendo DS com Professor Layton and the Curious Village.

Desde esse dia, Layton e o seu aprendiz Luke têm desvendado inúmeros mistérios e dado a conhecer ao jogador a faceta mais humana de cada um dos personagens desta série icónica.

professor-layton-and-the-azran-legacy-pn-ana_00002

Agora, com Professor Layton and the Azran Legacy, a saga fecha o seu ciclo e diz adeus (segundo tudo indica) a Layton e à sua equipa. Será que este é o jogo que conclui esta demanda épica com chave de ouro?

Em termos de linearidade, Professor Layton and the Azran Legacy é quase como que a Vingança dos Sith no universo Star Wars. Este é o terceiro episódio da segunda trilogia, que é na realidade a primeira em termos cronológicos. Aqui Luke e Layton já se conhecem e Emmy faz parte da equipa.

professor-layton-and-the-azran-legacy-pn-ana_00008

Este jogo faz com que Layton, Luke e Emmy visitem um professor de seu nome Sycamore, que descobriu a múmia viva de uma rapariga presa num bloco de gelo. Esta rapariga serve como a chave para resolver um mistério milenar e como é natural, vai chamar a atenção de um grupo de malfeitores.

Este é o mote para que a equipa visite não só uma aldeia gelada, mas também outras zonas do mundo de forma a resolver este grande mistério. Isto é algo realmente inédito na série e que dá uma sensação de grandeza a este episódio. É verdade que nem todos os jogos anteriores eram focados apenas numa zona em específico, mas a hipótese de poder voar para diferentes zonas do globo e visitar ambientes totalmente distintos é muito bem-vindo.

professor-layton-and-the-azran-legacy-pn-ana_00001

Embora tenha jogado todos todos os anteriores, falhou-me Professor Layton and the Miracle Mask, por isso não posso auferir a sua chegada à Nintendo 3DS, mas posso dizer que o visual e exploração dos cenários em Professor Layton and the Azran Legacy é bastante mais sugestivo que as imagens fixas utilizadas nos jogos da Nintendo DS. Isto faz até com que os cenários pareçam mais vivos e em certos casos até utilizam bastante bem o 3D da consola.

A exploração dos cenários e investigação continua a estar limitada por zonas e apenas aquilo com que podem interagir, mas claro que vale sempre a pena investigar tudo o que aparece, não só para descobrir as moedas que permitem comprar pista, como os muitos puzzles.

professor-layton-and-the-azran-legacy-pn-ana_00005

Já que falamos neles, os Puzzles de Professor Layton and the Azran Legacy são alguns dos melhores que joguei na série até hoje. Não só requerem mais pensamento lógico em vez de nos obrigar a fazer contas, como são muito mais abertos à criatividade e teste. A maioria deles são resolvidos dentro do esquema do próprio puzzle, o que elimina o grande risco de confirmar o resultado que pode estar errado e valer vários Picarats. A verdade é que gostei tanto destes puzzles que dei por mim a desejar por puzzles mais frequentes.

Outro estilo de puzzles que aparecem estão relacionados com a própria história e servem como reacção àquilo que sucede na acção. Para não estragar algumas das surpresas mais tardias, um dos iniciais colocou Layton a bordo de uma anti-aérea de um avião a disparar sobre misseis enviados por um Zeppelin, onde era preciso encontrar os drones diferentes ou destruir mísseis por um a certa ordem. Bem pensado e realmente divertido.

professor-layton-and-the-azran-legacy-pn-ana_00004

Além dos puzzles de história e secundários, os mini-jogos extra na mala de viagem de Layton estão de regresso e desta vez a Level-5 inclui 3 estilos de desafios. O meu favorito é foi o Nut Roller, uma espécie de jogo em formato de grelha onde usamos um esquilo que precisa de guiar as suas nozes até à saída. Os dois jogos restantes já não foram tanto de encontro ao meu gosto com um onde é preciso vestir algumas personagens segundo o estilo pedido e outro onde precisam de manter um jardim enquanto evitam fungos venenosos.

A série Professor Layton nunca teve um mau visual ou desenho, mas a quantidade de cinemáticas incluídas e o visual 3D das personagens durante os diálogos fazem deste o jogo mais apelativo de toda a saga. As personagens emanam carisma e os cenários são realmente ricos. As vozes tipicamente inglesas também continuam a marcar pontos assim como a banda sonora que usa o registo clássico da série, embora com uma série de músicas mais ritmadas para as várias cenas de acção.

professor-layton-and-the-azran-legacy-pn-ana_00007

Professor Layton and the Azran Legacy é realmente o melhor final que a Level-5 podia dar às aventuras de Hershel Layton como personagem principal. Esta é uma aventura grandiosa com muito para contar e embora todos saibam como acaba e qual é aventura seguinte de Layton e Luke, é impossível não ficar triste com a partida do professor. Foi uma carreira de se lhe tirar o chapéu.

Positivo:

  • História com várias localizaçõespn-recomendado-ana
  • Puzzles com mais interacção e menos contas
  • Cinemáticas e visual de qualidade
  • Muitos mais diálogos com vozes

Negativo:

  • Alguns puzzles continuam a ser colocados de formas parvas
  • Já tivemos melhores mini-jogos na mala de viagem
  • É a última aventura de Layton

pn-muitobom-ana

Share

You may also like...

error

Sigam-nos para todas as novidades!

YouTube
Instagram