Análise – Phoenix Wright: Ace Attorney Trilogy

ana_PW_AA_Trilogy 4

Quando falamos de jogos únicos hoje em dia, Phoenix Wright: Ace Attorney é claramente um dos jogos mais diferentes do molde comercial. Um jogo em que somos convidados a vestir a pele de um jovem advogado e a resolver crimes porque somos a pessoa que consegue gritar melhor (e mais alto), é sem dúvida algo que todos deviam experimentar. Os jogos originais eram alguns dos jogos a ter na Nintendo DS. Será que Phoenix Wright: Ace Attorney Trilogy consegue manter o estatuto nesta dimensão extra?

Phoenix Wright Trilogy possui os 3 primeiros jogos da série: Ace AttorneyJustice for All e Trials and Tribulations. A jogabilidade de cada um destes jogos divide-se em duas partes: uma primeira que nos põe directamente em vários locais a examinar, a falar com certas personagens e a reunir provas e documentos, enquanto a segunda parte está reservada para a parte com mais “acção” e pela qual a série é mais reconhecida, aquele momento em que nos põe a gritar “Hold it”“Take That” ou o mundialmente famoso “OBJECTION!”.

ana_PW_AA_Trilogy 1

E quando digo que nos põe a gritar é no sentido literal visto que ao carregarmos no Botão Y podemos gritar essas mesmas expressões para o microfone em vez de apenas estarmos a pressionar botões. Mais de metade das vezes a funcionalidade não detecta correctamente a expressão que estamos a utilizar, mas quando mandamos um “Objection” com os nossos pulmões cheios de ar e a personagem replica efectuando o mesmo, poucos são os jogos que nos conseguem sentir tão invencíveis ou dar-nos tal grau de satisfação.

Graficamente as personagens e os cenários foram totalmente redesenhados e todo o jogo possui um aspecto renovado ao nível do que é apresentado nos jogos que são criados de raiz para as consolas de nova geração. No entanto aqui fica uma das falhas desta adaptação, visto que o material base foi criado para o Gameboy Advance o design do jogo perca um pouco por não ter muito por onde evoluir.

ana_PW_AA_Trilogy 2

No que toca à história, ela mantém-se sem alterações dos jogos originais, sem que nenhum episódio seja remexido ou incluído um novo. Aqui fica outra ligeira fraqueza, se bem que perdoável, desta trilogia. O segundo jogo – Justice for All– tinha em todos os casos excepto o último algumas falhas na sua narrativa que nunca foram (e pelos vistos nunca serão) corrigidas.

No departamento sonoro algumas músicas foram remisturadas para poderem conferir uma maior palete sonora ao jogo e todas as músicas mais famosas da série contam com presenças nos jogos. E a música dos Steel Samurai continua a ser das melhores faixas de um videojogo. A localização ocidental mantém-se como um dos pontos fortes da série e até para quem prefira o original tem a opção de jogar em japonês.

ana_PW_AA_Trilogy 3

Phoenix Wright : Trilogy reserva-se mais aos fãs da série que sintam saudades dos jogos iniciais ou que queiram ter os três primeiros jogos num pacote único . Se nunca jogaram um jogo da série, têm aqui a melhor oportunidade para começarem descobrir três dos melhores jogos alguma vez desenvolvidos para uma consola portátil. Não faz muito por inovar os jogos originais, o que parece algo sem sentido depois de termos visto o potencial não só da série, mas da consola com Phoenix Wright : Dual Destinies.

Positivo:

  • Phoenix Wright na sua essência mais purapn-recomendado-ana
  • Boa colecção para quem se estiver a iniciar na série
  • Visuais melhorados
  • Localização muito boa e com a opção de jogar em japonês
  • Podemos gritar os comandos e frases icónicas de Phoenix Wright

Negativo:

  • Comandos por voz não são bem detectados muitas das vezes
  • Falhas antigas podiam ter sido corrigidas

pn-muitobom-ana

Share

You may also like...

error

Sigam-nos para todas as novidades!

YouTube
Instagram