Análise – Os Marretas Aventuras no Cinema

os-marretas-aventuras-no-cinema-analise-logo-2-pn

Os Marretas já tem a sua idade, e com isso já viajaram por várias tipos de mídia, desde a TV até ao cinema, passando até pelos videojogos várias vezes.

Após os recentes filmes, o que é que os fantoches mais famosos da terra tem para oferecer neste novo jogo?

os-marretas-aventuras-no-cinema-analise-006-pn

Os Marretas Aventuras no Cinema é um jogo que procura inspiração nos jogos de plataforma antigos, estando ainda no espirito do cinema, divide-se em cinco níveis, cada um com o seu tema, e cada um com um famoso marreta.

Sendo os Marretas conhecidos pelo seu humor, é uma desilusão os temas terem sido tao mal aproveitados, agarrando em temas como piratas, vampiros e até western, é pena não terem aproveitado os recentes sucessos de bilheteira para parodiarem e adicionarem humor ao jogo.

Para além dos temas mal aproveitados, Os Marretas Aventuras no Cinema também subaproveita a sua jogabilidade, numa tentativa de virar o jogo para os mais novos, torna-o demasiado simples, fazendo com que não passe de ir de ponto A a ponto B, em níveis curtos, e com inimigos demasiado simples.

os-marretas-aventuras-no-cinema-analise-024-pn

Para além dos níveis curtos, o incentivo para voltar a jogar é escasso, apôs cada nível concluído, recebemos uma habilidade para poder recuperar o resto dos colecionáveis, que por si são poucos e não oferecem desafio nenhum, de nada servindo para além de desbloquear arte conceptual no menu de extras.

A variedade podia ser algo mais presente. Quando acabei o primeiro nível com o Sapo Cocas e passei ao segundo com a Miss Piggy, fui apresentado à habilidade de atirar maçãs, pensei logo que talvez cada marreta tivesse a sua habilidade, mas na realidade não é assim que acontece, já que nos seguintes níveis os outros marretas fazem o mesmo com o seu ataque primário, não tendo nenhum tipo de jogabilidade diferente.

os-marretas-aventuras-no-cinema-analise-015-pn

Outro ponto que me deixou com esperanças e me desapontou foi o minijogo, tendo sido este também apresentado no segundo nível, não passa de algo simples para além de ligar duas pontas de cores iguais, mas fiquei com esperanças de nos próximos níveis, houvesse um outro minijogo para dar mais interactividade ao ecrã táctil e variedade, algo que acabou por não acontecer.

Falando no ecrã táctil, este é usado algumas vezes como forma de mover uma plataforma, algo que podia estar melhor trabalhado, pois mesmo dirigido para os mais novos, eles certamente iriam ficar contentes se tivessem mais desculpas para tocar no ecrã.

os-marretas-aventuras-no-cinema-analise-021-pn

O jogo foi localizado para a lingua de Camões, infelizmente, os Marretas não falam para além de texto escrito. Existe um narrador, que tanto pode falar no nosso Português, como no original em Inglês é monótono, sendo óbvio que quem ofereceu a voz, não se esforçou para não dar a impressão de que estava a ler do guião.

No que toca aos gráficos, estes não são nada impressionantes, não o precisavam de o ser, mas dado a natureza da série, podiam ter outro ar e quem sabe, até um ou dois câmeos de alguns marretas no cenário.

Como disse no início da análise, Os Marretas Aventuras no Cinema é um jogo virado para os mais novos, usando as famosas personagens como cara de cartaz, mas não lhes faz jus, nem mesmo para os mais novos, o jogo é demasiado simples, mas as falhas em alguns saltos ou a incapacidade de lidar com o inimigo poderá ser o suficiente para os fazer largar o jogo e passar a outro.

[Todas as imagens presentes nesta análise foram captadas durante as nossas sessões de jogo]

Positivo:

  • Localizado em Português
  • Os Marretas…

Negativo:

  • …mal aproveitados
  • Niveis podiam estar melhores
  • Narrador monótono
  • Não existe diferença na jogabilidade de um marreta para o outro
  • Sempre que se perde é preciso ouvir o ‘’director’’ do filme falar até ao fim

pn-fraco

Share

You may also like...

error

Sigam-nos para todas as novidades!

YouTube
Instagram