Análise – Marvel’s Spider-Man: Silver Lining

A terceira e última parte de The City that Never Sleeps já chegou à PS4. Cada um dos episódios focou-se num aspecto diferente mas a conclusão deixa a desejar no que diz respeito à história principal ganhando terreno na quantidade de actividades.

Para não estragar a história a ninguém, vamos apenas dizer que se o 1º episódio não existisse não faria diferença praticamente nenhuma. Silver Lining é o epílogo do segundo episódio e apenas isso. Meia dúzia de missões principais que se desenrolam rapidamente e nem dão tempo para que o jogador se aperceba do que realmente está a acontecer.

Felizmente o conteúdo secundário de Silver Lining acaba por compensar, com vários desafios espalhados pela cidade. Infelizmente continuamos com o problema dos incentivos, uma vez que continua sem existir um bom incentivo para completar todo este conteúdo, à parte de um fato.  A ameaça dos anteriores episódios mantém-se e até nos atiram com algumas artimanhas novas, o que é sempre bom. As missões principais são bastante simples e nunca representaram um desafio, já o conteúdo secundário poderá fazer arrancar cabelos na dificuldade mais elevada.

A interacção entre as personagens é feita através de áudio, com várias chamadas entre Spider-Man e MJ, assim como Miles Morales. Estas conversas focam-se tanto no presente como em alguns momentos da história do jogo mas servem principalmente para destacar a personalidade de Peter. Os encontros com a Silver Sable resultam bastante bem e não fogem ao esperado, sendo a Silver Sable uma personagem que foi bem desenvolvida e mais explorada neste dlc. Já o vilão é tão importante e tão imponente que quase nem me lembrei dele, nem quis acreditar quando o confronto com este começou.

Esta é a pior parte de Silver Lining, apesar de mais uma vez as personagens brilharem, este confronto com Hammerhead deixou imenso a desejar. Ao bom estilo da maioria dos filmes Marvel, ninguém se lembrará deste vilão depois do próximo “filme”.

O terceiro e último episódio acaba por ser um misto de bom e medíocre. Por um lado é mais conteúdo para Spider-Man que vale sempre a pena jogar, é divertido e como um todo este novo universo de Spider-Man é cada vez mais apetecível, mas por outro lado foi uma conclusão sem impacto. Bom desenvolvimento de personagens mas uma história que deixa a desejar, mais conteúdo mas pouco incentivo, é quase como passar à porta de uma pizzaria e não podermos parar para uma fatia.

Da minha parte, fico a aguardar por novidades, quer seja um novo jogo ou mais conteúdo extra para Marvel’s Spider-Man, o que vier a seguir estará certamente debaixo de olho.

Positivo

  • Novo conteúdo
  • Silver Sable
  • Desenvolvimento das personagens do lado dos “heróis”

Negativo

  • História sem impacto
  • Vilão sub-aproveitado

Latest posts by Alexandre Barbosa (see all)
Share

You may also like...

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
error

Sigam-nos para todas as novidades!

YouTube
Instagram
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x