Análise – Titanfall 2

Depois de uma primeira experiência que ficou aquém das expectativas, Titanfall 2 tinha muito para melhorar de forma a conquistar grande parte do público que se sentiu alienado com o primeiro jogo da série. Tenho boas notícias, Titanfall 2 é sem dúvida alguma a sequela que esperávamos pela positiva. Desde a campanha Singleplayer  a um Multiplayer com mais variedade, Titanfall 2 está repleto de boas razões para ser adquirido.

Começando pela campanha que desta vez é exclusivamente Singleplayer, a história que nos é contada tem como objectivo mostrar ao jogador o que é realmente ser um piloto de Titans. A nossa personagem, Jack Cooper, é um habitante do planeta que está a ser ameaçado e como tal quer defendê-lo e para tal junta-se à resistência e ocupa neste momento o lugar de Rifleman, ou seja é um dos desgraçados que é enviado com uma arma nas mãos contra titãs inimigos e não só. Como é óbvio acaba por ter acesso a BT-7274 que acaba por ser o nosso titã. A campanha explora bastante bem a relação entre piloto e máquina e desde os diálogos nos quais temos opções de resposta até às acções que são levadas a cabo com o desenrolar da história, a nossa relação evolui bastante bem e chega a ser bastante emocionante.

A campanha está dividida em 3 tipos de secções, saltos e plataformas, combate “normal” e combate com Titãs. Aquela que acaba por ter mais destaque é sem dúvida as secções de plataformas uma vez que estas interligam-se com o combate e dão azo a algumas secções bastante  satisfatórias, como por exemplo eliminar um esquadrão inimigo enquanto corremos numa parede uns metros acima dos desgraçados que nem sabem como é que morreram. Por outro lado o combate em que utilizamos várias armas, e várias é uma palavra chave aqui visto que existem bastantes por onde escolher, vai desde clássico a arrojado misturando por vezes mecânicas que nos fazem pensar e que claramente exigem mais do que correr e disparar. A dificuldade da campanha poderia estar um pouco mais optimizada, visto que o modo normal é extremamente fácil e não dá azo a desafio algum, recomendo vivamente a que joguem em, pelo menos, modo difícil.

titanfall-2-pn-ana-4

Finalmente as secções de Titã são sem sombra de dúvida uma mistura entre zonas que nos fazem sentir extremamente poderosos a outras secções em que começamos a repensar as nossas escolhas na vida. Existem momentos para tudo neste jogo e a versatilidade de BT-7274 é essêncial. Como um Titã da classe Vanguard conseguimos equipar várias armas que fazem com que BT mude completamente o seu esquema de ataques e defesa, é uma boa oportunidade para percebermos como funciona cada classe que poderemos utilizar posteriormente no Multiplayer, ou até antes se for essa a vossa vontade. De tudo aquilo que depreendi da campanha apenas as lutas contra os Boss ou seja os titãs inimigos deixam realmente a desejar, pois são maioritariamente fáceis e só tive alguma dificuldade na última batalha.

Pela altura que se termina a campanha eu senti-me bastante satisfeito e para dizer a verdade queria mais um pouco de acção, não é que a campanha seja pequena mas poderia beneficiar de mais um par de horas com direito a mais uma cena épica lá pelo meio.

Felizmente Titanfall 2 na PS4 não sofre de problemas de fluidez, o que é extremamente importante num FPS e é bastante intuitivo nos seus controlos tendo até um percurso de treino bastante desafiante que facilmente nos leva a melhorar. Onde Titanfall 2 deixa algo a desejar é nas suas texturas quando vistas de perto, algo que acontece com frequência num FPS. Não posso falar por experiência própria mas daquilo que vi parece-me que a versão PC não sofre deste problema quando em definições mais altas, já a versão PS4 Pro não nos foi possível experimentar, ainda pelo menos. Mas não pelas texturas que passa a ser um jogo feio, até porque é um jogo que visualmente impressiona.

Sonoramente é um jogo bastante poderoso que gosta de nos bombardear de todos os lados. Se tiverem oportunidade de jogar com um bom sistema de som é uma excelente experiência. No que às vozes diz respeito Titanfall 2 cai naquele abismo do não é bom nem é mau fora da personagem principal, já Cooper tem uma voz que lhe entrega emoção e BT é o perfeito exemplar de um alívio cómico com carácter.

titanfall-2-pn-ana-3

Finalmente o Multiplayer entrega uma experiência mais completa do que o seu antecessor mas continua a não ser o exemplo perfeito que se quer num jogo que irá viver do mesmo a longo prazo. Para começar tudo o que são objectos de enfeite são extremamente caros ou bloqueados por progressão e o mesmo se aplica a armas, Titãs, bónus, granadas e tudo aquilo que não seja o indispensável. Quanto aos bloqueios por progressão penso que não existe problema uma vez que é uma maneira de manter o jogador activo e ir expandido as opções através da dedicação, no entanto os ganhos de cada combate são bastante baixos tendo em conta os preços dos vários items, sem exagerar deverão precisar de 20 ou 30 combates para comprar uma arma, aquilo que seria tolerável num F2P.

Felizmente as armas com que começamos são mais do que capazes para nos colocar em pé de quase igualdade, começamos também com 3 titãs desbloqueados e conforme vamos progredindo vamos desbloquear os restantes 3. O que é positivo é que as modificações dos titãs ou das armas são desbloqueados com o uso das mesmas por isso as que mais usarem terão mais opções desbloqueadas. Os titãs são diferentes entre si e nem todos os jogadores se irão adaptar a todos os titãs, eu por exemplo sinto-me bastante confortável a jogar com o Ronin e o Northstar enquanto que por exemplo o Ion é um titã que eu até gosto mas não tenho jeito nenhum para ele.

Os mapas são grandes o suficiente para podermos respirar e encontrar inimigos naturalmente, existem maioritariamente espaços amplos com estruturas que nos dão alguma cobertura em situações apertadas ou parar criar emboscadas e acima de tudo para nos coordenarmos enquanto equipa. Titanfall 2 baseia-se bastante no trabalho de equipa para o sucesso na maioria dos modos e a comunicação facilita, no entanto desde que a equipa se mantenha junta Titanfall 2 torna-se num jogo bastante interessante.

titanfall-2-pn-ana-2

Attrition é o modo mais jogado e percebe-se o porquê, é a experiência mais completa do multiplayer, este modo coloca 5 vs 5, bots e Titans à bulha. Não ficaram convencidos? Se tiverem oportunidade experimentem e depois de roubarem as primeiras baterias a um titã e fugirem enquanto se riem maléficamente e ouvem o piloto inimigo em desespero talvez fiquem convencidos. Existem 11 modos de jogo apesar de alguns serem Mixtapes ou seja pode calhar um dos modos ao calhas mas há um pouco de tudo, desde Pilotos contra Pilotos sem  a presença dos Titans, Titans contra Titans, capturar a bandeira, sobrevivência e todos contra todos mais algumas variações.

Como um todo é uma experiência completa, nas sessões de jogo que efectuei não tive lag, encontrei jogos rapidamente e acima de tudo diverti-me imenso. Titanfall 2 é não só a sequela quase perfeita como é praticamente tudo aquilo que o primeiro jogo prometeu mas falhou em entregar. As mudanças feitas do primeiro jogo para este foram para o melhor e ajudam a criar uma experiência mais frenética e intensa. O sistema de risco recompensa funciona bastante bem e os Titãs actuam como uma oportunidade de virar o jogo, os próprios pilotos conseguem auxiliar na luta contra titãs inimigos ao empoleirarem-se nos Titãs dos colegas de equipa e podem ostentar armas contra titãs livremente, desde lança misseis a bolas de electricidade repletas de raios prontos a fritar circuitos. Titanfall 2 é uma experiência extremamente divertida e que facilmente recomendo a todos vós neste fim de ano e até que Titanfall 3 veja a luz do dia. Referi que todo o conteúdo adicional será grátis?

Positivo

  • Campanha bem estruturadapn-recomendado-2016
  • Cooper e BT
  • Jogabilidade sólida
  • Fluidez
  • Multiplayer bastante divertido
  • Varieadade

Negativo

  • Conteúdo bloqueado no multiplayer por valores absurdos
  • Falta qualquer coisa na campanha

 

pn-muito-bom-2016-3

Alexandre Barbosa

Videojogos e séries de TV são o seu meio de entretenimento favorito. Desde jogos de plataformas a RPGs todos os jogos são um hipotético interesse. Ganhou também alguns traumas com certos videojogos mas isso já era de esperar. Agora já posso parar de falar sobre mim na 3ª pessoa?

More Posts

Share

You may also like...