Análise – Helldivers: Turning Up The Heat

helldivers-analise-review-top-pn-n

Helldivers foi um jogo que surpreendeu muitas pessoas mas que apresentava falhas gritantes em alguns aspectos. A Arrowhead ouviu as críticas dos jogadores e meteu mãos ao trabalho e lançou a expansão gratuita Turning Up The Heat que vinha com a premissa de resolver alguns desses problemas. Será que conseguiu ou não passou tudo de fogo de vista?

 

Esta expansão divide-se essencialmente em três partes: novos inimigos, novas missões e novos ecossistemas planetários. Começando pelos novos inimigos, cada facção antagonista recebeu um novo membro: os Illuminates receberam um obelisco que é capaz de colocar paredes que bloqueiam os nossos movimentos (e balas); os Cyborgs receberam os Hounds que são essencialmente cães de caça robotizados que, apesar de serem frágeis, são bastante rápidos e conseguem causar um grande número de estragos nos vossos planos; e os Bugs receberam os Impalers que são crustáceos gigantes que, além de serem dificílimos de matar, ainda nos prometem infernizar a vida com os seus três tentáculos gigantes.

 

ana_hd_tuh2

 

Depois de no jogo original ter ficado a saber a pouco a falta de variedade de missões, com Turning Up The Heat é nos agora oferecido uma nova gama de missões que são sem dúvida uma lufada de ar fresco no jogo: uma de reparação de unidades defensivas que nos obriga a reparar e carregar armas de artilharia; uma mais complexa onde andamos a percorrer um campo de minas a desarmar armadilhas enquanto possuí-mos apenas um detector de metais; e uma terceira que consiste numa expedição geológica onde temos de armar uma broca e protegê-la de maneira a que ela consiga várias amostras do solo.

Estas novas missões estão bem desenhadas, no entanto a jogabilidade fortemente focada em pequenas combinações precisas (e com muito pouco tempo para as realizar) inviabiliza totalmente a possibilidade de jogar a solo. Se não têm uma equipa para vos ajudar a realizar estas missões, muito provavelmente irão ficar com a vossa progressão bloqueada ou terão de esperar que a inteligência artificial dos inimigos não se lembre que vocês existem.

 

ana_hd_tuh1

 

Com Turning Up The Heat foram introduzidos também os planetas volcânicos. São planetas repletos de géiser de lava que levam a um cuidado redobrado ao local onde vocês escolhem ser o campo de batalha. Para combater um pouco estes climas agrestes foi também introduzido o fato Volcanic Armor que vos é atribuído quando chegam ao nível 27, o novo limite máximo.

 

Turning Up The Heat conseguiu realmente resolver alguns problemas no que tocava à falta de variedade das missões mas criou outros problemas no que toca à frustração delas mesmo. Os novos inimigos ajudam mas não chegam para nos deixar sentir que poderia haver algo que fizesse realmente a diferença. Os novos planetas dão-nos alguma diversidade estratégica para o combate mas não o suficiente para recomendar um retorno a jogo. Se até agora não vos valeu a pena investir em Helldivers, não será Turning Up The Heat que vos fará agora levar a esse acto.

 

Positivo:

  • Mais arquétipos de missões
  • Novos planetas levam a novas estratégias
  • Novos inimigos são bastante diferentes dos originais

 

Negativo:

  • Continua a faltar variedade aos inimigos
  • Novas missões são penosas de passar a solo
  • Muitos dos problemas originais continuam

 

razoavel-oficial-an-pn-img

Roberto Silva

Orgulhoso detentor de uma biblioteca de jogos com metascore abaixo de 20. Melhor jogador mediano em qualquer jogo. Aspirante a Samurai. Conhecido pelo termo "Many years in the making"- MyAnimeList: http://www.myanimelist.net/animelist/ShadowDust Steam: http://steamcommunity.com/id/ShDust/

More Posts

Follow Me:
TwitterFacebookYouTubeReddit

Share

You may also like...