Todos os filmes live-action que a Disney tem em desenvolvimento

Desde o início da última década que a Disney tem habituado o seu público com o (re)lançamento de vários filmes clássicos, em formato live-action. Apesar de onda de críticas que esta política tem sido alvo, por ser considerada “preguiçosa” ou que desgasta a marca.

A verdade é que grande parte destas adaptações a live-action tem feito um sucesso estrondoso. Veja-se o ano passado (2019), onde 7 dos 10 filmes que tiveram o maior número de bilheteira pertenciam à Disney, e dois deles (Aladdin e Lion King) eram live-action. Portanto, enquanto o público continuar a consumir, a Disney continuará a produzir.

Neste sentido, irei fazer uma lista dos filmes, a ser adaptados a live-action, que a gigante do entretenimento tem planeado para os próximos anos:

1. Cruella – Este novo filme irá focar na vilã de 101 Dalmatians, cuja personagem será interpretada por Emma Stone. Sabe-se ainda que o filme será uma história de origem e que será ambientada em 1970 em Londres. Tem estreia prevista para 28 de Maio de 2021;

2. The Sword In The Stone – Este filme será escrito e produzido por Bryan Cogman, mais conhecido por ter sido argumentista de Game Of Thrones. Sabe-se que o filme sairá no Disney+, o qual irá acompanhar as aventuras do futuro Rei Arthur e as suas lições com o feiticeiro Merlin;

3. Little Mermaid – O filme será um remake do original e contará com novas músicas. Sabe-se que a cantora, Halle Bailey irá interpretar a Ariel no filme. As filmagens para este filme terão início ainda este ano;

4. Bambi – De acordo com a Variety, sabe-se que este filme não será exatamente um live-action, mas aproxima-se mais da lógica usada no filme Lion King (2019), com tecnologia fotorealística. Geneva Robertson-Dworet e Lindsey Beer irão escrever a história para este filme;

5. Pinocchio – O filme tem como director e argumentista, Robert Zemeckis, mais conhecido por Back To The Future e Forrest Gump;

6. Lilo & Stich – Terá os mesmos produtores de Aladdin (2019). A Disney, consoante o orçamento, está ainda a ponderar se o vai lançar nos cinemas ou diretamente no Disney+;

7. Hunchback Of Notre Dame – De acordo a Deadline, o filme será mais fiel à obra de Victor Hugo, que inspirou o filme de animação de 1996. Portanto, pode-se esperar que a personagem de Frollo tenha uma maior importância na história, podendo o seu irmão ser apresentado. A Disney estará também indecisa se o irá lançar diretamente no Disney+ ou não;

8. Aladdin (2019 Sequela – Devido ao sucesso comercial do primeiro filme live-action, a Disney já está em negociações para fazer mais um filme deste universo. Sabe-se que a história irá focar-se no filme, Aladdin And The King Of Thieves, o terceiro filme do universo de Aladdin, que foi lançado diretamente para VHS/DVD;

9. Robin HoodTal como foi noticiado aqui, o filme de 1973 irá receber uma versão live-action;

10. HerculesTal como foi noticiado aqui também, o filme de 1997 irá receber um tratamento live-action;

11. Snow White And The Seven Dwarfs – O primeiro filme da história da Disney irá receber uma versão live-action, o qual contará com músicas de Benj Pasek e Justin Paul, responsáveis pela banda sonora de The Greatest Showman e La La Land;

12. Peter Pan – Segundo a Variety, o filme será chamado de Peter And Wendy. O director de Pete’s Dragon irá ser o director deste filme;

13. Genies – Será um filme prequela da animação de Aladdin, que contará a história de origem de Genie;

14. James And The Giant Peach – A Disney alegadamente estará em negociações com Roald Dahl’s que fez o filme original, para adaptar a versão stop-motion para o formato live-action;

15. Chernabog – O demónio que apareceu por apenas 11 minutos, no segmento “Night On Bald Mountain“, do filme espectacular Fantasia (um dos meus favoritos de todos os tempos) receberá um filme live-action próprio. O filme irá tentar humanizar um dos vilões mais profundos e dark do universo Disney.

A minha opinião quanto ao assunto:  Apesar de concordar que os filmes clássicos voltem a ser (re)lançados para as novas gerações, o que vai ao encontro ao desejo de Walt Disney e o que ele sempre quis para o futuro da empresa. Não concordo, por outro lado, que estes filmes sejam uma cópia exata, cena a cena, do filme que se baseam, como foi com o que aconteceu com Lion King (2019). É suposto acrescentarem algo a mais ou até atualizar os seus temas, para que verdadeiramente, possam ser assistidos por todas as gerações. Desta maneira potenciando a criativade e inovação, e assim não se estagnando as ideias, não repetindo-as múltiplas vezes.

João Luzio
Share

You may also like...

error

Sigam-nos para todas as novidades!

YouTube
Instagram