Games With Gold de Novembro mostram um problema por resolver

Recentemente a Microsoft confirmou que iria cortar os seus jogos do Games With Gold em metade, o que quer dizer que o foco ia passar a ser jogos mais recentes e abandonar os line-ups de jogos mais antigos.

Com menos jogos no alinhamento, a maioria dos jogadores pensava que ia ser feito um esforço para que houvesse jogos de topo, mas não é exactamente o que a maioria estava à espera.

Em vez de um blockbuster mais conhecido e um jogo de suporte, os dois jogos do mês são Praetorians: HD Remaster e Dead End Job, dois jogos que não são nada maus, mas não são blockbusters.

Ainda é mais bizarro quando pomos esta oferta ao lado dos jogos do mês de Novembro do PS Plus que incluem Nioh 2, LEGO Harry Potter Collection e Heavenly Bodies. Mesmo que este último não seja o mais conhecido, Nioh e LEGO Harry Potter dispensam qualquer tipo de introduções.

Pondo os dois jogos de destaque do PS Plus frente aos destaques do Games With Gold dá para perceber uma de duas coisas, ou o serviço está ao abandono e os jogadores não podem elevar as suas expectativas, ou então a Microsoft não sabe o que fazer com ele.

Se formos a ver, mesmo um que um jogo seja mais pequeno ou Indie, terá sempre de haver um jogo que seja explosivo, tem de haver um Call of Duty ou um Crash Bandicoot, DOOM Eternal, Resident Evil, etc.

Se esta sequência for sendo uma prática comum, o Games With Gold corre o risco de vir a ser apenas motivo de chacota e de comparação e isso nem algo como o Game Pass conseguira fazer esquecer totalmente.

Share

You may also like...

error

Sigam-nos para todas as novidades!

YouTube
Instagram