Bravely Default leva Square-Enix a repensar a abordagem aos JRPG e jogos Core

bravely-default-ocidente-baseado-for-the-sequel-pn-n

Ao que parece, a Square-Enix aprendeu com o sucesso de Bravely Default e está a preparar uma revolução interna para regressar às origens.

Segundo uma entrevista dada por Yosuke Matsuda da Square-Enix ao Nikkei Trendy, a atitude da companhia vai estar menos focada nos jogos que apelem ao mercado global, de forma a agradar aos verdadeiros fãs.

“No passado, desenvolvemos jogos de consola com uma premissa mundial, perdemos o nosso foco e acabaram por ser jogos que não eram para os japoneses e eram incompletos até para encaixar na audiência global. Por outro lado, existem jogos como os JRPG que fizemos para o mercado japonês com os elementos certos, como o Bravely Default, que acabaram por vender bem a nível mundial.”

Qual foi o motivo para este sucesso?

“Através de várias fontes, a informação que é anunciada no Japão é transmitida instantaneamente pelos fãs a nível mundial. Seja na América do Norte, Sul ou Europa. Já não existe um grande atraso. Ao pensar nisso, e em todos os fãs como um colectivo, existe um sentido de massa, que acaba por deixar de ser um nicho. Para os novos jogos que vamos desenvolver, embora possa parecer extremo, vamos fazer com que sejam JRPG pesados. Nesse aspecto, podemos focar num objectivo, o que acaba por trazer melhores resultados.”

square-enix-jrpg-bravely-default-origens-pn-n

Além de comentar o futuro dos JRPG da Square-Enix, Matsuda mencionou o caso de Hitman Absolution, onde o objectivo de tornar o jogo numa experiência para todos os mercados acabou por desvirtuar o produto final, afastando jogadores e casuais e fãs.

Satisfeitos com esta nova postura da Square-Enix? Deixem os vossos comentários em baixo.

Share

You may also like...

error

Sigam-nos para todas as novidades!

YouTube
Instagram