Análise – Sonic The Hedgehog

Com os inúmeros altos e baixos que temos tido nos últimos tempos, com novas adaptações de videojogos a filmes, chega-nos Sonic The Hedgehog para polir este cenário. O historial deste filme remota para muito a antes do seu lançamento. Aquando da revelação do primeiro trailer os fãs do ouriço azul uniram-se em torno do visual polémico da personagem. Detalhe este, que obrigou a própria Paramount Pictures, a adiar o filme, de maneira a conseguir dar a volta a este problema.

Com ou sem mudança de visual, Sonic The Hedgehog tinha a missão muito clara de conseguir transpor a essência dos jogos e da personagem para o grande ecrã das salas de cinema. O filme conta com a presença de Sonic (Ben Schwartz),  Dr. Eggman (Jim Carrey), Tom (James Marsden), Maddie (Tika Sumpter) e Agent Stone (Lee Majdoub). Destes,  Jim Carrey é quem se destaca mais, seja pela actuação, que faz recordar e muito, o auge da sua carreira nos anos 90, nomeadamente enquanto Ace Ventura, ou pela forma audaz como retrata a personagem de Dr. Eggman, enquanto cientista lunático. Também se destaca o trabalho de voz, feito por Ben Schwartz, cujas intenções tentam replicar o humor cómico e o carisma do ouriço azul, visto nos videojogos mais recentes.

Ainda assim, o restante elenco acaba por ficar um pouco ofuscado com ambas as actuações, no entanto, ainda conseguem acrescentar alguma particularidade na forma como interagem com estas últimas. Ora pela assistência e cooperação de Agent Stone com o cientista do mal, que resulta em algumas das cenas mais cómicas do filme. A humildade e ânimo de Tom ajudam a encorajar Sonic na sua aventura.

Em termos de narrativa, esta apesar de bastante linear, tem algumas nuances que lhe permitem dar um pouco de brilho ao guião, mas não muito. O filme começa com a introdução da personagem principal, sob a forma de história de origem, o qual se vê obrigado abandonar a sua terra natal, por conta de uma ameaça externa, acabando assim por vir parar à Terra. Ainda que seja curta e um tanto distante daquilo que são as suas origens nos videojogos, a cena resume o mais importante a saber, Sonic é excepcionalmente veloz, bem humorado e bastante impaciente, características estas, que são o mais importante a reter.

Chegado à Terra, Sonic frustrado por se sentir isolado e impotente, começa a correr demasiado rápido, o que acaba por criar um curto circuito, em todo noroeste do pacífico. Este acontecimento acaba por alertar o governo dos Estados Unidos, o qual se vê obrigado a enviar o cientista não muito convencional, Dr. Eggman para investigar a fonte do problema.  Nesta sequência, acompanhamos a vida pacata de Tom, um membro da força policial da cidade de Green Hills, que devido à pouca movimentação da localidade, se vê rapidamente aborrecido com o seu trabalho, mas tudo muda quando Sonic se dá a conhecer.

Assim a história gira em torno, de Sonic e Tom a tentarem escapar de Dr. Eggman e dos seus planos diabólicos (ou nem tanto). Nesta jornada, vemos que a evolução da personagem de Sonic é visível. De imaturo e pouco afectuoso, para um protagonista com responsabilidades, capaz de salvar o mundo e aqueles que lhe estão próximos, sem perder as suas características. Adicionalmente, um dos factores positivos deste filme é o relacionamento entre os dois, que tem um impacto significativo no arco de história de ambas as personagens, e isso reflecte-se no clímax da obra.

No que toca aos efeitos especiais, estes, tendo em conta o antigo visual de Sonic, melhoraram bastante, devo dizer inclusive, que não esperava uma mudança tão fiel, como aquela que foi apresentada. Quanto ao resto dos efeitos, estes são aceitáveis tendo em conta a dimensão do filme e as suas limitações. Não senti que era necessário nada a mais, mas no entanto, podia ter sido elevada a sua qualidade, nomeadamente no que diz respeito, às invenções robóticas de Dr. Eggman.

Outro aspecto a ter em conta, e que está directamente ligado com a banda sonora, é a variedade de easter eggs que encontramos no decorrer do filme. Apesar de poucos, todos se encaixam perfeitamente na história, sem parecer forçados ou deslocados. Ainda assim, considerando os mais de 20 anos do ouriço azul, esperava que fossem em maior quantidade. Seguidamente, a banda sonora, que além das faixas de típico filme de acção, ainda consegue tocar algumas faixas memoráveis, as quais serão facilmente reconhecidas por qualquer fã de Sonic, mas que como referi anteriormente, deixa a desejar por mais.

De uma forma ou de outra, senti que este filme foi apenas uma fase experimental para o que está por vir. Conseguiram introduzir a personagem principal para o público mainstream, especialmente para os mais novos. Ao mesmo tempo definiram o tom das possíveis próximas sequências, com um estilo cómico e aventureiro. Sem dúvida, o verdadeiro valor do filme reside no seu potencial, naquilo que poderá entregar, tal como foi, o primeiro filme do Iron Man para o Marvel Cinematic Universe. Isto é, a obra tem valor por si própria, mas ao olharmos para o panorama geral, e para os alicerces do que está a implementar, ainda tem mais valor.

No final de tudo, temos um filme que entrega uma experiência positiva. Consegue ao mesmo tempo estabelecer personagens e situações interessantes, apesar de ser uma aventura linear. Graças ao seu carácter cómico, ao carisma e dinâmica das personagens e às suas referências, Sonic The Hedgehog, brilha um pouco mais. O filme consegue elevar-se e afastar-se das restantes adaptações cinematográficas  de videojogos a que Hollywood tanto nos habituou ao longo dos anos, e isso é extraordinário tendo em conta o primeiro trailer.

Positivo:

  • Tom cómico;
  • Fluídez da narrativa;
  • Carisma das personagens;
  • Melhoria do visual de Sonic para um mais fiel;
  • Prestação de Jim Carrey;
  • Boas referência aos videojogos…

Negativo:

  • …mas que poderiam ter sido mais aproveitadas e expandidas;
  • História linear;
  • Humor, por vezes, excessivamente infantil;
  • Pouco aproveitamento de conceitos da fonte original;
  • Personagens secundárias acabam por ficar de parte;

 

 

João Luzio
Latest posts by João Luzio (see all)
Share

You may also like...

error

Sigam-nos para todas as novidades!

YouTube
Instagram