Análise – Neptunia ReVerse

A série Neptunia já é uma bem conhecida da vasta maioria daqueles que gostam de jogos com um visual mais anime ou RPG com um formato muito mais japonês. Além disso, os jogos da série são mais que muitos e costumam sair com bastante frequência.

Um exemplo claro disso são os vários remakes e remasters de jogos mais antigos da série que foram feitos entre plataformas para surgir mais tarde em novo Hardware. O mais recente exemplo disso é exactamente Neptunia Neptunia ReVerse que fez uma viagem da PS3 para a PSP num formato alargado, passou pela PS4 e chega agora à PS5 numa versão “definitiva”.

Embora Hyperdimension Neptunia Re;Birth 1 tenha uma narrativa algo diferente do primeiro jogo, fazendo a passagem mesmo por um remake, Neptunia ReVerse é um remaster alargado da versão PS4 com uma série de melhorias e adições ligeiras, o que faz dele uma versão menos “especial”.

Neptunia ReVerse volta a ter Neptune como personagem principal num mundo cheio de outras personagens que representam outras companhias de videojogos. Neptune é a chave para ajudar a parar a guerra que vai ser gerada entre os CPUs e salvar a Gameindustri. Caso não tenham percebido por este resumo, sim, os jogos de Neptunia são normalmente feitos para não se levar muito a sério e jogar de forma mais descontraída.

A jogabilidade de Neptunia ReVerse mantem o mesmo sistema de combate por turnos com movimentação no espaço de combate e ataques de área. Um sistema bastante similar para quem jogou The Legend of Heroes Trails of Cold Steel. É um sistema de combate que tem várias nuances, especialmente se envolverem as transformações da CPU ou os combos entre as personagens.

É no combate que temos uma das primeiras adições, o Arrange Mode, um modo que nos permite jogar a história normalmente, mas com a adição de várias personagens à nossa equipa de combate que não fazem parte da história. Iste é um bom modo para quem jogou o original e quer rever algumas personagens de outros episódios, mas acreditem quando vos digo que estas personagens podem ser ao mesmo tempo demasiado poderosas ou demasiado fracas dependendo dos inimigos e das situações onde as colocam.

Confesso que é giro jogar com personagens que nunca apareceram sequer no primeiro jogo, mas é notório que não foi dado o devido trabalho e atenção, o que cria situações injustas na maioria dos casos para nós. Por isso se gostam de um modo hardcore, este é capaz de ser a vossa melhor aposta.

A outra adição é um jogo de pesca que parece que foi colocado aqui apenas pela necessidade de dar algum uso ao Dualsense da PS5. Este jogo de pesca dá uso aos gatilhos do comando para dar uma sensação mais interessante ao simples facto de pescar, mas o resultado é normalmente um combate, por isso não é algo que seja verdadeiramente necessário de fazer embora algumas recompensas possam ser boas.

A última grande melhoria de Neptunia ReVerse não se pode dizer que é uma verdadeira melhoria. Falo claro está, do visual. Neptunia ReVerse embora seja o primeiro jogo da série na PS5, tem as suas origens na PS Vita, por isso mesmo o salto para a nova geração parece estar a anos luz do que seria algo ao nível das capacidades da consola. O visual no geral parece saído da era da PS3, safando-se a arte das personagens que sofreu um upscale.

A beneficiar da nova geração estão os tempos de loading que passam literalmente a correr e quase não se mostram. Isto sim é uma das melhores coisas que foi feita ao jogo e pouco tem a ver com um grande trabalho realizado ou uma grande optimização. Afinal o jogo está a correr directamente de um SSD.

De forma resumida, Neptunia ReVerse é um bom jogo para quem jogou algum dos Neptunia mais recentes e gostou da experiência. Para todos os outros e mesmo quem jogou o primeiro remake, Neptunia ReVerse parece bastante básico, limitado e pouco next-gen.
É uma pena que não tenha sido dado um tratamento mais refinado ao visual e que os extras adicionados não sejam assim tão bons.

Só posso recomendar Neptunia ReVerse aos fãs acérrimos da série ou quem não tenha muito mais JRPG para jogar na PS5.

Podem ler a nossa análise de Hyperdimension Neptunia Re;Birth 1 aqui:
Análise – Hyperdimension Neptunia Re;Birth 1

Positivo:

  • Universo da série
  • Humor e sátira
  • Combate é bastante sólido
  • Modo Arrange é uma boa idea…

Negativo:

  • …Mas mal executada
  • Mini-jogo de pesca não aproveita bem o Dualsense
  • Gráficos atrasados duas gerações

Latest posts by Daniel Silvestre (see all)
Share

You may also like...

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
error

Sigam-nos para todas as novidades!

YouTube
Instagram
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x