Análise – Lightning Returns: Final Fantasy 13

lightning-returns-final-fantasy-13-rev-top-pn

Final Fantasy 13 não foi planeado como o único jogo desta série que foi chamada Fabula Nova Crystallis. Depois deste foram lançados outros títulos como Final Fantasy 13-2, Final Fantasy Type-0 no Japão e ainda estão outros na manga. Vamos então focar-nos no jogo que chegou recentemente e que se foca bastante na personagem principal, Lightning Returns: Final Fantasy 13.

Lightning Returns: Final Fantasy 13 funciona como sequela de Final Fantasy 13-2, onde Lightning terá uma tarefa hercúlea entre mãos. Depois de ter ficado em hibernação durante muitos anos, esta acorda para descobrir que o mundo está prestes a terminar e os seus habitantes estão a preparar esse mesmo final. O deus Bhunivelze pretende criar um novo mundo e necessita de almas dignas de serem salvas para habitarem este novo mundo e é aqui que Lightning entra. Esta ajuda será fundamental para uma vontade muito importante para Lightning, reencontrar-se com uma sua irmã Serah.

lightning-returns-final-fantasy-13-rev-6-pn

A heroína será então auxiliada por Hope Estheim – alguns anos mais novo – e a tarefa funciona quase ao género Matrix. Hope fica numa zona que pode ser considerada como a base de todas as operações de nome Ark, oferecendo instruções e apoio a Lightning enquanto esta está em missões num conjunto de ilhas de nome Nova Chrysallia. Juntamente com a Ark está um árvore de nome Yggdrasil que é muito importante para a vida do novo planeta, sendo que sempre que Lightning salva alguém, alimentamos a árvore com as almas dessas pessoas salvas. Como é que decorre esse salvamento?

Lightning irá explorar as cidades das ilhas em Nova Chrysallia e lá existem várias missões para cumprir. As missões principais baseiam-se em salvar pessoas importantes para Lightning como Snow, Fang e outras muito conhecidas da série, enquanto que as side-quests colocam-nos a fazer missões mais simples para salvar algumas pessoas que andam pelas cidades. Fica ao nosso critério quem decidimos salvar.

lightning-returns-final-fantasy-13-rev-5-pn

Um dos aspectos importantes deste jogo é de que o mundo irá acabar dentro de 7 dias tornando a tarefa de Lightning mais complicada do que parece. Teremos um relógio no ecrã que irá contar o tempo de cada um dos dias que passam e teremos que usa-lo com muito cuidado. Sempre que chegamos às 6h da manhã, Lightning terá que ser transportada para a Ark, uma decisão um pouco frustrante, visto que podemos voltar para Nova Chrysallia tranquilamente à mesma altura. Se o intuito desta acção baseiam-se em oferecer as almas que já tenho, podiam tê-lo feito de outra maneira, visto ser bastante frustrante sermos obrigados a parar a acção do jogo só para isto.

Sem dúvida que a Square-Enix estava completamente desinspirada quando produziu as missões neste jogo. Lightning Returns: Final Fantasy 13 faz com que nós andemos e muito, e não ajuda que algumas destas missões sejam puramente aborrecidas ou necessitam de constante exploração da cidade, como “apanhar vários items X” a um inimigo, ajudar alguém com dicas de indumentária, o que é uma pena, visto que podiam dar alguma consistência ao jogo e só tornam a tarefa de salvar pessoas mais aborrecida.

lightning-returns-final-fantasy-13-rev-1-pn

O sistema de combate é uma lufada de ar fresco do que temos visto. Seguindo um pouco aquilo que pudemos ver nos anteriores Final Fantasy 13, este jogo dá uma nova vertente interessante visto que Lightning é a personagem principal. Os combates possuem mais de acção do que escolhas por turnos. O enfoque centra-se na barra ATB que nos permite escolher e abusar das quatro opções que nós escolhemos como disponíveis como ataques, magias e afins, onde sempre que escolhemos e usamos uma dessas habilidades, usamos ATB. Podemos fazer múltiplos ataques em que ordem quisermos até a barra se esgotar, e em seguida alteramos para a próxima Schemata rapidamente- que será explicada já de seguida – com uma barra de ATB nova e conjunto de ataques diferentes para impedir que o combate tenha quebras e paragens.

As Schemata funcionam como classes que Lightning poderá alterar instantaneamente durante combate bem ao género dos Final Fantasy antigos. Estas Schemata serão desbloqueadas de acordo com os fatos que compramos ou apanhados como loot dos inimigos e oscilam entre as várias perspectivas de combate, desde ataque muito forte, enfoque em magia até algo mais equilibrado entre o ataque e a defesa.

lightning-returns-final-fantasy-13-rev-2-pn

Dentro de cada Schemata podemos atribuir um armamento que Lightning irá usar em combate e que também fortalecem ou prejudicam certos atributos. Esta alternância entre Schematas oferece várias estratégias de combate que permitem não só explorar facilmente os pontos fracos dos inimigos mas também ter uma mentalidade diferente para cada um deles. Com o decorrer do jogo, as Schematas tornam-se mais complexas e personalizáveis tornando este sistema bastante interessante.

Dentro do patamar da apresentação, a Square-Enix não melhorou muito do que havíamos visto nos jogos anteriores. Os cenários são o ponto alto desta alínea sendo eles bem trabalhados e variados para quebrar a monotonia. No que toca a qualidade do grafismo somos apresentados a uma qualidade medíocre mas das coisas que mais enerva no jogo, é a existência de NPCs que andam completamente ao calhas pelo cenário, havendo vários a chocar contra partes sem parar bem ao género “moonwalk”. As expressões faciais e corporais pareceram também um pouco datadas e forçadas.

Lightning Returns: Final Fantasy 13 é o findar da história de Lightning que só irá agradar os fãs mais hardcore da série. Infelizmente o que temos em mãos é um jogo que tenta ser algo diferente dos anteriores mas acaba por falhar miseravelmente no que toca a progressão de jogo, sendo aborrecido, desinspirado e não digno de ser repetido. O sistema de combate é o ponto mais interessante deste jogo que o salva de ser um completo desastre.

Positivo:

  • Sistema de combate refinado
  • Schemata
  • Banda sonora
  • Inúmeras missões…

Negativo:

  • …muitas delas são aborrecidas
  • Narrativa deprimente e pouco trabalhada
  • Paragens anti-climáticas por causa do relógio
  • Insatisfatório no geral

razoavel-oficial-an-pn-img

Latest posts by Daniel Silvestre (see all)
Share

You may also like...

Subscribe
Notify of
guest
50 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Lfo

Hum, quando a minha cópia chegar e eu a jogar durante umas horinhas venho cá dar a minha opinião.
Lemos quanto tempo demoraste até passar o jogo?

LuisLimox

Praticamente quatro dias, não sei se será demasiado tempo visto ter feito poucas side-quests :/ se as fizesse todas, seriam mais quatro dias em cima xD

Lfo

Eu assim que o receber devo fazer uma speedthrough, não quero demorar muito tempo tb. Mais tarde volto a pegar-lhe para o platinar.

Drakath

Não vou mentir quando o jogo foi anunciado esperava umas melhores notas. Depois de ter jogado a demo deu para perceber que o melhor estava nos combates (embora seja algo diferente do que estamos habituados, não deixa de ser bom), tiveram o cuidado de fazer o jogo em mundo aberto, um ponto positivo na minha opinião, mas pelo que vejo mal aproveitado! Uma pena sinceramente, juntamente com os gráficos onde se nota uma clara diferença entre o modelo da Lightning e os NPCs já para não falar nas texturas usadas em edifícios e afins. e parece ser unanime que a história não é o ponto forte do jogo assim como as missões secundárias.
Depois disto só digo: ainda bem que já acabou, porque já chega de fazer borrada com esta série! FF XV chega logo carago!

Lfo

Não gostei das voltas que deram à história. Agora que chega ao fim é que reparo que no XIII é que estava tudo bem. A partir daí descarrilou :/
Esta dos 500 anos ainda me está aqui entalada.
O problema para mim começou no 2, quando decidiram meter a Light de lado e meter as rédeas na Serah e depois claro “time traveling”, que a meu ver deu para o torto, já que historya crux não me agradou nem um bocadinho.
O que interessa é que tudo acaba bem no LR, apesar de tudo..

Tb tive a sensação que de facto este seria o tal, que as notas seriam de bom para cima, mas estava redondamente enganado pelos vistos. Salva-se o gameplay bem como no XIII-2.

Espero no futuro ver mais da Light<3, não quero mesmo nada que a SE se esqueça dela. Mas quando a trouxerem de volta, que seja num ambiente mais saudável e de preferência em spinoffs.

Drakath

A história do FF XIII podia ser um pouco confusa, mas com um pouco de pesquisa na internet acabava por se entender. Eu não joguei o jogo e dei-me ao trabalho de ver um walktrough e não tenho queixas à cerca da história como muitas pessoas falam. Já nem deviam ter pegado no FF XIII-2 com a desculpa de esclarecer as coisas e blá blá blá… mas pronto o dinheiro fala mais alto.

Quanto a ver a Lightning em jogos futuros também não me importo até porque eu não desgosto da personagem!

Lfo

Para mim a sua história sempre foi um dos pontos fortes do jogo, que apenas pecava pelos corredores.
Sempre gostei do conceito de Cieth, l’Cie e Fal’Cie.

Nirvanes

Então afinal a história sempre ficou ‘mal’ como andavam a dizer!

Lfo

Pois pelos vistos.
Mas tem um final que me agradou 😉

JotaPT

Depois tenho que o experimentar 😉 Mas boa análisee !! 😀

Forza

Fiquei desapontado com a nota… Estava a pensar comprar o XIII e jogar a triologia, vale a pena?

Lfo

Eu digo que vale sim. Mas isto sou eu 😉

Forza

Eu por muito lamentável que seja só joguei um bocado do VII (na PS2 do meu primo à uns anos) e o Crisis Core, para a PSP… Queria andar mais a par da franquia porque sempre tive interesse, e espero que esta trilogia seja uma boa oportunidade para tal!

Lfo

Tens tb o X/X-2 que vai sair para o mês que vem.
Vê lá da melhor maneira.

Vasco Neves

Sinceramente, se queres entrar no mundo Final Fantasy, recomendo-te a jogares os mais antigos e não a trilogia XIII. Vai sair agora no mercado a collection do Final Fantasy X/X-2 e esses sim, são 2 jogos que devem ser jogados, principalmente o X. Depois podes sempre experimentar os Final Fantasys do 7 ao 9, e o 12 também é bastante bom.

Daniel Silvestre

Aqui está um bom exemplo. O Gamer e o LFO gostam do FF XII que para mim é um dos que gosto menos em toda a saga. Para alguns este vai ser aquele jogo que levou notas manhosas, mas mesmo assim ainda será um “guilty pleasure” xD

Vasco Neves

O Final Fantasy XII vale muito pelo sistema de combate, pela liberdade de movimentos que nos dá. Esse foi um grande ponto a favor do jogo. É verdade que comparar a história do X com a do XII, o segundo perde claramente, mas mesmo assim, é um jogo muito agradável de se jogar, e ao contrário do XIII, tem um mundo completamente aberto para explorar e andar à porrada com inimigos xD

Lfo

Não sei se perde. Certo que a do X é mais emocionante, mas a do XII é tão grandiosa como o jogo em si. Envolve é muita política e cenas dessas à mistura.

Vasco Neves

Pronto, talvez tenhas razão. Mas uma coisa que o X tem e o XII não e isso dá alguma vantagem, são os mini jogos, principalmente do blitzball.

Lfo

O grande Blitzball.

Ah e o X tem tanta linearidade como o XIII, mas no fim do X recebemos um “Airship” e no XIII sadly não.

Vasco Neves

Não é bem assim, no X tens muita liberdade, não é apenas ir pelos corredores por ali fora, sempre em frente. Tens um mundo aberto em alguns pontos. No XIII apanhas só 1 bocadinho de mundo aberto e dura 2 min, depois voltam os túneis e corredores xD

Lfo

Pulse não são 2 minutos xD But I get your point.

Forza

Acho melhor procurar mais uns vídeos de gameplays e reviews do jogo para ver como realmente é… E já me deu para perceber que isto de melhores FF’s é muito subjetivo xD
Senão, posso sempre optar por comprar o VII na PS Store, que certamente valerá a pena, e é um bom começo xd

Silver4000

Ou melhor, tens a demo do XIII-2 e do Lightning Returns na store 😉

Lfo

Eu entrei nesta série com o XII e desde aí foi sempre aviar! 😀

Nirvanes

Não, foge a todo o custo!

Daniel Silvestre

Eu acho que sim Forza. Como sempre disse e continuo a dizer o FF XIII e XIII-2 são bons RPG, mas não bons Final Fantasy.

O Lemos é que ficou com a análise e fez um texto altamente válido e bem explicado. Mas por mim, como fã, ainda estou mortinho por experimentar este jogo e adicionar à minha colecção de Final Fantasy. Por isso embora não seja uma obra prima, ainda merece atenção : )

Leonsuper

Sim! Gostei bastante do Final Fantasy XIII e o XIII-2 melhorou em vários aspectos em relação ao 1º (apesar de ter piorado na banda sonora). Acho que vale a pena comprares ambos, são bons jogos. Quanto a este novo, pelo que li e pela demo parece-me que história não vai estar tão boa como a dos outros 2 jogos, mas o sistema de combate parece-me bastante bom e em termos visuais mantém a qualidade dos antecessores, acho que, no geral, não deve desiludir os fãs do resto da trilogia.

Vasco Neves

Já estava a contar com qualquer coisa parecida! É o que dá transformar uma personagem numa Barbie. Nota-se perfeitamente que deixaram a história de lado só para meter fatos e mais fatos no jogo xD

Lfo

Os fatos são awesome! Gostei deste retorno aos “jobs”.

Vasco Neves

Podem ser bons, mas quem joga estes jogos, não quer saber das roupas para nada. Para isso comprasse um boneco com várias roupas para se trocar x)

Daniel Silvestre

Por aí concordo com o LFO, os fatos são mais do que apenas vestimentas. Os sistemas de Jobs sempre foram dos melhores em Final Fantasy (embora mal aproveitados em alguns).

Lfo

Quem jogar este vai querer saber das roupas sim. Bem como aqueles que jogaram o III e o V por exemplo. Já que estes usavam o sistema de jobs ou roupas 🙂

Vasco Neves

Meh, não posso dar a minha opinião sobre esses, não os joguei xD

_GM_

O que esta série já foi.. e o que é de momento…

Ainda bem que existem jogos que fazem jus ao título Final Fantasy.. como Bravely Default entre outros

Vasco Neves

Se começarem a lançar esse jogo todos os anos, é que borram a pintura toda.

Relax1997

Mesmo :/

Nirvanes

Agora tive uma luz e percebi mais uma coisa que detesto nesta saga… a tipografia do texto dos diálogos. É bué futurista, e horrível para ler. Clean e refinada demais.

Lfo

Implicas com cada coisa lol.

Se é carne é porque é carne, se é peixe é porque não é carne xD

Nirvanes

Não a sério, lembro-me perfeitamente de odiar o texto. Só me despertou agora a olhar para as imagens! É as caixas de diálogo que ao sairem deixaram um problema para a legibilidade, e aquelas letras brancas não são lá muito bonitas, deviam ter usado uma fonte mais conhecida não sei… é bué futurista.

Lfo

Nos anteriores ao X havia a caixa de texto da cor que quizesses. Letra branca em fundo de cor lê-se perfeitamente.
Agora essa tal caixa já não existe. Mas acho que está perfeitamente perceptível.

Nirvanes

Eu lembro-me de poder mudar isso tudo sim.
Claro que se lê, não estou a dizer isso, é a letra em si. Mesmo nos menus. É o interface daquilo tudo que não é bonito!

Lfo

A minha música preferida da banda sonora 😀
http://www.youtube.com/watch?v=JJISwauB9uM

LuisLimox

Engraçado, é a minha segunda favorita 🙂 Sem dúvida que gosto muito mais a da Ark. É uma pena que essa tenha tanto barulho à volta enquanto jogamos, porque também é daquelas em paramos para ouvir cuidadosamente.

Relax1997

Opa para mim o Final Fantasy 10 continua a ser o melhor na minha opiniao

Silver4000

^^

DiogoBosingwa

Finalmente já saiu.. next please

Silver4000

Eles tinham uma ideia boa.
Mas a reputação da série já fazia mal ao jogo, e então ainda decidem tirar a experiência, meter tempo e a história confusa, é claro que não iria agradar muito.

Se tivesse sido o primeiro…
Sinceramente não sei mesmo onde tinham a cabeça para deixar isto sair assim…

ShadowDust

Joguei pouco mais de três horas deste jogo e odiei praticamente tudo. A narrativa é sloppy, o enredo previsivel e os dialogos são do mais akward e repetitivo que há. Já para não falar que conseguiram por uma personagem que nunca foi emotiva num estado emocional comatoso (para ser simpático).

“AH e tal tens de ir salvar aqueles gajos”. Para quê? Que motivação tenho eu para ir salvar estes e não os outros? É na base do calhas. Ou vais pelos números ou pela rapidez. Depois de muito bons exemplos em Chrono Cross ou Mass Effect, aparecem com esta poia reluzente de mecânica. *sigh*

Ao menos ainda se safa o sistema de combate. Uma das poucas coisas de gostei neta trilogia. E a banda sonora é agradável. O resto, mais valia ter ficado no papel onde começou e ter sido queimado para nunca ter visto a luz do dia.

Guilherme Pontes

O melhor de todos é o Final Fantasy VI (SNES)… a história é excelente. O 7, 9, X tb são muito bons. O XIII é ruim, infelizmente.

error

Sigam-nos para todas as novidades!

YouTube
Instagram
50
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x