Análise – Hazumi

hazumi-header-analise-review-pn

Existe quem goste de fazer puzzles e quebra cabeças para testar as suas capacidades, ou quem queira fazer uma pausa para exercitar o cérebro.

E é para isso que existem jogos como Hazumi, simples, e desafiantes ao mesmo tempo.

analise-hazumi-001-pn

Adoptando um estilo arcade e retro, Hazumi atira-nos logo sem qualquer género de tutorial nem explicação, não a um estilo de Dark Souls, mas ao velho estilo dos jogos dos anos noventa.

Hazumi trata-se de um jogo ao estilo block breaker, onde o objectivo é controlar uma bola em constante movimento vertical e movimentar para a esquerda ou a direita, com o intuito de destruir todos os blocos coloridos presentes.

analise-hazumi-002-pn

O jogo a início é simples e fácil, mas rapidamente torna-se desafiante, pois para além dos vários blocos que é preciso destruir, são acrescentados outros obstáculos que irão levar-nos a ter calma e usar a cabeça.

Desde a ter a cor certa para mover e destruir blocos, ou evitar as armadilhas que nos fazem perder e assim reiniciar o nível, ou ter um bom timing de controlo da bola, Hazumi oferece pouco mais de 100 níveis para completar.

analise-hazumi-005-pn

No entanto esses 100 níveis não estão imediatamente disponíveis, sendo que para desbloquear mais é preciso ganhar estrelas, algo que é alcançável ao completar com mestria, precisão e rapidez cada um dos níveis, sendo que é possível ganhar três estrelas por cada nível.

Essa estratégia tem os pontos positivos como negativos, por um lado é mais um desafio para aqueles que procuram realmente um jogo de puzzles, por outro pode ser algo chato já que é necessário para desbloquear novos níveis e pode tornar-se chato ter que repetir vezes sem conta para obter todas as estrelas.

analise-hazumi-003-pn

Para além da centena de níveis presente, existe um criador de níveis, simples e prático, mas infelizmente só é possível guardar até doze níveis, e não existe a possibilidade de poder partilhar ou descarregar níveis criados por outros jogadores.

Quanto ao visual, este utiliza as várias cores dos blocos para criar a atração visual, o efeito 3D oferece uma boa profundidade mas poderá ser uma distração. A música rege-se pelo estilo retro, algo bem feito e que combina bem com o jogo.

analise-hazumi-004-pn

Hazumi é definitivamente um jogo de puzzle que é mais apreciado em curtos prazos de tempo, 100 níveis acabam por não ser muito, e o trabalho para os desbloquear consome mais tempo do que para os completar, a inserção de um ranking online ou a possibilidade de poder partilhar os níveis criados seriam um mais a ter em conta.

Positivo:

  • Bom para jogar entre pausas
  • Controlos simples
  • Banda sonora ao estilo retro

Negativo:

  • O 3D pode ser uma distração
  • Não é possível criar mais de doze níveis
  • Nem partilhar/receber com outros jogadores

pn-bom-ana

 

Latest posts by Mathias Marques (see all)
Share

You may also like...

error

Sigam-nos para todas as novidades!

YouTube
Instagram