Análise – DriveClub

driveclub-analise-review-pn_00001

Enquanto muitos estúdios tentam ficar presos aos seus pergaminhos, criando jogos da mesma franquia em quantidades industriais, outros preferem ir variando na fórumla e testar coisas diferentes com nomes diferentes.

A Evolution Studios é um dos estúdios da Sony, que tem vindo a seguir esta tendência ao virar de cada geração. Na Era PS2 estes eram os senhores que criavam o WRC, depois na PS3 criaram a série Motorstorm e agora chegam à PS4 com DriveClub. Será que este novo IP foi a melhor escolha?

DRIVECLUB™_20140929134840

Depois de várias promessas de grandeza e um adiamento, DriveClub surge como uma mistura difusa entre um jogo de corridas e um simulador de condução. Felizmente, este misto de dois géneros encaixa bem no estilo do jogo. Especialmente, tendo em conta a diversão que confere a todo o tipo de jogadores.

Algo que se nota ao jogar DriveClub é a liberdade e imagem limpa e quase minimalista, quer dos menus, quer da apresentação. Não existem vozes, não existem tutoriais, não existem explicações longas, nem DJ’s a fazer barulho. São vocês, a música do menu e as opções à escolha. Confesso que este estilo me agrada bastante, pois é uma aproximação mais clássica e menos folclórica. É  verdade que podem personalizar as pinturas e até o vosso avatar, mas nada que seja forçado ou obrigatório.

DRIVECLUB™_20140930234227

DriveClub está dividido em vários modos. Existem as provas para jogar sozinhos, com diversos campeonatos e provas para realizar. Este “Tour” é a primeira paragem para quem chega ao jogo e é um dos locais ideais para começar a treinar e desbloquear alguns dos conteúdos do jogo. Cada evento conta com vários objectivos primários e secundários que somados, dão acesso a mais provas.

Depois existe o online, onde concorrem directamente contra outros jogadores em provas que vão surgindo nas tabelas de Matchmaking rápidas. Podem juntar-se a estas provas e esperar por competição, com os outros adversários que se vão juntando. Como é óbvio, nesta altura do campeonato, era difícil encontrar gente online para encher salas, mas quando aconteceu, deu para ver que o jogo não sofre de grande lag (pelo menos nesta fase).

driveclub-random-5-pn

A melhor parte de DriveClub é que tudo funciona como um RPG. Ao começar a jogar, vão ter logo uma conta de jogador onde tudo o que fazem, seja vitórias, pontos de drift, derrapagens, etc, contabiliza para subir de nível. Com cada nível superado, ganham carros, pinturas e outros extras.

Mas isso não seria DriveClub se não houvesse elementos sociais evolvidos, e neste caso, a espinha dorsal do jogo consiste em criar um Club (equipa) ou entrar para um. Tudo o que fazem contabiliza pontos para a o Club, o que também desbloqueia ainda mais coisas e faz com esta suba nos rankings mundiais.

driveclub-bmw-series-2-coupe-trailer-pn-n

Estejam a jogar sozinhos ou online, desde que estejam ligados à internet, os desafios vão estar a surgir constantemente, com pequenos desafios que surgem durante a corrida (coisas como ser o mais rápido num segmento, ou fazer um Drift maior), o que faz com que pareça que estão sempre ligados a alguém, mesmo que essas pessoas não estejam a jogar de momento. É interessante e engana bastante bem.

Por outro lado, a inteligência artificial em pista faz um óptimo trabalho em manter as provas desafiantes. É bastante óbvio que a dificuldade dos adversários se adapta consoante a vossa prestação, dando tempo para os apanhar, ou seguindo no encalce quando vão à frente. Quando em contacto, cada toque ou empurrão, faz com que a vossa pontuação de fama desça, o que é normal para um jogo deste género. Porém, por vezes somos penalizados quando nos batem ser ter culpa nenhuma, o que é parvo.

DRIVECLUB™_20140929134308

Infelizmente, senti que existem poucos temas para as pistas de DriveClub. Estas são muitas, mas estão apenas divididas por certas zonas do mundo. Cada país oferece uma paisagem diferente, mas sente-se falta de vistas como cidades e grandes traçados à beira mar.

Não quero com isto dizer que DriveClub não impressionada, muito pelo contrário, este jogo está visualmente soberbo. Seja pelos modelos dos carros, das pistas e pelo fantástico ciclo de dia-noite que pode ocorrer em tempo real e de forma aleatória para cada pista, este é um jogo que merece ser visto. Não posso contabilizar ainda os efeitos climatéricos na nota, mas já os vi e estão fantásticos, especialmente a chuva.

DRIVECLUB™_20140930234250

Ao contrário do que acontecia em Motorstorm, DriveClub é um jogo bem mais meigo no que toca danos nos veículos. Estes não só não influênciam directamente a jogabilidade, como são quase cosméticos. Podem bater a grande velocidade contra uma parede que no máximo vão ver algumas amolgadelas, riscos ou vidros a rachar. Acaba por desiludir um pouco, especialmente onde outros jogos já mostraram que as marcas já estão a perder a fobia de ver os seus carros destruídos.

No departamento sonoro, volto a destacar a música limpa e simples dos menus e a ausência da mesma durante o jogo (se bem que a podem ligar durante as corridas), que é substituída pelos roncares bastante credíveis dos motores.

driveclub-random-3-pn

Apesar de ser um jogo completo e pronto a ser jogado, só dentro de algumas semanas é que se vai começar a perceber o destino de DriveClub. O online ainda precisa de tempo para crescer e amadurecer e ainda não se sabe qual será o papel dos jogadores Plus. Se pretendem jogar apenas de forma mais causal e essencialmente o Tour, existem aqui mais de 10 horas de jogo, mas com a entrada num Club, e tudo o que isso envolve, DriveClub pode ser jogo para muitas dezenas de horas.

DriveClub fez-me lembrar os grandes tempos de Gran Turismo 3, em que fiquei agarrado aos comandos da PS2 por horas a fio a dar várias voltas aos mesmos circuitos. Este é um jogo que convida a ficar e continuar e fazer cada vez melhor, algo que é o motor de qualquer jogo de corrida que se preze.

Pode não ser o melhor jogo de corrida de sempre e existem outras propostas dentro do género que oferecem diversão mais imediata e festiva, mas DriveClub é o regresso à simplicidade do género, e só isso, já faz dele um jogo de alto gabarito.


Vejam também a nossa análise em vídeo de DriveClub!

Positivo:

  • Visual soberbopn-recomendado-ana
  • Apresentação simples e minimalista
  • Bom misto entre arcade e simulador
  • Evolução do jogador e da equipa
  • Desafios ligados a outros jogadores

Negativo:

  • Poucas localizações mundiais
  • Pouca variedade no estilo de provas
  • Choques penalizadores estranhos entre viaturas
  • Efeitos climatéricos e photo mode chegam mais tarde

pn-muitobom-ana

Share

You may also like...

error

Sigam-nos para todas as novidades!

YouTube
Instagram