PróximoNível Podcast 28 – Gamecom, Remakes e Loot Crates

header-podcast-pn-28

Boas a todos e sejam muito bem-vindos ao 28º Podcast do PróximoNível.

Para esta semana resolvemos começar por falar da Gamecom, mas os temas seguintes foram escolhidos pela comunidade.

A conversa ficou acesa com o tema dos Remakes e ainda demos a nossa opinião sobre a Loot Crate da Nintendo.

Esta edição conta com a minha moderação e a opinião do Alexandre Barbosa, Luís Lemos, Mathias Marques e o aniquilador de Mouros, Sérgio Batista.

Não se esqueçam de deixar as vossas perguntas e sugestão de temas na zona de comentários em baixo.

Share

You may also like...

Subscribe
Notify of
guest
14 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
BrunoPantySerrano

Pfft eu naõ achei o FF12 assim tão mau, sinceramente só a historia é que foi mázinha imo. O sistema de combate tava bom e o jogo tinha bastante conteudo.

Agora a questão do remake do FF7 realmente começa cada vez mais a parcer um reboot, tou para ver se uma certa personagem vai ficar viva com tanta mudança que eles querem fazer.. E ao contrário do que se anda a dizer por aí, um sistema de ATB seria perfeitamente “usavel” com gráficos actuais, apenas seriam necessários alguns ajustes para não parecer “exquisito” ou então usar o ADB do FF12 ou ate mistura dos 2. O que não faltam são opções de escolha de como o fazer, agora é ver quais as que eles escolheram~

Lobeon

Ainda falta um código para dar no podcast 27.

Silver4000

Já que não houve tempo durante o podcast.
No que toca ao tema do Final Fantasy VII, estou do lado do tylarth, porque reboot significa ter a mesma ideia base mas fazer algo diferente. Remake é a maior parte igual, mas com uma ou duas mudanças.

No caso do VII, é um remake, é claro que não podia-mos ter apenas gráficos bonitos, isso seria um remaster, e ter um combate por turnos com os gráficos do XV ia ficar mal nestes dias, por isso é que o jogo tem de se adaptar aos dias de hoje neste novo remake, agora tudo depende se querem apenas o Cloud ou mais personagens jogáveis, porque isso vai influenciar o resto do jogo.

A história continua a ser igual, as personagens também, o resto das mecânicas talvez continuem as mesmas (refiro-me às matérias), por isso nunca na vida pode ser chamado de reboot.

Posso dar o exemplo da série Hyperdimension Neptunia, que na série Re;Birth, os remakes dos jogos originais, adaptaram a mecânica de combate do 3º jogo, ou seja, o Re;Birth 1 e 2 tiveram um sistema de combate diferente dos originais, mas ainda contém a mesma história, um pouco alterada, e o resto, e é chamado de remake, não reboot.

Outro exemplo de remake são os do Pokémon, sim neste mantiveram o mesmo sistema de combate, mas foram alterar e adicionar certas coisas aos jogos que não havia nos anteriores.
Remake não significa o mesmo jogo, significa a mesma história e personagens, mas uma nova experiência adaptada aos dias de hoje.

BrunoPantySerrano

“ter um combate por turnos com os gráficos do XV ia ficar mal nestes dias, por isso é que o jogo tem de se adaptar aos dias de hoje neste novo remake” – Não podia discordar mais com isso, sinceramtente há sempre forma de adaptar sistemas antigas aos novos e não vai ser pelos gráficos que iria ficar mal.
O que fica mal foi eles terem dado aquela imagem de combates estilo DragonBall no Advent Children e agora querem fazer o mesmo com o jogo.

O problema que eu estou a ver é que cada vez mais os jogadores querem algo mais simples, rápido e com “eye candy” por todo o lado, isto e a pressão que a square enix faz a ela mesma com a ideia de que tem de estar constantemente a inovar resulta em jogos que cada vez tem menas “ciência”.
Por exemplo, quizeram inovar com o 13 e saiu um jogo com uma história mediocre, linear, combates bonitos mas “1 button wonder” (praticamente), não tem quase nada para se fazer no jogo, pouco exploração, etc. 13-2 = mesma formula. 13-3 ainda não jogei (parei a meio do port do 13-2 devido á quantidade parva de bugs no jogo) mas pelo que vi parece continuar a mesma formula.

Agora querem fazer do XV um genero de KingdomHearts e apesar de gostar de KH a verdade, que repito já várias vezes, é que se quizer jogar um KH vou jogar um KH e não um FF. FF está gradualmente a perder a sua identidade e, a meu ver, é este um dos maiores factores de queixa dos antigos fans.

Mas pronto, é ver o que eles vão fazer do 7. ESpecular é muito bonito mas a SE gosta muito de segredar para gerar hype portanto tão cedo não se vai saber muita coisa.

PS.: Eu sei que os gráficos são completamente diferentes, mas como já vi várias pessoas a dizer que jogos com ATB ou turn based já são coisa do passado, posso salientar o sucesso que Bravely Default teve que nem a SE estáva á espera. :^)

Silver4000

Um Final Fantasy não precisa de ser turn based para continuar a ser um FF. A essência da série é que foi sempre evoluindo e a experimentar novas coisas. Se tu olhas do VII para o VIII vês que 80% está diferente, do VIII para o IX igualmente, e por aí fora.

A única coisa que transita de um FF para o outro é o lore da série e o básico sistema JRPG que existem nos outros jogos. Enquanto que nas outras séries elas mantém a sua integridade, Final Fantasy passou a ser mundos diferentes com grandes mudanças, mas que se interligam devido à sua lore.

Agora, o Final Fantasy X é o meu jogo (não apenas FF) favorito, e tudo nele é perfeito para mim. O X é a definição de turn based na série FF, se a SE fosse agora mudar para um ao estilo do XV, sim iria estranhar, mas ao mesmo estaria interessado em controlar o Tidus mais livremente tal como fiz no Dissidia. No entanto continuaria a amar o X e a um minuto de começar um novo jogo.

Acredita que o pessoal não está chateado por não terem o ATB, o ATB existiu no VIII e no IX (e sinceramente até no XIII) e alguns dos fãs do VII chegaram a criticar esses. Depois muito gostam de atacar o XV mas estão sempre entusiasmados com qualquer novidade sobre o jogo. Quer dizer, mal o a revelação do Remake do VII saiu o pessoal começou logo a atacar que não ia haver cross dressing e coise. Os fãs tanto querem o remake como não querem. E até o jogo sair, vão embirrar com o mais ínfimo detalhe.

BrunoPantySerrano

Há mais a ser perdido “pelo caminho”, as proprias histórias estão cada vez menos interessantes. O XIII voltou a pegar no ATB mas estava de tal forma simplificado que a unica estratégia no jogo era a de mudar de paradigma de tempos a tempos enquanto se faz “spam” do X.
Ou talvez eu não saiba explicar melhor mas sinto que há algo a faltar, eu de certa forma ate gostei de jogar o XIII e tava a gostar do XIII-2 mas não me sentia como se estivesse a jogar um FF, falta lhes algo.

Eu acho que a SE deve ter se apercebido disso e por isso vão aogra apostar num mundo aberto com muito que explorar, mais do que qualquer outro FF. Só não sei se isso será o suficiente. Eu sinceramente já não sinto “hype” nenhum por FF’s, desde o XII que tenho vindo a perder o entusiasmo por ver um novo titulo a sair. Sinto que andam a perder qualidade.
Se já jogastes os anteriores (ou pelo menos do 6 ate ao 10) quereio que deves de concordar que a serie está a perder a sua “magia”.

Já o XV deu me um “spark” quando vi o mundo mas perdido novamente ao ver o combate. Talvez a história compense desta vez. Não seria a primeira vez que faria o “sacrificio” de jogar algo com um mau sistema de combate ou maus controlos só pela boa história.

Agora quanto aos péssimistas.. Esses infelizmente vão estar sempre presentes, esses sim são maus para o progresso, preferem sempre o antigo e o antigo é que está bom. Eu pessoalmente gosto de inovação, mas tambem acredito que o antigo não é mau, apenas pode ser “actualizado” sem se mudar na essencia.

Silver4000

A história do XIII cabe no tema do vilão político, que é usado frequentemente nos Final Fantasy. E decidiram voltar à matéria dos cristais, que é também uma das componentes de Final Fantasy, e foram expandir esse tema com of Fal’Cie, Etos (posso ter o nome errado), etc… que não foi a primeira vez que foram usados, mas foi sim a primeira vez em que tivemos uma melhor explicação sobre os mesmo.

Agora quanto às personagens, decidiram criar uma história que as interligasse, fazendo assim uma drama, em vez de uma história épica como costumam fazer. Como drama, eu gostei imenso de história, aquele momento do Saz e a Vanille no parque, ou entre o Snow e o Hope, e até as várias cutscenes por Pulse, o XIII teve bons momentos, mas sofreu muito devido a outras coisas. E na minha opinião as sequelas só vieram fazer pior, pois fizeram uma salganhada à história.

A série FF comecei pelo VIII, mas cheguei a jogar o 1, o 4 (? o que tem o Bartz), 7, 9, 10 e o início do 12, participando até na beta do XIV (e spin offs). Cada um era diferente do anterior, e como não é nenhuma sequela mas sim uma nova entrada na série, não precisei de avaliar um com outro. Tenho apenas os que gostei mais, e os que gostei menos. E o meu hype pelo XV está maior do que nunca, sendo apenas superado pelo MGS V, que por sua vez é superado pelo KH III. Com o Type-0 aí pelo meio.

Na altura em que o XV sair, só tenho a perguntar-me o que a SE vai fazer para superar o XV quando fizerem o XVI (e o Type-1 *coff*), e as perguntas mais importantes que tenho é se será open world e se o combate vai-se manter. De uma maneira ou da outra, vou ter essa experiência no XV, e se amar, amo no XV e não vou ficar triste se no XVI for diferente.

O combate está mais do que um simples premir x, muito diferente do KH até, porque o XV tem lugar para mais estratégia e mudanças de táticas.

Com isto quero dizer que dou sempre um olhar a ambos os lados e interpreto aquilo que observo, e muitas vezes é o uso de palavras que cria desentendimento. Mas mesmo que o Remake VII sofra uma mudança drástica no combate, a SE está atenta em manter a alma da série, pois eles estão a fazer isto para os fãs que pediram. Podem ter feito alguns jogos maus, mas sabem sempre entregar coisas boas para os fãs. Please be excited.

BrunoPantySerrano

Só vou acrescentar que quando falei em “precionar apenas X” que estava a referir me ao XIII e não ao KH, e que foi precisamente o excesso (?) de drama no XIII que para mim estragou muito a experiencia do mesmo, não sou grande fan do genero e politica pelo meio não foi ajudar nada, que por sua vez foi o que estragou tambem a historia do XII com a overdose de politica e plot desinteressante.

Silver4000

Sim, eu percebi que te referias ao XIII, mas falei em KH e XV porque quando comparam o XV ao KH referem-se ao button mash do KH.

Política e religião*, esqueci-me dessa (ou melhor associo-a à política), as duas costumam andar de mão dada nos FF.

Lobeon

Sugestões:

TournamentDay: Tal como há o GameDay do PN também poderia existir um TournamentDay escolhido pela comunidade e talvez com prémios para os vencedores.

Antevisão do Podcast: Artigo lançado 24h antes de fazerem o Podcast e aí o pessoal fazer as perguntas e sugestões para possivelmente esse Podcast, em vez de depois do Podcast para o próximo.

Matsuka

Obrigada por terem usado a minha sugestão, adorei a discussão saudável que ocorreu e as diferentes perspectivas partilhadas. Esperava mais adições ao assunto de todos os participantes presentes na conversa, mas com uma discussão acesa e tempo apertado realmente pode tornar-se complicado durante o podcast. Felizmente, o Silver escreveu a sua opinião aqui nos comentários.

Achei engraçada a comparação da PS+ com ovos Kinder, mas como sou uma jogadora diversificada consigo sempre apreciar grande parte dos jogos que ficam grátis, exceto alguns meses que pouco me interessam. Os cinquenta euros anuais são um ótimo preço que continua a compensar para mim, e deixa-me um pouco triste quando as pessoas rotulam o serviço como simplesmente “pagar para jogar online”, quando na minha perspectiva a PS+ sempre valeu a pena mesmo antes de ser necessária para o online.

Raizor

Queria sugerir um tema para o próximo podcast

– A qualidade de animação dos animes hoje em dia. Naruto sofreu e ainda sofre com este problema e agora parece que Dragon Ball vai pelo mesmo caminho…que acham disto?

Agora deixo aqui umas perguntas para voces

– Gostavam de ver algum remaster/remake de algum jogo da Sega Saturn? ( Nights…Panzer Dragoon…)

– Acham que o The Last Guardian no final irá corresponder às expectativas que estão sobre ele ?

– Acham que Dragons Dogma 2 e Red Dead Redemption 2 vão ver a luz do dia?

– Daniel, para quando a 2º parte do momento Nerd ????????????

Lfo

Sugestão:
O Daniel no final de cada podcast deveria perguntar à participantes o que andam eles a jogar e que séries/animes andam a ver.

error

Sigam-nos para todas as novidades!

YouTube
Instagram
14
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x