Antevisão – Paws and Soul: First Step

First Step é uma demo introdutória para o jogo original “Paws and Soul“, um título de aventura espiritual e exploração em terceira pessoa, que está a ser desenvolvido pela Arkuda Inc. e publicado pela Games Operator. O jogo tem como base ideias relacionadas ao Budismo, sendo a reencarnação e o karma as doutrinas principais. Se gostas de jogos que mexem com a temática “zen” e que te permitem tranquilizar após um longo dia cansativo, como por exemplo Jorney e Abzû, então encosta-te à cadeira e prepara-te para a sessão de relaxamento que este indie poderá proporcionar-te.

Para começar, o jogo não tem qualquer tipo de combate e é impossível a personagem morrer durante a jogabilidade, eu testei isto, ao colocar o lobo a saltar de um penhasco e ele ficou completamente intacto. Não precisas de preocupar-te com adversários ou energias maléficas, nada de ameaçador vai perseguir-te até aos confins do mundo, porque em First Step tudo é 100% pacífico. Só tens de deixar-te guiar pelas esferas e dar alguns pulinhos para chegar a determinados lugares. Ao teu dispor, tens também cenários visualmente deslumbrantes e músicas que ajudam a dar um ambiente mais sereno à tua experiência.

A história em si inicia-se de uma forma muito misteriosa, despertando desde logo a nossa curiosidade, começamos a jogar com um homem que aparentemente foi reencarnado num lobo. Com poucas respostas e muitas perguntas, a nossa única escolha é seguir em diante ao desconhecido e tentar descobrir mais sobre a sua vida passada. À medida que exploramos as regiões extraordinárias da natureza, assistimos a linhas de narrativa sobre duas famílias diferentes que parecem de alguma forma estar conectadas ao protagonista: temos uma rapariga que não tem os seus pais muito presentes no seu dia a dia e um rapaz que tem um pai bastante controlador em relação à sua vida.

Estas histórias são contadas sob forma de visões e apesar de estarem bem desenvolvidas, eu nunca me senti verdadeiramente investida no seu contéudo. Na minha opinião, eram um pouco básicas e os atores de voz também não puxaram eficazmente pela emoção nas palavras. No entanto, é importante notar que estas histórias não chegaram a avançar muito até ao final da demo e serviram somente para dar um gostinho daquilo que estará para surgir na versão final, por isso a minha opinião ainda poderá mudar bastante neste aspecto.

No que toca à jogabilidade, First Step também deixa muito a desejar, o jogo possui algumas falhas que espero já encontrar resolvidas no altura do lançamento. Por vezes estas falhas prejudicavam bastante a essência calma do jogo e geravam momentos stressantes. Do que reparei, o lobo a andar ou a correr tem paragens aleatórias que quebram o impulso para realizar saltos maiores; as opções para mudar os controlos do jogo não funcionam e se tentarmos alterar, seja o que for, um texto fica a aparecer constantemente no ecrã e, por último, fazer loading do progresso do jogo não funciona, o mundo aparece todo preto como se tivéssemos num void e o lobo fica a cair infinitamente.

Ao longo da demo temos que apanhar um número específico de esferas para desencadear momentos bónus sobre as histórias das duas famílias, só assim conseguimos gerar progresso. First Step também parece indicar a existência de puzzles que estarão presentes no jogo completo: existe um pequeno enigma, que não dá para completar, cujo desafio consiste em apanhar esferas de determinadas cores e reuni-las numa espécie de altar. Estes puzzles não são nada complicados, acho que a sua função é mesmo encorajar a exploração do mapa e as suas áreas secretas como um desafio extra aos jogadores.

Para além disto, borboletas de cores alternativas têm que ser apanhadas esporadicamente para ajudar a passar determinadas áreas. Em First Step, utilizamos o poder de uma borboleta laranja para aumentar a potência dos nossos saltos ou uma borboleta branca para ajudar-nos a distinguir as pedras verdadeiras das falsas e assim abrir um novo caminho. Agora isto foi um desafio para mim, porque graças aos controlos peculiares do jogo, estava sempre a falhar os saltos nas pedras e depois acabava por ter de apanhar a borboleta laranja vezes sem conta. Para além da parte dos saltos já ser bastante difícil, apanhar constantemente estas borboletas também pode tornar-se algo de repetitivo.

A arte do jogo é sem dúvida o seu ponto de salvação e tenho muita pena de não a ter conseguido experienciar com os gráficos nas mais altas definições, infelizmente, o meu computador é todo caquético. As paisagens estão desenhadas de uma forma muito mágica e conseguem criar um ambiente imersivo, por alguns momentos parece mesmo que dá para esquecer os problemas da vida real e que estamos a viver numa floresta pertencente ao mundo da Disney. É tudo muito colorido e o mundo semi-aberto motiva-nos a querer explorar mais sem parar, isto até o lobo dizer que estás a ir na direcção errada e mandar-te recuar.

Para quem tiver interesse em experimentar, First Step encontra-se atualmente grátis na Steam, sendo que o jogo completo “Paws and Soul” está com data prevista para 16 de Julho deste ano.

Andreia Mendes
Share

You may also like...

error

Sigam-nos para todas as novidades!

YouTube
Instagram