Análise – Smile Down the Runway

  • Episódios: T1 – 12
  • Temporada: Inverno 2020 (Janeiro – Março)
  • Produtores: Ezòla ; Kodansha, DMM Pictures, Mainichi Broadcasting System
  • Géneros: Drama, Vida Escolar, Shounen
  • Idades: +13
  • Adaptação: Manga

Já não é novidade nenhuma que o Japão gosta de explorar e experimentar vários cenários com as suas histórias, quer sejam em videojogos ou anime. E algo que provavelmente não funcionaria acaba por surpreender quando apresenta uma história de qualidade e atrai quem não tinha nenhum interesse pelo tema.

Tive essa sensação pela primeira com Haikyuu!!, onde a minha curiosidade em ver como um desporto com arenas pequenas e onde os jogadores não se movimentam muito se transmitia para manga. Fiquei surpreendido com o resultado e também um grande fã daquilo que é uma das melhores mangas de desporto actuais. Quando a adaptação anime de Smile Down the Runway foi anunciada eu tive novamente aquele bichinho da curiosidade e fiquei extremamente contente ao ver que o resultado produzido foi totalmente satisfatório.

Smile Down the Runway é uma história que foca-se na industria da moda, possuindo dois protagonistas que querem seguir carreiras diferentes na mesma industria. Ikuto Tsumura sonha em ser um estilista, isto é, uma pessoa que desenha roupas, enquanto que Chiyuki Fujito quer ser uma modelo. Mas ambos vêem-se longe de alcançar os seus objectivos devido a elementos terciários fora do controlo das personagens.

Explorando mais a situação dos dois protagonistas, Ikuto ganhou gosto em criar novas roupas desde pequeno devido à situação financeira da sua família. No entanto é devido a essa mesma situação financeira que Ikuto não pode seguir esse sonho, já que este tem de preocupar-se em arranjar dinheiro para ajudar a sua família através de múltiplos trabalhos part-time.

Chiyuki por outro lado cresceu com ligações directas ao mundo da moda, com o seu pai a ser director de uma agência de modelos, o que levou a Chiyuki ser rodeada de várias modelos profissionais enquanto pequena. Devido a isso Chiyuki teve o desejo em tornar-se numa modelo mas encontra a impossível situação de ser demasiado pequena para uma profissão que faz uso de mulheres e homens altos para demonstrar as roupas, o que a faz ser rejeitada por qualquer agência de modelos.

Como o mundo da ficção está sempre cheio de coincidências (e a vida real também), Ikuto e Chiyuki fazem parte da mesma turma e acabam por descobrir o sonho um do outro, decidindo apoiarem-se e mostrar o quão errado todos estão.

A história foca-se então em ambos os lados da industria, nas modelos que tem de apresentar as roupas na passadeira e nos estilistas que criam essas mesmas roupas. Apesar de Chiyuki ser uma das peças centrais a personagem não recebe tanta atenção quando comparado com as personagens no lado dos estilistas. Chiyuki tem os seus obstáculos e momentos de decisão mas nenhum tem o mesmo peso em comparação com o que Ikuto enfrenta.

Por vezes existe a sensação que Chiyuki está a ter algum tipo de progressão fora do ecrã uma vez que quando damos de cara com a personagem esta tem sempre algum tipo de resolução ou experiência que na maioria das vezes o espectador não tem a oportunidade de ver como esta chegou até essa conclusão. Chiyuki enfrenta alguns obstáculos mas não chega a ser o suficiente para garantir o seu papel de protagonista.

Apesar de tudo Chiyuki tem os seus momentos importantes onde demonstra que é definitivamente uma peça importante para o desenvolvimento da história, simplesmente ainda não chegou a sua altura de brilhar, com a mesma a pôr-se de lado para dar a vez a outras personagens. O destaque recai então em Ikuto, o nosso protagonista no lado dos estilistas, e também Kokoro Hasegawa, uma modelo que quer tornar-se estilista.

Ikuto como sendo um dos protagonistas desta história recebe a sua devida atenção ao longo dos episódios. Encontrando uma pessoa que basicamente está na mesma situação que ele, Ikuto começa a pensar seriamente em seguir uma carreira profissional como estilista e é introduzido a esse mundo, conhecendo pessoas e ficando um pouco mais familiar com o seu trabalho de sonho.

Não existe uma grande exploração sobre a maneira em como este lado da industria funciona, focando-se mais nos primeiros passos de Ikuto enquanto este faz tanto um estágio de trabalho e escolar onde vai aprendendo e melhorando várias técnicas que necessita para tornar-se melhor no seu trabalho de sonho.

O maior obstáculo de Ikuto acaba por ser a principal razão a qual a personagem estava reticente em seguir o seu sonho, a situação financeira da sua família. E isto é algo que esbarra contra o mesmo umas quantas vezes durante o percurso do anime. Tendo em conta que Ikuto é uma personagem que aprende e tem vontade em continuar a perseguir o que deseja é interessante ver uma situação fora do seu controlo e não causada por ele colocar-lhe um enorme peso sobre os ombros.

A questão que acaba por ser explorada durante o anime é o que Ikuto pretende fazer. Largar tudo para poder sustentar a sua família com o mínimo de dinheiro que consegue fazer; trabalhar o suficiente para alcançar ambos mesmo estando à beira do desespero ou aceitar qualquer oferta que lhe apareça à frente e que seja beneficial para ambas as situações. Acaba por ser interessante ver qual decisão o nosso protagonista decide tomar e que certamente afectará o seu futuro.

Por outro lado, Kokoro Hasegawa enfrenta outro tipo de problema, quase fazendo com que ela seja a terceira protagonista desta história. Kokoro é uma modelo que apesar de ter tudo o que é necessário para o trabalho, muito para inveja de Chiyuki, decide ir contra a opinião de todos e deseja tornar-se numa estilista, demonstrando uma qualidade inepta para ambos os lados da industria.

Kokoro é quem acaba por roubar o estrelato de Chiyuki e acaba por ter um melhor desenvolvimento e interação com Ikuto, fermentando a relação entre ambos ainda melhor que a de Ikuto e Chiyuki que apesar de terem-se inspirado um ao outro a seguirem os seus sonhos não tiveram grandes interacções que melhor estabelece-se a sua relação.

Existem mais personagens neste elenco secundário que cumprem o seu devido papel e conseguem ser interessantes tanto naquilo que tem para oferecer como na interacção que possuem com Ikuto. O que estas personagens apresentam é interessante o suficiente para querer ver mais sobre elas no futuro e também a conclusão das suas histórias.

O mundo da moda é um que muitas pessoas nunca entenderam, eu sendo uma dessas pessoas, com o principal factor a ser devido à roupa demonstrada e louvada pela industria não ser realmente algo bonito e que uma pessoa com cabeça usaria no seu dia-a-dia. Alguns dos designs em Smile Down the Runway sofrem disso mas fico contente em afirmar que muitas das peças mostradas no anime são bastante boas, prendendo o espectador e fazendo com que este se sinta investido/a com o que é mostrado.

Falando em demonstrações o anime consegue capturar o espírito das passagens das modelos nas passadeiras tanto em termos de apresentação como música. Quanto aos fatos mostrados tal como referi acima a maioria deles são bem feitos, apresentando um design apelativo e que uma pessoa poderia até considerar utilizar, ao contrário do que é normalmente apresentado nos shows de moda.

A apresentação geral do anime também tem um bom aspecto, incluindo a maneira em como cada personagem tem um ar normal mas ao mesmo tempo conseguem realçar-se e terem um aspecto único. A banda sonora também é algo a ter em conta, com algumas faixas a destacar enquanto que outras entradas podiam ser bem mais marcantes.

Apesar de na sua maioria as personagens estarem envoltas em drama, a história geral de Smile Down the Runway consegue apresentar algo bom com o tema que decidiu utilizar. Mesmo tendo um pequeno número de episódios existe a sensação de imenso estar a acontecer durante o percurso do anime sem que o pacing sofra devido a isso, já para não falar que o elenco de personagens secundárias são interessantes e possuem as suas próprias ambições que merecem ser exploradas no futuro.

A maior fraqueza será provavelmente Chiyuki que apesar de mostrar-se como uma personagem forte o seu desenvolvimento na maioria das vezes parece ser invisível e que acontece fora do ecrã, com a história a deixá-la de lado e apenas a lembrar-se dela quando é conveniente para Ikuto. Por outro lado Kokoro consegue receber atenção e desenvolvimento suficiente ao ponto de ser considerada uma personagem principal. Mesmo uma pessoa como eu que não está dentro da industria da moda acabou por ficar agarrado a cada novo episódio para ver não só o que estava à espera destas personagens mas também as suas criações e até criticar as mesmas.

Positivo:

  • História consegue tornar a industria de modelos em algo interessante
  • Kokoro Hasegawa recebe boa atenção para uma personagem secundária

Negativo:

  • Chiyuki parece receber desenvolvimento fora do ecrã

Latest posts by Mathias Marques (see all)
Share

You may also like...

error

Sigam-nos para todas as novidades!

YouTube
Instagram