Análise – Mahou Shoujo Madoka Magica

Informação Global:

  • Episódios: 12
  • Ano: 2011
  • Produtores: Aniplex, Shaft, Mainichi Broadcasting, Movic, Nitroplus, Aniplex of America, Madoka Partners, Hobunsha
  • Géneros: Magia, Psicológico, Thriller, Quotidiano
  • Idades: +17
  • Linguagem: Japonesa

Sendo um Anime Magical Shoujo, cheio de fatos com folhos, varinhas mágicas e meninas fofinhas, Mahou Shoujo Madoka★Magica dá uma primeira impressão um tanto ou quanto duvidosa. Não sendo grande fã deste género, admito que acabei por ver o Anime pela enormidade de recomendações e garantia de que era realmente bom e surpreendente. Um dos grandes incentivos para ver Mahou Shoujo Madoka★Magica é o de ser produzido pela Shaft (Bakemonogatari) em cooperação com Shinbou Akiyuki (Hidamari Sketch), que antecipa um estilo visual único que define as suas animações. Shaft deu claramente o seu melhor e tentou criar algo mais futurístico e cru a nível de detalhe nesta animação em particular.

Tudo começa com a vida quotidiana normal de Kaname Madoka, uma rapariga do 8º ano da escola Mitakihara. Amada pela família e melhores amigos, Madoka tem um encontro mágico que lhe poderá vir a mudar o seu destino. Um novo inicio que, em troca de um desejo concebido, lhe é dado poder de se tornar numa rapariga mágica que combate para a eternidade contra bruxas pelo bem e paz da humanidade.

Ao início a história parece ser um pouco cliché, com uma temática comum e quotidiana mas, à medida que vai evoluindo, notamos que tudo foi planeado e concebido ao detalhe revelando elementos importantes ao desenvolver da história. As personagens principais vão aparecendo, sendo bem introduzidas explicando o seu passado assim como o seu presente, cada uma com o seu devido tempo de antena. Não existem momentos mortos, tudo é importante de forma a cativar o espectador.

Incluindo os elementos principais de um Magical Shoujo, Mahou Shoujo Madoka★Magica é o primeiro a utilizar suicídio, homicídio, morte e a mistura-los com o estado psicológico de cada personagens mediante o seu envolvimento. Sem este factor e sem a exploração do mesmo, a história seria inexistente e pouco fundamentada. Este Anime diverge de um típico Magical Shoujo porque, em vez de retratar o lado bom em ter poderes, retrata o lado mau e as suas consequências, daí ser um tipo de Anime mais agarrado a vida real, aos problemas e como os temos de enfrentar. Embora Mahou Shoujo Madoka★Magica seja um Anime de apenas 12 episódios, consegue retratar sem falhas e a seu tempo como a vida não é apenas um mar de rosas e sim quanto crua, injusta, stressante, obscura e temível esta pode vir a ser.

A nossa protagonista, Kaname Madoka, auto intitula-se como uma rapariga normal, burra e sem habilidades especiais. As personagens são mais complexas do que parecem e evoluem rapidamente e para melhor entendimento aconselho verem o Anime mais do que uma só vez. Mahou Shoujo Madoka★Magica centra-se mais nas amizades, relações interpessoais e nos problemas do ser humano do que em arco-íris, rosas, unicórnios, magias e fofuras. Quanto mais poderosas são as personagens, mais instável é o seu estado psicológico e emocional.

Quanto à animação, as transformações e as cenas de batalha levaram um tratamento diferente e melhor a nível visual. Não são de todo eróticas (com silhuetas semi-nuas ou ângulos duvidosos) mas sim uma mistura de “cute” com obscuridade e poder que resultam num padrão raro e único de se ver num Magical Shoujo. A animação aplicada às personagens consegue transmitir com facilidade as diversas emoções sentidas num estilo de desenho mais fofo. Os mundos opostos também contêm um tratamento diferente, o dia a dia recebe um aspecto mais brilhante, claro e solarengo enquanto que à noite, os combates e o mundo das bruxas é mais escuro, robusto, tenebroso, distorcido e estranho.

Sonoramente, contamos com o excelente trabalho de Kajiura Yuki (compositora de Kara no Kyoukai, Tsubasa Chronicles, .Hack). A banda sonora é soberba, consegue complementar e caracterizar muito bem cada cena com o devido sentimento. Mais uma vez falando dos opostos, a abertura deste Anime é uma música mais feliz e mais dentro de um típico Magical Shoujo, acompanhado duma animação rosada e querida e de uma voz mais angelical. Enquanto o encerramento, interpretado pelas Kalafina, é muito mais distorcido e negro, com um tom mais obscuro tanto de música como animação. O poder das vozes é sentido e concebe na perfeição o sentimento pretendido.

Nas vozes, os papéis foram cuidadosamente seleccionados mediante a melhor voz para cada personalidade: Kyuubey/Kato Emiri (Hachikuji de Bakemonogatari, Maylene de Kuroshitsuji e Kagami de Lucky☆Star), Mikki/Kitamura Eri (Izumo de Ao no Exorcist, Saya de Highschool of the Dead e Alleyne de Queen’s Blade) e Mami/Mizuhashi Kaori (Miyako de Hidamari Sketch, Yuuno de Mahou Shoujo Lyrical Nanoha e Elina de Queen’s Blade).

Mahou Shoujo Madoka★Magica é sem dúvida um Anime a não perder, sendo muito diferente dentro do género que atrai ambos os públicos, tanto raparigas como rapazes. É uma série de sucesso e considerado por muitos como o Anime do ano 2011, embora ainda não seja muito conhecido em Portugal, espero que com esta análise consigam dar uma hipótese a Mahou Shoujo Madoka★Magica que certamente irá marcar pelo positivo. Com uma história muito bem escrita, plausível, planeada e sem falhas, uma exploração eximia de cada personagem individual ou como grupo, uma animação tanto dentro do género como fora, um acompanhamento musical exuberante e de alto calibre, Mahou Shoujo Madoka★Magica tem um desenlace brilhante que faz desejar por mais.

Positivo:

  • História excelente, bem escrita e sem falhas
  • Rápida evolução de acontecimentos mas tudo a seu tempo
  • Personagens exploradas ao máximo, tanto física como psicologicamente
  • Animação de Opostos: Mahou Shoujo e Terror Psicológico
  • Música Expressiva
  • Boa conclusão

Negativo:

  • Algumas falhas de animação em ângulos mais afastados
  • Drama emocional excessivo
Share

You may also like...

Subscribe
Notify of
guest
10 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Mickey

Este eu já vi xD, e até gostei, deve ser dos únicos Shoujo que gostei. Quanto ao melhor de 2011, esse fica para Steins:Gate na minha opinião. consegue retratar sem falhas e a seu tempo como a vida não é apenas um
mar de rosas e sim quanto crua, injusta, stressante, obscura e temível
esta pode vir a ser- True Story. Boa análise.

Patricia Nunes

Obrigado^^ para mim, achei excelente mas ainda tenho mais outros favoritos de 2011… não sei qual seria o meu… ou madoka ou tiger and bunny :V
Ainda não consegui passar do ep4 de steins gate -.-”’ tenho de pegar naquilo outra vez 🙂

Mickey

Tiger and Bunny, é sobre o quê? Normal, algumas pessoas demoram a habituar-se a Steins Gate, mas apartir do 10 fica melhor.

Patricia Nunes

Vou tentar resumir XD (sim… que eu quando resumo escrevo testamentos)
Basicamente trata de um mundo onde existem algumas pessoas com talentos especiais. Essas pessoas tornam-se heróis que têm de lutar pela paz e combater o crime só que, tudo isto, como se fosse um show com apresentadores, patrocinadores, fama e sistema de pontos! Lá no fundo é tudo com o mesmo objectivo mas cada um por si! Depois o protagonista é um zero a esquerda e para aproveitarem as skills dele, juntam-no com um rapazola que tem os mesmos poderes do protagonista, em formato de duo^^ Depois é tipo o conhecer as personagens, como elas se dão, o passado de cada um e as lutas vão sendo cada vez mais difíceis. É muito divertido num estilo animação japonesa mas lembra o estilo americano ao mesmo tempo 🙂 aconselho! e quanto a steins gate, vou ver sim senhor o/

Shinig@mi

Como disseste um excelente anime ^^ O que mais me afasta deste anime é mesmo o drama que está a niveis incriveis lol É tanto que até me chegou a irritar a certo ponto. Fala (de certa maneira) de time travel, assim como Steins;Gate que saiu no mesmo ano, vi os dois e para muitos Madoka é melhor mas para Steins;Gate foi muito mais emocionante xD Apesar que em termos de originalidade Madoka poderá ter alguma vantagem. Assim como a Patrícia, eu recomendo este anime a todos, mesmo os que pensem não gostar de mahou shoujos ou whatever, mas este é sem dúvida uma lufada de ar fresco neste setor de entretenimento 😀

Espero por mais análises nomeadamente uma de Steins;Gate, que foi lançado também em 2011, e AnoHana que também marcou muito esse ano =)

Patricia Nunes

Concordo contigo^^
AnoHana não faz mesmo nada o meu estilo de anome x.x odeio slice of life :v tanto que pus logo de lado e nem vi… agora steins gate ainda não passei do ep4… ver se pego outra vez ~
Obrigado pelo comentário^^

Bruno Roxas

Mais uma vez fazes-me querer ver um anime que eu pensava ser apenas ”mais um”. A minha imagem de Mahou Shoujo Madoka Magica era essencialmente a de ser mais um anime a querer imitar tokyo mew mew ou até mesmo sailor moon. Antes eu via todos os animes que tinham personagens kawaii e fofinhas e isso era algo essencial para mim num bom anime. Sim, muita ignorância da minha parte. xD Mas depressa comecei a conseguir analisar melhor a forma de perceber a magia de um anime e claro que o design das personagens continua a ser importante mas um bom anime é muito mais que personagens fofas. Quero com isto dizer que o meu primeiro contacto com Madoka foi do género: ”Mais um anime reles com algumas raparigas fofas prontas para salvar o mundo”. Pensei assim e nunca pesquisei sobre o anime. Após ler a tua análise percebi que estou perante algo diferente dos típicos magical shoujo. Adoro o facto de apresentar um clima mais negro e obscuro o que acaba por ser contraditório com o tradicionais magical shoujo onde tudo é cor de rosa e a única preocupação das heroínas é conquistar o príncipe encantado, viver num castelo recheado de doces e se possível, salvar o mundo. Nos pontos negativos referis-te ”drama emocional excessivo”. Olha que esse ponto negativo deu-me ainda mais curiosidade para ver o anime. Não penses que sou uma pessoa deprimente ou algo do género, longe disso, xD mas se há coisa que eu adoro num anime é emocionar-me com o enredo e prender-me de tal forma que apenas esteja inserido dentro daquele ”mundo”. Quanto mais os sentimentos das personagens despertarem os meus, melhor. Acho que entendes o que quero dizer. 😉

Não gosto de mechas e graças a ti ando a ver o excelente Tengen Toppa Gurren Lagann e agora fazes-me ir ver um magical shoujo. xP

Continua assim Patrícia, estás a ir muito bem. Consegues despertar uma enorme curiosidade sobre os animes que analisas a todos os que lêem e certamente que muitos já estão a ver óptimos animes graças a ti.

(ps: espero pela análise do Sword Art. :P)

Patricia Nunes

eheh eu ao inicio também não estava nada confiante xD tinha a mesma ideia que tu!
Hmm o ser excessivamente deprimente, quero dizer que chega a afectar a tua vida real! quando vi madoka chegou a dar-me suores frios, cheguei a chorar claro xD e até andei um bocado depressiva ^^” é bom claro mas não convém passar isso para a vida real, então achei melhor “avisar” nos pontos negativos :/ Parecendo que não Madoka é um dos meus favoritos! Acho isto uma obra prima!
eheh estás a gostar de TTGL?
Fico bstante contente Roxas 😀 vou continuar a dar o meu melhor nas análises~ e espero dar a conhecer muitos e muitos mais^^

(ps: já começei a ver os animes da nova temporada, a seguir vou ver sword art^^ e claro, vou escrever análise o/)

Squall_jb

Faço minhas as palavras do bruno, TTGL é do caraças pá, e Madoka era daqueles que não me despertava interesse nenhum, até agora. Parece-me que o Daniel demorou tempo a mais a “trazer-te” para esta comunidade xD

Patricia Nunes

Fico mesmo contente^^ obrigado pelo apoio!^^

error

Sigam-nos para todas as novidades!

YouTube
Instagram
10
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x