Análise – Guilty Gear Xrd -Revelator-

Lembram-se de termos analisado aqui no site um certo Guilty Gear Xrd -Sign-? Pois bem, a série continua e está na altura da Arc System dar uma roupagem “Super” ao primeiro Xrd.

Ou seja, este lançamento acaba por ser uma revisão de tudo o que foi feito no primeiro, embora com mais personagens, cenários, elementos de história e até presença de alguns dos DLC que tinham sido lançados até agora (embora continuem a faltar uns quantos na realidade).

Tenho de começar por dizer que Revelator é quase que a continuação da história de Sign, pois existe aqui muito contéudo e até personagens que saltam no tempo para fases que sucedem a história original. Infelizmente, a linha de narrativa continua a ser apenas e só uma espécie de filme, relegando a história de cada personagem para o modo Arcade.

guilty-gear-xrd-revelator-analise-review-pn_00001

Tendo em conta que Guilty Gear nunca foi realmente um jogo fácil para começar a jogar, é bom ver que a Arc System Works resolveu dar uma hipótese de diversão a todos os que achavam que o sistema de combate era demasiado complexo. Assim sendo, existe agora um modo extra de estilo de combate que permite carregar de forma intercalada nos botões para realizar combos, um pouco ao estilo do que se podia ver em Persona 4 Arena. É um sistema bem vindo e o qual pode ser ignorado pelos veteranos caso estes assim o decidam.

Como já referi, o jogo inclui personagens antigas que não tinham estado em Sign, como é o caso de Johnny e Jam, que surgem aqui com os seus devidos movimentos e ataques, agora feitos a pensar na geração Xrd. Depois existem personagens novas como a Jack-0 e Elphelt que são muito bem-vindas e aumentam de forma significativa a variedade e número de personagens disponíveis.

Sendo uma versão nova e actualizada, é natural que tenha ficado desapontado por ver personagens bloqueadas por DLC logo à partida. Isto já aconteceu com outros jogos da companhia, como Persona 4 Arena, e não fica nada bem ver a personagem presente, mas bloqueada por um cadeado.

guilty-gear-xrd-revelator-analise-review-pn_00004

Tal como em SignGuilty Gear Xrd -Revelator- continua a manter vários modos de jogo, incluíndo todos os dedicados a um jogador e ainda os Online. Quando ligados à rede, o jogo corre com uma fluídez bastante boa, tendo tido poucos problemas relacionados com ligações.

O visual continua a usar o motor gráfico de Sign, por isso podem contar com um dos melhores Cell-Shading que a indústria já conheceu. As personagens e os cenários ganham vida, parecendo que tudo está a ser retirado de um Anime com arte tridimensional. Grande parte dos cenários já existentes também levaram roupagens novas, o que dá um ar novo. Em termos sonoros, podem esquecer vozes em inglês, pois desta vez, talvez para não perder tempo na localização, só o texto é que está em inglês.

Apesar de ser uma revisão, Guilty Gear Xrd -Revelator- quase parece um jogo novo em certos momentos. A forma como a Arc System Works conseguiu transmitir frescura com roupagens novas, melhorias e adição de personagens, faz com que esta seja a versão definitiva do jogo.

guilty-gear-xrd-revelator-analise-review-pn_00005

Apesar das novidades no que toca à introdução de novos jogadores, Guilty Gear Xrd -Revelator- não despreza as suas origens, sendo um jogo para todos aqueles que apreciam jogos de luta e não compraram a versão Sign.

Positivo:

  • Vários afinamentospn-recomendado-2016
  • Mais personagens
  • Novos momentos de narrativa
  • Cenários com roupagem diferente
  • Modo fácil para novos jogadores
  • Estes gráficos…

Negativo:

  • Usa grande parte do que estava em Sign
  • Personagens bloqueadas por DLC

pn-muito-bom-2016-3

Share

You may also like...

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
error

Sigam-nos para todas as novidades!

YouTube
Instagram
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x