Análise – Fantasy Life

fantasy-life-analise-review-pn-n

Animal Crossing é um jogo bastante giro, e porque? Porque vos permite viver uma vida alternativa onde a vossa personagem tem de se preocupar com afazeres diários, ficar cada vez melhor nas interacções sociais, e fazer crescer uma aldeia como presidente da junta.

Embora Animal Crossing seja um grande jogo, também tem os seus problemas, e este acaba por fraquejar devido às suas limitações diárias e horárias e tarefas repetitivas.

fantasy-life-novas-imagens-trailer-pn-n_00042

É aqui que entra Fantasy Life, um jogo que pede emprestado muitos dos conceitos do jogo da Nintendo e mistura as mecânicas de um RPG de acção imediato e sem limitações. Será este um grande sucessor para o género na Nintendo 3DS?

Fantasy Life começa logo com o pé direito ao dar-nos total liberdade para explorar um reino usando uma de várias profissões. É verdade ao contrário da maioria dos jogos do género, aqui, cada habilidade é uma vida. Apesar das limitações iniciais deste sistema, este acaba por abrir para algo maior e mais complexo quando começam a experimentar novas profissões.

fantasy-life-novas-imagens-trailer-pn-n_00029

A parte positiva é que podem manter as habilidades de cada vida, mesmo que mudem para uma nova. A experiência da personagem é global, mas cada vida evolui por si, e mesmo que estejam na vida de Paladin, ganham pontos de experiência para a vida de lenhador quando deitam árvores a baixo ou para mineiro quando usam a picareta.

O mundo de Reveria está recheado de missões, que podem fazer parte da história principal, dadas pelos habitantes, ou obtidas como missões da vossa classe que dão grandes bônus de experiência. Cada vez que a vida aumenta de nível, ganham mais estatísticas como vida ou ataque, que são mantidas enquanto usam essa classe.

fantasy-life-novas-imagens-trailer-pn-n_00017

Em termos de jogabilidade, Fantasy Life mistura um sistema de exploração em áreas abertas, como aldeias, prados, montanhas, entre outros e actividades que podem realizar nestes. Os combates , por exemplo, são tidos em tempo real, com as criaturas a aparecer no mundo sozinhas ou em grupos, algumas atacam mal sentem a vossa personagem, outras fogem quando acham que correm perigo. Tanto animais como o cenário estão cheios de objectos que podem recolher, os quais usam em várias profissões.

Todos os materiais podem ser vendidos, ou gastos em profissões de perícia, como ferragem, ou culinária. Estas profissões exigem que tenham os materiais e realizem pequenos mini-jogos que resultam em materiais melhores ou piores consoante a vossa prestação nos mesmos. Estes mini-jogos são simples e fácies de interiorizar, e mesmo quando correm o risco de se tornar maçadores, os objectos que são criados muitas vezes podem ser criados automaticamente com um bom nível de experiência.

fantasy-life-data-trailer-e3-pn-n_00013

A ligação entre as vidas é o que torna Fantasy Life em algo genial. O mineiro recolhe minério que o ferreiro pode usar, assim como o mercenário pode matar animais que largam peles ideias para criar itens na costura. Esta rotação cíclica faz com que exista sempre algo para fazer e melhorar.

Claro que nem tudo são rosas. As primeiras duas ou três horas são de introdução ao mundo e locais, enquanto as restantes sete são gastas a aprender todas as profissões, mas nada vos impede de partir à aventura para derrotar bichos ou apanhar itens e voltar ao novo segmento de história mais tarde.

fantasy-life-data-trailer-e3-pn-n_00004

Jogar com os amigos é sempre mais divertido e Fantasy Life sabe disso. Por isso podem contar com um Multijogador em mundo aberto onde podem juntar até duas pessoas. Apesar de sofrer de um pouco de lag e quebras de framerate, este modo é muito bem-vindo e mais um complemento para tornar a jornada em algo mais divertido. Além de jogar directamente, existe uma ferramenta que permite partilhar em tempo real os vossos feitos com os amigos como uma espécie de Tweets automáticos.

A nível visual, Fantasy Life faz lembrar jogos como Dragon Quest ou Pokémon X e Pokémon Y. A vista tem uma perspectiva aérea e os gráficos são algo cartoon, a puxar a Dragon Quest IX. Este visual colorido e bonito não é inédito em jogos da Level-5 e é possível ver que alguns elementos foram aproveitados de jogos como Professor Layton.
Sonoramente, a música é muito boa, com músicas que se aplicam bem à maioria dos momentos e mundo que estão a visitar.

fantasy-life-novas-imagens-trailer-pn-n_00022

Depois de passar várias horas no mundo de Reveria, explorar as várias vidas e visitar várias zonas, dei por mim muito mais investido neste mundo do que alguma vez estive em Animal Crossing. Fantasy Life tem muito para fazer e poucas limitações de quando e como o fazer, além disso, adiciona a vertente de acção e RPG que me faz querer continuar a jogar e partir para o terreno para matar mais bicharada e recolher mais itens.

Se gostaram de Animal Crossing, mas sempre quiserem que tivesse um pouco mais de acção e liberdade, então não precisam de procurar mais. Fantasy Life é um jogo que vos vai encher as medidas. Está na altura de arranjar mais uma vida.

Positivo:

  • Vários estilos de jogabilidade para explorarpn-recomendado-ana
  • Mundo aberto para explorar à vontade
  • Uma história de fundo que dá significado ao jogo
  • Sentimento de recompensa ao evoluir a personagem
  • Centenas de horas de jogo

Negativo:

  • Início algo lento
  • São obrigados a mudar de vida para falar com os mestres da classe
  • Multijogador sofre de alguma quebra de fluidez

pn-muitobom-ana

Share

You may also like...

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
error

Sigam-nos para todas as novidades!

YouTube
Instagram
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x