Análise – Donkey Kong Jr.

A génese de Mario data a 1981 com o lançamento de Donkey Kong para as arcadas, e mais tarde na NES e outras plataformas. Donkey Kong conta a história de um gorila que rapta Pauline, a namorada de Mario – conhecido neste jogo como Jumpman. Cabe então a Jumpman atravessar os vários níveis para tentar recuperar a sua namorada. Ao passar os quatro cenários, Jumpman salva Pauline e acaba por enjaular Donkey Kong para que não rapte mais ninguém, curiosamente, o símio tem um filho, DK Jr, que não fica muito contente com o sucedido e fará de tudo para libertar o seu pai.

Esta tentativa em libertar o seu pai deu origem a uma sequela, Donkey Kong Jr, onde numa mecânica de jogo semelhante a de Donkey Kong, vamos tentar libertar o símio da sua jaula e vingar-nos de Jumpman.

O jogo continua a ser de plataformas, só que ao invés de desviarmos e destruirmos barris, vamos ter que atravessar o cenário agarrando vários elementos do cenários, desde ramos até pedaços de metal. Donkey Kong Jr. requer uma enorme calma porque para chegarmos ao cenário teremos que ter um cuidado extremo com DK Jr que morre a partir de qualquer tipo de inimigos e pequenas alturas.

Mario estará no topo do cenário com Donkey Kong na jaula e a atirar todo o tipo de objectos para nos fazer perder, desde armadilhas metálicas, pássaros, até choques eléctricos. Apesar de serem apenas quatro, os cenários irão variar bem como aumentar em dificuldade, sendo que o último baseia-se em simplesmente colocar as chaves nas fechaduras para salvar Donkey Kong e derrotar Jumpman.

Donkey Kong Jr. continua um jogo excelente para os fãs e os modos de restauro incluídos na plataforma Virtual Console são uma adição muito útil, mas mesmo assim, é um jogo muito difícil de recomendar aos restantes. Primeiro por ser um jogo demasiado curto, segundo porque a jogabilidade também não é a mais acessível. Ao contrário do original Donkey Kong, em Donkey Kong Jr. iremos morrer mais vezes dada à fragilidade de DK Jr, e dado ao facto da personagem ser algo difícil de controlar.

Se forem fãs, então por 4,99€ vão ficar com uma versão excelente de Donkey Kong Jr. para relembrar as vezes que quiserem. Os que nunca experimentaram o jogo e estão à procura de algo para se divertirem, então esqueçam este jogo, existem outros bons jogos para experimentarem no Virtual Console.

Positivo:

  • Clássico incontornável
  • Interessante ver Mario como “vilão”
  • Apesar de poucos, os cenários são variados

Negativo:

  • Jogabilidade demasiado frustrante
  • Difícil no geral
  • Sistema de colisão fraco

Share

You may also like...

error

Sigam-nos para todas as novidades!

YouTube
Instagram