Análise – Adventure Time Explore the Dungeon Because I Don’t Know!

adventure-time-explore-the-dungeon-because-i-dont-know-ana-pn_00006

Análise Por: ShadowDust

Em 1994 inciaram-se as transmissões de TV Cabo em Portugal e três anos volvidos veio o Cartoon Network, um canal onde eu e as outros da geração de 90 íamos buscar os desenhos animados mais adultos e rebuscados, como Samurai Jack, Dexter’s Laboratry ou Cow & Chicken só para citar alguns de muitas dezenas que nos fizeram sintonizar naquele canal, sempre na sua língua original. Hoje em dia o canal já transmite na língua de Camões e as animações adultas e rebuscadas deram lugar a outras mais “calmas”, mas ainda assim há séries que ainda me fazem ligar o canal nº 47 da minha box como é o caso de Adventure Time.

Precedido por “Adventure Time: Hey Ice King! Why’d You Steal Our Garbage?!” e “Regular Show: Mordecai and Rigby in 8-Bit Land”, dois jogos que variam entre o razoável e o bom, a WayForward Technologies tinha agora o seu mais ambicioso projecto, Adventure Time: Explore the Dungeon Because I DON’T KNOW! … e eu não sei porque é que este projecto não foi parado na fase inicial…

adventure-time-explore-the-dungeon-because-i-dont-know-ana-pn_00002

A premissa de Explore The Dungeon é do mais simples que há. Antigos inimigos da Land of Ooo estão a escapar da masmorra do castelo da princesa Bubblegum e não sabemos porquê. Cabe ao jogador explorar os 100 níveis da Secret Royal Dungeon, que se encontra infestada de inimigos e antigos conhecidos da série, para chegar ao fundo da questão. Ao início temos 4 personagens jogáveis Jake, Finn, Marceline e Cinnamon Bun e vamos desbloqueando mais personagens à medida que vamos derrotando os vários bosses que se encontram espalhados pelos níveis da masmorra.

Se a premissa é simples, a jogabilidade simples é. Cada vez que entramos na dungeon temos de limpar o nível de inimigos e alcançar as escadas para descer para o nível seguinte, bem ao estilo de “The Binding of Isaac”. Mas ao contrário deste excelente jogo, Explore the Dungeon não varia nada de nível para nível. Os mapas são sempre iguais e os inimigos não diferem ao longo dos 100 níveis (ocasionalmente temos um nível que é apenas um boss mas mesmo esses não trazem desafio nenhum ao jogador) que temos para explorar que tornam o jogo aborrecido demasiado depressa. Juntando o design fraco e algo preguiçoso está uma jogabilidade também ela demasiado simples quando comparado com os outros jogos do mesmo género. Temos um ataque básico (melee), algumas armas (tanto podem ser melee, como espadas de bambu, ou ranged, como uma pistola de gatos) e um ataque especial que metade das vezes não funciona e na outra metade é inútil. Por exemplo, enquanto jogava com a personagem Jake, cujo o poder é fazer spawn a uma arma, o meu poder especial coloco-a num sítio do mapa onde eu nunca conseguiria alcançar.

adventure-time-explore-the-dungeon-because-i-dont-know-ana-pn_00003

Outra das coisas que ficou algo desleixada no jogo é o balanceamento das personagens. Como disse anteriormente passei o jogo com a personagem Jake cuja habilidade passiva dele é poder saltar por cima dos buracos pequenos. Esta habilidade, pensei eu, daria bastante jeito para aceder a zonas do mapa onde estariam armas ou tesouros (unidade monetária do jogo) apenas para 15 segundos depois saber que a Marceline tem esta habilidade inata sem gastar nenhuma habily slot e que para além disse o poder passivo dela era absorver projécteis.

Não só as personagens são desniveladas como também os monstros são demasiado fortes a partir de um certo ponto do jogo. O jogo foi claramente desenhado para o co-op mas não qualquer tipo de balanceamento para quem quiser jogar a solo.

adventure-time-explore-the-dungeon-because-i-dont-know-ana-pn_00004

No departamento sonoro está mais uma prova da falta de criatividade dos produtores. As músicas são altamente repetitivas e apenas mudam quando mudamos de área, coisa que só acontece quando voltamos ao castelo da princesa Bubblegum ou a cada 20 niveis. No entanto é de prezar a WayForward por utilizar as vozes originais das personagens da série e do dialogo humorístico se manter fiel ao espirito da série.

Graficamente o jogo não é mau mas também não é nada fora de série. Propondo-se a trazer um jogo com aspecto retro foi uma medida eficaz da WayForward que assim se livrou de os fãs esperarem algo de inovador ou criativo. E mesmo assim não conseguiram fazer algo simples sem vários erros como inimigos descerem escadas, invisible walls que não deveriam lá estar ou paredes que lá deveriam estar e não estão. Por exemplo, a meio de um nível fui contra uma parede mas esta não me bloqueou o movimento permitindo-me sair fora do mapa e chegar ao outro lado sem ter de passar pelos inimigos. E enquanto isto acontecia o sprite da minha personagem passava da imagem do Jake para as outras personagens jogáveis que eu já tinha desbloqueado.

adventure-time-explore-the-dungeon-because-i-dont-know-ana-pn_00001

Adventure Time: Explore the Dungeon because I DON’T KNOW! É um jogo que se pressupôs a ser algo desafiante e divertido, mas apenas consegue ser simples e aborrecido. Se já jogaram 1 nível de Explore the Dungeon apenas precisam de multiplicar essa experiência por 99 e têm a experiência completa do que este pequeno pedaço que milking é.

E para aqueles que gostam de uma análise resumida Adventure Time : Explore the Dungeon Because I DON’T KNOW é UNACEPTAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAABLEEEEEEEE!

Positivo:

  • Elenco sonoro original
  • Humor característico da série presente nos momentos cruciais
  • Co-op local…

Pontos Negativos

  • Para sofrerem acompanhados
  • Extremamente repetitivo e aborrecido
  • Premissa simples e ainda assim falhada
  • Falta de criatividade patente durante o jogo todo

pn-mau

Share

You may also like...

Subscribe
Notify of
guest
8 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Silver4000

Yes my young padawan, let the rage come!

Lfo

Well there’s always the stick of truth 🙂

ShadowDust

No final do penúltimo parágrafo falta um ponto final (Só para o pessoal não pensar que o texto ficou cortado a meio =P )

Guilhathorn

Não me lembro de ter jogado nenhum jogo de séries do CN e que me tivesse marcado. I’ll stick with the cartoons. Já agora, passarem CN em português deixa-me muito magoado…

Kanudo

Agora faz análise de Unearthed 😛

Guest
ShadowDust
Mauricio M

Chega a ser triste, mas esta é a realidade do game. Tinha tudo pra dar certo, mas ficou extremamente simples sem nenhum objetivo.

error

Sigam-nos para todas as novidades!

YouTube
Instagram
8
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x