Análise – Tengen Toppa Gurren Lagann

Informação Global:

  • Episódios: 27
  • Ano: 2007
  • Produtores: Gainax, Aniplex, Konami, Half H.P Studio, Bandai, Bandai Entertainment
  • Géneros: Acção, Comédia, Mecha, Ficção Cientifica,
  • Idades: +13
  • Linguagem: Japonesa

Num mundo dominado por Animes como Naruto e One Piece, a Aniplex e a Gainax uniram esforços para tentar criar um novo Anime épico capaz de agradar ao público masculino e feminino, jovens e graúdos. Assim nasceu Tengen Toppa Gurren Lagann, um Anime carregado de combates, comédia recheada de inuendos sexuais (ecchi) e espectacularidade.

Tengen Toppa Gurren Lagann retrata a humanidade num futuro próximo que vive debaixo da terra, em pequenas aldeias, sem qualquer conhecimento sobre a superfície.
Numa dessas aldeias vivem Simon, um rapaz tímido que tem como profissão escavar os solos expandindo a sua aldeia, e Kamina, um jovem sonhador e lutador com uma ardente paixão pela liberdade. Ambos formam uma união como irmãos, criando a unidade Gurren Brigade para escapar da aldeia.

Entretanto o aparecimento de uma criatura que colapsa sobre a aldeia vinda da superfície, e de uma jovem, levam Simon e Kamina, juntamente com o auxílio de um robô Lagann encontrado nas escavações, a salvar o dia. Aliando-se a Yoko, a esbelta rapariga, estes embarcam na aventura do mundo de cima onde vão travar intermináveis batalhas contra os Beastmen pelo direito de viver na superfície. Entre monstros e a humanidade, reina a lei do mais forte.

A história é bastante simples, cheia de emoções bem conseguidas, que vão da alegria à tristeza em menos de nada, tudo isto explorado ao limite. Temos partes em que existem discursos completamente impossíveis, sem um sentido inicialmente perceptível  mas mesmo assim, têm um sentimento épico que é difícil igualar. Tudo parece extremo, rápido e sempre no limite, com muita coisa a acontecer ao mesmo tempo. Não é simplesmente um Anime Shonen Mecha, é mais que isso, chega mesmo a ser uma paródia ao estilo do que outra coisa. Partes sérias, partes mais ecchi, partes parvas, calmas, dramáticas, aqui encontram de tudo um pouco. Estamos constantemente a ser bombardeados com acontecimentos e personagens novas, as quais conseguem cativar e surpreender o espectador.

Sendo um anime Shonen, podem contar com personagens idiotas que não se deixam prender por limites, que têm como objectivo o impossível e mais além, que se riem perante a morte e sonham alto com sorrisos na cara. Embora Yoko seja uma das grandes favoritas no geral, outras como Kamina, Nia ou Kittan acabam por ser grandes chaves para o desenvolvimento da série. A evolução de cada um mediante o decorrer da história é notória, a série conseguiu combinar as fraquezas do ser humano com a personalidade de cada um, criando identidades únicas que acabam por complementar as restantes. Na parte central do Anime, alguns episódios acabam por abrandar a velocidade da série, no entanto, toda a força e essência do Anime acabam por regressar perto do desenlace final.

Quanto à animação, esta é sólida, robusta, e até algo “underground” com bastante estilo o que acaba por atrair e ajudar Tengen Toppa a marcar a sua posição. O desenho e cor está no mesmo registo que os animes mais actuais, com cores vivas e atraentes, traços sólidos e animação bastante fluída. Apesar do desenho não ser explorado ao detalhe, alguns bons pormenores das personagens (especialmente a Yoko) vão ser um regalo para os fãs do género.

Sonoramente, Gurren Lagann é ir além do impossível, como tal engloba uma música épica e algum hip-hop/rap de “intervenção” para acompanhar os combates, os separadores ou até alguns diálogos, no meu caso, reconheço que não faz bem o meu estilo, mas dei por mim a repetir “Row Row Fight the Powah!” juntamente com o Anime. As vozes estão no ponto com boas interpretações de cada personagem, tendo até a presença de actores conhecidos como: Kamina/Konishi Katsuyuki (Laxus de Fairy Tail, Hisagi de Bleach e Lloyd de Tales of Symphonia), Simon/ Kakihara Tetsuya (Natsu de Fairy Tail, Amaimon de Ao no Exorcist e Tenma de Saint Seiya Lost Canvas), Yoko/ Inoue Marina (Rei de Highschool of the Dead, Alicia de Valkyria Chronicles e Yozora de Boku wa tomodachi ga sukunai) e por fim Viral/ Hiyama Nobuyuki (Ikkaku de Bleach, Kouta de Highschool of the Dead e Hiei de Yu Yu Hakusho).

Coragem, sacrifício, dedicação, lutas, explosões, amizade, e discursos exagerados de conquista do universo, isto podia resumir Tengen Toppa Gurren Lagann. Este é um daqueles Anime que nos deixa um sorriso na cara e uma vontade imensa de viver e continuar a lutar por mais e mais. Mesmo não sendo grande fã de Mechas, admito que este conquistou-me totalmente. É raro um Anime nos agarrar de imediato por ser tão épico como este. É deveras uma série a não perder. Altamente recomendado!

Positivo:

  • Desenvolvimento da história é interessante e cativante
  • Animação e efeitos visuais estupendos, originais e únicos
  • Momentos e combates épicos
  • Personagens exploradas ao limite
  • Mexe com os sentimentos do espectador
  • Time Lapse
  • Temas musicais catchy

Negativo:

  • Abrandamento do espírito épico a meio da série
  • Personagens introduzidas ao “pontapé”
  • Por vezes sufoca o espectador com a sua velocidade

Share

You may also like...