Análise – Puyo Puyo Tetris

O género de construção de puzzles é um dos mais antigos da indústria e um dos maiores exemplos clássicos disso mesmo é Tetris. Lançado em dezenas de plataformas, formatos e spin-offs, Tetris tem como base uma mecânica intemporal que ainda hoje consegue manter os jogadores agarrados a ele.

Por isso mesmo, não é de estranhar que uma vez mais Tetris esteja de regresso, agora aliado a Puyo Puyo, outra série que conseguiu conquistar um grande número de seguidores e fãs, especialmente pela forma rápida como se processa e a sua veia competitiva.

Ao contrário de outros jogos de Tetris mais recentes, Puyo Puyo Tetris leva a coisa para um patamar diferente. Em vez de ser um jogo sério e com ideias mais conversadoras, é fácil perceber que Puyo Puyo é o motor e Tetris o convidado de honra, apostando na velocidade e caos.

Puyo Puyo Tetris é um jogo completo, não se baseando apenas em modos simples. Aqui podem jogar uma campanha inteira com uma história totalmente tresloucada que mistura personagens de Puyo Puyo, com outras inspiradas em Tetris. A narrativa está recheada de momentos bizarros, conversas parvas e situações que parecem ter sido retiradas de um qualquer Anime. Pode não ser uma obra prima no que toca a narrativa, mas é competente e diverte.

Fora da campanha, existem os modos típicos que podem jogar sozinhos ou com amigos. Estes podem incluir até 4 jogadores ao mesmo tempo e é possível jogar tanto em Tetris como Puyo Puyo dependendo dos modos. Existem coisas como mudança de áreas de jogo entre Tetris e Puyo Puyo em tempo real, outros que envolvem items que atrapalham o adversário e até batalhas de combos para “dar dano” aos adversários.

A verdade é que Puyo Puyo Tetris é um jogo altamente divertido, seja a jogar sozinho ou acompanhado. No entanto, é claro que o formato de Tetris é um pouco menos entusiasmante que o de Puyo Puyo, que senti ser muito mais desafiante e divertido do que o formato de Tetris, aliás, ter um frente a frente com dois jogadores onde cada um escolhe uma das vertentes, quem joga com Puyo Puyo parece estar em vantagem.

[Vejam-nos a jogar Puyo Puyo Tetris em uns conta os outros!]

A versão de análise que joguei corria na Nintendo Switch e isso é uma mais valia. Embora seja possível jogar com outras pessoas nas outras plataformas, o simples facto de terem multijogador imediato com outra pessoa em qualquer lado é um verdadeiro ponto alto. Cheguei a jogar fora de casa com amigos, no carro e até à espera da refeição. É algo que só tinha tido tanto impacto até agora com Snipperclips.

Em relação ao visual, Puyo Puyo Tetris é um jogo visualmente cheio de cor, com personagens engraçadas e menus acessíveis. Os jogos decorrem de forma fluída e com efeitos que encaixam bastante bem. No que toca à música, temos faixas alegres e um leque de vozes que embora não sejam perfeitas, são também elas o ideal para o estilo de história e personagens que estão disponíveis.

Mesmo que Puyo Puyo mostre ser muito mais divertido que Tetris na maioria dos casos e nem todos os modos sejam dignos de partidas em simultâneo, os modos principais e a oferta de dois estilos de jogo, fazem de Puyo Puyo Tetris um jogo fácil de recomendar para quem gosta do género.

Positivo:

  • Muitos modos para jogar
  • Multijogador frenético
  • Dois tipos de jogabilidade
  • Multijogador em qualquer lado na Switch

Negativo:

  • Momentos de combate na campanha “porque sim”
  • Tetris parece estar em desvantagem
  • Ligação online cai ocasionalmente

Daniel Silvestre

Fã de jogos, filmes, anime e coisas do género. Jogo desde que me lembro e adoro RPG. Tenho uma grande colecção deles que tenciono acabar. Talvez um dia no lar da 3ª idade.

More Posts - Website

Follow Me:
TwitterFacebook

Daniel Silvestre

Fã de jogos, filmes, anime e coisas do género. Jogo desde que me lembro e adoro RPG. Tenho uma grande colecção deles que tenciono acabar. Talvez um dia no lar da 3ª idade.