Senador americano diz que “videojogos são um problema maior que as armas”

Os Estados Unidos são uma das maiores potências militares e económicas do mundo, mas um país precisa de ser governado por alguém, e as coisas não parecem bem quando uma pessoa como Lamar Alexander, um senador americano do partido Republicano diz algo como o vão poder ver no vídeo desta notícia.

O MSNBC conduziu uma entrevista ao senador sobre as a questão recente da violência, armas e meios de entretenimento e ao qual o senador respondeu.

“Eu vou esperar e ver todas estas propostas. Acho que os videojogos são um problema maior do que armas, porque os jogos afectam as pessoas. Mas a primeira Emenda [constituição] limita o que podemos fazer com os videojogos e a segunda Emenda limita o que podemos fazer com as armas.”

Resumindo, este é um dos senadores de um dos países mais poderosos do mundo, como tal, alguém precisa de ter em atenção o que diz num meio como a televisão.

Bem sei que um jornalista não deve exprimir a sua opinião, mas Vejam este momento de pura ignorância em acção por vocês mesmos.

Latest posts by Daniel Silvestre (see all)
Share

You may also like...

Subscribe
Notify of
guest
16 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
DiogoBosingwa

Ainda não soube de ninguém que tenha sido morto por um Blue-Ray

Tiago Ferreira

Engasgado por um bolo rei se calhar, mas também não vi nenhum a ser morto por um Blu-ray xD

Pewds

Acho que depende mesmo das pessoas. Conheço pessoas que são afectadas por tudo o que vêem, seja jogos violentos, filmes violentos ou outra coisa qualquer.

tylarth

É pá desculpem lá se o que vou dizer vai cair mal a alguém mas, porque raiu é que o velho não se reforma para a cova?

Politica o maior problema é a geração dos avós quererem impor a vontade sobre a geração dos netos; sempre foi e sempre será o problema destes meios de poder. Ou seja o tempo não é estagnado e abdicar do poder ui ui. Não me alongo mais com politicas senão nunca mais acabo.

Mas o que à a retirar daqui é que segundo este senhor é mais provavel morrer (ou maior risco ou como quiserem interpretar) com um dvd na goela do que com um balázio na cornadura.

disqus_y4pjXezCr8

Ao ler o titulo suspeitei logo que fosse republicano

CopoLavado

A primeira imagem descreve muitíssimo bem este senhor.

Porra’, parece o Mário Soares, nunca mais bate a bota.

LFO
Shinig@mi

Genius. Quero ser como ele quando for grande. É melhor do que me tornar no primeiro serial killer que usa como arma DVD’s/BD’s/UMD’s ou ainda melhor, um random game que tenha no HDD da minha PS3. Lethal Weapon indeed.

_GM_

Opá lindo…. mais um que para retirar as culpas das armas mete culpas nos videojogos…

Primeiro que tudo, não existe nenhum estudo definitivo que comprove que os videojogos são a causa para agressão e violência em pessoas.E depois temos estes gráficos..

http://www.washingtonpost.com/blogs/worldviews/files/2012/12/video-game-chart-no-trendline.jpg

http://www.washingtonpost.com/blogs/worldviews/files/2012/12/video-game-chart-hypothetical-notation.jpg

http://www.washingtonpost.com/blogs/worldviews/files/2012/12/video-game-chart-with-trendline2.jpg

Portanto não se nota uma grande conexão entre Videojogos e crimes… Agora isto depende do ponto de vista pois há quem só tenha olhos para América e não queria saber de resultados de outros países… mas enfim.

A meu ver querem é vender mais armas do que já vendem… Já não é a primeira pessoa que vejo a dizer que o problema nãos está nas armas mas nos videojogos..

Ah e Daniel, dizes que um jornalista não deve exprimir sua opinião.. isso é o que basicamente vejo quando vejo um noticiário dos EUA..

David Amador

Então ninguem sabia que o Hitler ganhou aquelas ideias a jogar Age of Empires?

Darks

Estes gajos batem cada vez mais fundo e já ultrapassaram a barreira do ridículo. Mas como é que possível, onde quer que seja, que os videojogos sejam um problema maior que as armas? Afirmações como estas deixam-me profundamente transtornado e sinceramente já nem sei que mais hei de dizer.

“Acho que os videojogos são um problema maior do que armas, porque os jogos afectam as pessoas.” E obviamente que as armas não afetam as pessoas, claro. Toda a gente sabe que ter uma arma na mão não influencia ninguém, já jogar um videojogo é como falar pessoalmente com o Diabo.

Guilhathorn

É certo que conheço gente que já deu entrada em clínicas psiquiátricas por causa de jogar demasiado, mas a legalização de armas nos EUA é que possibilita a ocorrência de massacres que podem ter sido ou não inspirados em jogos. Mas lá está este asno pensa que o problema resolve-se cortando o que na sua opinião é a raiz, mas neste caso não é essa a raiz do problema. O que um jogo causa em uns poucos não causa a todos, agora o que uma arma faz a toda a gente é penetrar balas na chicha das pessoas. E já repararam que a solução que eles têm para problemas com armas é sempre a mesma: ripostar com ainda mais armas…

r2

Claro, no tempo dos cowboys eles andavam aos tiros mesmo por causa do RDR :/ Claro, a nossa história está repleta de violência e guerra e isso é culpa do COD….oh wait!não havia jogos nessa altura, apenas armas….hum estranho.Se video-jogos tornam as pessoas violentas os filmes e séries também…

Eduardo Costa

Eu acho que o homem tem razão afinal de contas é bem mais facil atirar com um jogo à cabeça de alguem do que uma Ak-47. Além de mais facil tambem é mais barato.
Fora de brincadeiras, o problema é que sempre que acontece algum massacre eles lembram-se que tem um problema sobre o porte e uso de armas, mas como não conseguem controlar essa situação porque está fora de controlo à muitos anos tentam suavizar, culpabilizando outra coisa.
Resumindo: FAIL

Maroan9

Eu passei as minhas tardes de infância a cortar cabeças, matar policias, criar as maiores confusões com um tanque de guerra, a violar prostitutas, e a ganhar dinheiro matando pessoas. Hoje sou um rapaz normal, estudante de Psicologia na Universidade de Coimbra, e uma pessoa muito, mas muito calma mesmo, que não se lembra de lutar com ninguém uma única vez. E sabem porquê? Porque tudo o que fiz na minha infância foi com um comando na mão, não com uma arma!!!! –‘

O problema não são os jogos, mas sim a educação que se dá a quem os joga!
Eu passava horas na minha PS2 a jogar GTA Vice City, mas a partir do momento que desligava a PS2 era uma criança normal, que gostava de brincar.
No entanto, se eu fosse filho de alguém que tivesse armas espalhadas pela casa, que me as ensina-se a usar e que NÃO ME ENSINA-SE O VERDADEIRO SIGNIFICADO DE USAR UMA ARMA, eu sairia pela porta fora e mataria pessoas, porque nunca ninguém me teria ensinado a distinguir o certo e o errado.
Mas como é obvio, os jogos apesar de toda a sua fama não se comparam ao cinema, ou à própria TV.

Quando houve a guerra do Iraque eu assisti a guerra na vida real durante meses, será que isso não influencia muito mais do que apenas jogar Call of Dutty, por exemplo?

Estes senhores que se calem e que deixem os videojogos seguir o seu caminho! Porque não existem GAMERS violentos. Existem pessoas violentas que aconteceu de jogarem de vez em quando!!!

error

Sigam-nos para todas as novidades!

YouTube
Instagram
16
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x