Sábados de Loucura #16 – O que jogaram até agora

Oh hey olhem toda esta gente em casa e sem nada para fazer.

Esperavam recomendações? Ah! Isso fica para outro dia. Embora valha mesmo a pena recomendar algo agora que falta pouco tempo para a quarentena terminar?

Eh. Não faz mal. Dependendo disto e daquilo existem pessoas que terão de ficar mais tempo em casa por isso nunca é tarde demais para recomendar algo.

Mas como disse. Fica para outro dia.

Então e qual é o tema de hoje? Nenhum. Isso mesmo. Nada. Half-Life: Alyx sai na semana que vem e o meu prometido artigo a falar sobre o jogo nunca saiu. Mas talvez faça um com as minhas primeiras impressões, quem sabe.

Estamos quase a entrar no quarto mês e honestamente em termos de videojogos não tem havido muito por onde pegar. Dragon Ball Z: Kakarot foi uma grande desilusão, ainda mais com o recente anúncio de que os DLCs serão baseados em Dragon Ball Super. E tudo o resto que tem saído até agora não tem sido muito interessante para deixar-me completamente agarrado.

Em termos de outras coisas que joguei Final Fantasy VIII tem sido muito bom, embora já fosse familiar com o jogo, e a minha recente volta por Black Mesa foi bastante satisfatória.

Falando em Black Mesa, acho engraçado que o jogo tenha sido oficialmente lançado perto da mesma altura que o novo DOOM, uma vez que ambos os primeiros jogos destes IPs também saíram perto da mesma altura e os dois contribuíram imenso para o género first-person-shooter.

Tirando isso tenho passado algum tempo a jogar a versão VR de Gal*Gun 2 e tenho a dizer que é a melhor experiência VR de sempre e rapidamente tornou-se num dos meus jogos favoritos. A sua versão normal não está má, mas aquele jogo foi mesmo feito para ser apreciado com a potência de um headset VR. Comecei recentemente Assassin’s Creed IV: Black Flag, e até agora tem sido o Assassin’s Creed que me lembro, embora acho que o combate tenha mudado um pouco. A história parece um pouco interessante por isso estou curioso em ver onde vai parar, mas o resto não me tem chamado muito,

Honestamente tenho demasiados RPGs a meio, e quero ver se os completo o mais depressa possível… pois tenho outros RPGs que quero começar muito em breve. É devido a isso que de vez em quando acabo por começar outros jogos de diferentes géneros e que sejam mais curtos, de forma a não ficar demasiado cansado de RPGs tal como aconteceu uma vez (e foi durante esse ano em que comecei a consumir anime, por isso não me queixo muito).

Vejam aqui os 5 artigos anteriores:

15 – AI Dungeon

14 – Bandas e YouTube

13 – Minecraft

12 – Summer Pockets

11 – Artigos

Share

You may also like...