PróximoNível: Jogos do Ano 2015 – As escolhas do Alexandre Barbosa

jogos-do-ano-2015-destaque-pn

Sejam então muito bem-vindos ao primeiro artigo dos jogos do ano 2015 do PróximoNível.

Este ano existiram algumas boas surpresas, algumas más surpresas e até jogos que ficaram no limiar da expectativa. De relembrar que para a minha lista apenas entraram jogos que eu joguei e agora, sem mais demoras aqui está a minha lista:

 

yoshi woolly world PN A 1

10 – Yoshi’s Woolly World

Yoshi’s feitos de lã num jogo de plataformas? Sim! Yoshi é a minha personagem favorita do universo Super Mario e então se for feito de lã ainda mais engraçado fica. Este é um daqueles jogos que eu estava à espera e não desiludiu. Yoshi’s Woolly World é uma aventura lãzuda e cheia de desafios que me mantiveram agarrados ao comando largas horas.

 

Rainbow Six Siege beta PN Antevisao

9 – Rainbow Six Siege

Desde que foi apresentado que Rainbow Six Siege conseguiu a minha atenção. Quem me conhece sabe perfeitamente que eu não sou grande fã de FPS multiplayer, mas existe uma razão para isso, a maioria dos jogos FPS online não tem uma estratégia sólida, consiste em vaguear por um mapa e disparar assim que vemos algo a mexer. E é aí que Rainbow Six Siege é diferente, este jogo obriga-nos a pensar em equipa e quer estejamos do lado das forças policiais ou dos terroristas há sempre maneiras diferentes de lidar com as situações apresentadas. Quando somos a unidade terrorista os primeiros momentos são sempre os mais assustadores, quando estamos sentados e sossegados num canto em silêncio há espera e começamos a ouvir passos no andar de cima ou explosões o meu coração bate com mais intensidade. Rainbow Six Siege é sem dúvida alguma um dos jogos multiplayer mais intensos deste ano.

 

rocket-league-rev-top-pn

8 – Rocket League

Ora aqui está um daqueles jogos que aparece do nada e se torna um fenómeno. A inicio achei o jogo bastante estranho e não muito apelativo, ora se eu não gosto de futebol e passo bem ao lado de jogos de carros isto não é para mim… Depois joguei e tornei-me num fã. Devo dizer que quem joga comigo nunca se esquece desse jogo.

 

the-witcher-3-wild-hunt-analise-review-pn-n_00053

7 – The Witcher 3 Wild Hunt

Não sou grande fã dos jogos anteriores, mas The Witcher 3: Wild Hunt surpreendeu-me bastante. Este era um daqueles jogos que quase me passou ao lado, mas felizmente a minha curiosidade levou a melhor e acabei por ter uma experiência inesperadamente positiva. Se me perguntarem porque é que devem experimentar The Witcher 3 a minha resposta passará por vos passar o comando do jogo e descubram vocês mesmos.

 

xenoblade-chronicles-x

6 – Xenoblade Cchronicles X

Só quero dizer que este jogo me tirou o fôlego na cinemática de introdução ao mundo de jogo, para um título de Wii U tem um detalhe absolutamente fantástico. O mundo de Xenoblade Chronicles X é bastante vasto e apelativo sendo um jogo em que facilmente nos perdemos durante horas. Pessoalmente adoro os sistemas de evolução e combate sendo uma mistura quase perfeita entre turnos e liberdade.

 

tales-from-the-borderlands-episode-5-pn

5 – Tales from the Borderlands

A história de Tales from the Borderlands é ridícula, os planos são ridículos e a acção é extremamente ridícula, mas é por isso que este é o melhor jogo que a TellTale alguma vez produziu. Neste jogo toda a essência de Borderlands foi condensada numa história fantástica que proporciona algumas das melhores cenas que alguma vez surgiram num videojogo. Tales from the Borderlands é uma caixinha de surpresas até ao último momento.

 

gunmanclive2

4 – Gunman Clive 2

Gunman Clive 2 entrou para esta lista desde o momento em que o terminei no inicio do ano. É uma experiência fantástica e se têm uma 3DS ou uma Wii U este é um título obrigatório. Há muito tempo que um jogo de plataformas não em proporcionava este nível de diversão.

 

bloodborne-analise-review-pn-n_00057

3 – Bloodborne

Sangue, suor e comandos partidos. Bloodborne não se deixa levar em cantigas e entrega-nos uma aventura sangrenta e complicada que nos obriga a ser cuidadosos com cada movimento. Por entre javalis, pessoas esquisitas e corvos que não voam o que não falta são mostrengos prontos para nos esfarrapar. Bloodborne é sem dúvida alguma um dos melhores jogos deste ano.

 

splatoon-analise-review-pn-3

2 – Splatoon

Quem diria que a Nintendo iria entrar no mundo dos shooter’s? Não só entrou como arrasou, Splatoon é um dos meus jogos predilectos no que toca ao multiplayer. Acção frenética e muito para pintar em jogos curtos e repletos de acção, o melhor de tudo é a facilidade com que se pode dar a volta a um jogo perdido, e Splatoon só tem vindo a melhorar com as actualizações. Começou por ser um jogo parco em conteúdo ams hoje em dia é um dos melhores jogos do ano. E já referi que a campanha tem um dos melhores Boss finais dos últimos tempos?

 

monster-hunter-4-ultimate-analise-review-pn-n_00011

1 – Monster Hunter 4 Ultimate

Monster Hunter é uma das séries que eu mais gosto, no entanto gosto mesmo é de jogar Monster Hunter com amigos, algo que foi quase impossível com Monster Hunter 3 Ultimate na 3DS. Eis que chega Monster Hunter 4 Ultimate com um modo online, e sem muita água. Uma história bastante engraçada, horas e horas de conteúdo e dlc’s gratuitos que foram sendo lançados mensalmente, para além de uma grande variedade de monstros e técnicas fazem deste o meu jogo do ano.

 

Estas foram as minhas escolhas para este ano, no entanto estejam atentos pois mais listas não tardarão.

Latest posts by Alexandre Barbosa (see all)
Share

You may also like...

Subscribe
Notify of
guest
2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Nirvanes

Quem não põe Rocket League no top não sabe o que é bom x) nº1!

alvexx

Deste top só joguei Tales from the Borderlands. Sem dúvida, excelente.

Quanto aos tops, é bom ver que são bem distintos entre cada elemento da redação 😉

error

Sigam-nos para todas as novidades!

YouTube
Instagram
2
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x