PróximoNível – Balanço Cinematográfico de 2013

2013-analise-cinema-pn-img

Bem-vindos ao balanço cinematográfico de 2013. Durante o ano, o PróximoNível procurou acompanhar as estreias mais importantes em solo nacional, disponibilizando uma análise por semana e tudo sobre o mundo da 7ª Arte. Visto que uma eleição dos melhores é imprescindível, a rubrica de cinema no site não abdica dessa oportunidade, aprumando, desde já, alguns parâmetros para um top justo e inequívoco. Teria sido útil ver todos os filmes, mas face a essa impossibilidade, os concorrentes são os filmes analisados ao longo do ano civil. Os requisitos para a avaliação implicam que tenham estreado em solo lusitano durante o ano de 2013 (incluiu filmes nomeados para os Óscares), longas-metragens (peço desculpa ais fãs de Blue Umbrella) e estreados nas salas de cinema (toda a gente sabe que o melhor filme do ano foi Sabores e Sentidos – Telefilme TVI).

Há uma ressalva a ter em consideração, os filmes funcionam como o vinho, o processo de degustação é sempre diferente da prova. A analogia defende a titubeante forma de lidar com uma história, que cresce em nós de forma imprevisível. Posto isto:

 

Os Bons

1º Lugar Rush

rush-analise-pn-img0

O filme de Ron Howard, baseado em factos reais, merce a distinção máxima do PróximoNível. Rush não é só um dos melhores filmes sobre desporto de sempre, mas um hino a todos os aspectos que compõem uma projecto cinematográfico. A realização é fantástica, a edição soberba, a direcção de fotografia imaculada, o ritmo da narrativa arrepiante e as interpretações estão “para lá de muito boas” (será uma injustiça tremenda se Daniel Brühl falhar a nomeação para o Óscar de Melhor Actor Secundário). É verdade que a realidade foi manipulada em favorecer a ficção, mas as decisões tomadas tornam a narrativa ainda mais empolgante.

 

2º Lugar Silver Linings Playbook

silverlinningsplaybook-analise-pn-img1

David O. Russell tinha tudo para narrar mais um romance lamechas e enfadonho, mas o realizador de The Fighter aplicou uma realização cruel, situada na zona cinzenta do politicamente correcto, que proporcionou um dos romances mais desconcertantes da história recente do cinema. Candidato aos Óscares da Academia, Um Guia Para um Final Feliz arrecadou uma nomeação para cada categoria de representação (feito inédito em 30 anos). Jennifer Lawrence e Bradley Cooper transcendem-se, num filme capaz de provocar sensações agridoces e dúbias, em que o final feliz oscila segundo a experiência de cada um.

 

3º Lugar Gravity

analise-gravity-pn-img0

À primeira vista, um dos melhores filmes de sempre. Depois da euforia, surge a sabedoria e a consciência, e Gravity é “apenas” um dos filmes do ano, e um dos melhores filmes de ficção-científica de sempre. A complexidade emocional em Gravity é semelhante à força gravitacional no espaço sideral, tonando-se curto que o máximo da carga emocional do protagonista seja navegar do ponto A para o ponto B, sem atravessar por dilemas morais ou escolhas exigentes (à excepção de uma cena). Não obstante, é uma viagem alucinante, que proporciona uma experiencia espacial de cortar a respiração. Uma abordagem paradoxal sobre a dimensão humana, que relata uma experiencia claustrofóbica no infinito do universo, onde o proto de abrigo é a nossa prisão estrelar. Chiça, que filme.

 

4º Lugar A Gaiola Dourada

a-gaiola-dourada-analise-pn-img0

O realizador Ruben Alves está de parabéns. A Gaiola Dourada encaixa que nem uma luva no panorama contemporâneo nacional, numa realidade em que cada vez há mais portugueses em outros destinos. A Gaiola Dourada relembra que Portugal é um país de emigrantes, que a nacionalidade portuguesa é um cunho poderoso, impossível de contornar. O filme mais visto em Portugal durante o ano de 2013, interpretou muito bem o peso da palavra, com uma realização à craque e representações brilhantes de Rita Blanco e Joaquim de Almeida.

 

5º Lugar Os Miseráveis

lesmiserables-analise-pn-img1

Tom Hooper, responsável pelo Discurso do Rei, encheu-se de brio e liderou uma das produções mais ousadas do ano. Com uma tarefa de loucos, Hugh Jackman (a meio do ano andou a cortar samurais às postas), Russell Crowe e Anne Hathaway cantaram ao som de uma orquestra sinfónica, culimando em momentos épicos, jamais alcançados em musicais. O género musical não agrada a todos, mas é inequívoco o brilhantismo em redor de um clássico da era moderna.

 

O Mau

After Earth

analise-after-earth-pn-img0

Sofrível e ridículo. Num ano repleto de ficção-cientifica (quantidade sem qualidade), M. Night Shyamalan ofereceu o pior. Enquanto Oblivion, Elysium e Pacific Rim orbitaram no razoável, After Earth distingue-se pela má realização, enquadramentos do arco-da-velha, com interpretações horríveis de Jaden e Will Smith, numa história insipida de um realizador descredibilizado. Safou-se Star Trek Into Darkness.

 

O Vilão

Man of Steel

man-of-steel-analise-pn-img0

Era o filme do ano. Até o mais erudito dos críticos de cinema estava à espera de ver o Super-Homem à tareia com alienígenas. Em parte, Man of Steel não desiludiu, mas decisões inacreditáveis prejudicaram um dos mitos da sociedade contemporânea. Qualquer nova criação, inspirada em material já existente, pode e deve acrescentar algo mais, mas uma história, na sua genética, não pode oferecer acontecimentos despropositados e aleatórios, como canela a cair num pastel de nata. Desde a dicotomia entre os pais de Clark, à preparação do clímax, as mensagens são confusas e complicadas de interpretar.

Por que motivo Walter White é tão popular? Apesar de sociopata, cruel, vaidoso e imprevisível, é um protagonista sem rodeios nos tópicos fundamentais de onde vem e para onde vai. O Super-Homem, nas mãos de Zack Snyder e David Goyer, está construído numa abordagem pseudoartística para não ser entendível, sendo assim, é impossível estabelecer uma relação de cumplicidade com o personagem principal.

Share

You may also like...

Subscribe
Notify of
guest
68 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
_GM_

Boa lista. Vários filmes daí que ainda não os vi. Já sei onde ir quando quiser ver um filme mas não sei qual.

mart88

Dos filmes que referes concordo com alguns, embora para mim o Pacift Rim não foi uma desilusão pois cumpriu o que acho que era pretendido (fora pequenos erros).
After Earth é mesmo mau, e juntava ao Ender’s Game pois para mim foi dos filmes que fiquei mais desiludido e na minha opinião um dos piores. Man of steel para mim foi demasiado injustiçado pois mais uma vez uns problemas foi um grande retorno do Super Homem (em parte comparo ao ultimo dark kinight).
Gaiola dourada foi para mim uma das surpresas do ano, ainda tenho de ver Gravity e Rush, mas só espero 2014 com tantos filmes de qualidade em 2013. Com muitos filmes a prometerem (Guardian Galaxy, Godzilla, Captain America, 12 years slave, Wolf of Wall street, American hustle entre muitos outros).

Edgar Silvestre

de uma forma mais crua, para mim o man of Steel foi uma montanha que pariu um rato. SPOILER ALERT, eu estou totalmente à vontade que o Super-Homem ande a torcer pescoços, é uma versão mais dark, tudo bem. Agora, a epifánia do Super-Homem resulta de uma família em perigo, for no reason, depois de demolir metade de uma cidade. WTF?! Foi claramente escrito por má vontade, depois do corte de relações com o Nolan, quem perdeu foi o público.
O Pacific Rim é giro, estava a lamentar o facto de quantidade não ter sido sinónimo de qualidade em 2013

mart88

O proprio Zach Snyder disse que o final não foi bem o pretendido mas SPOILER:
a morte do Zod tem muito mais significado neste do que no Superman II, a cena final onde mostra o Superhomem a destruir o drone e a mostrar acima da lei mostra bons indicadores para o aparecimento do Lex e o porque de combater o Batman. A unica coisa que não gostei muito foi o beijo a lane. Quanto a cidade destruida é normal quando combates dois seres com os poderes. E considerando o climax dessa luta é bem superior a muitos filmes que passaram este ano.
Só acho que este filme como Star trek sofreram muito com a nostagia dos fãs, não sendo perfeito conseguiram regressar grandes marcas aos tempos modernos. Tal como os Miseraveis e o Gravity (principalmente o 1º) muita gente adorou muitos odiaram.

alpha

man of steel foi um bom filme , tão-se a esquecer que é um filme de super-heróis e não é tanto saloio como filmes tipo demolidor , alguns do x-men , capitão américa etc,, quanto aos melhores filmes não pudia haver uma melhor lista concordo plenamente e vamos a ver se a sandra bullock não recebe um óscar de melhor atriz

Nirvanes

O Man of Steel é terrível, é muito pouco ‘Super Homem’ mesmo.

alpha

não e perfeito , mas em comparação com os outros filmes de super herois não é mau , além disso tem 7.4 no imdb , nao pode ser mau lol

Nirvanes

O que é que o IMDB tem a ver com isso? O IMDB não dita se um filme é bom ou mau… há tanto filme que tem menos que isso e é muito melhor que o Man of Steel…
O Dark Knight é melhor, e a maior parte dos filmes de super herois são mauzinhos, mas por exemplo o novo Spider Man é fixe, e pelo menos está bem assente sobre as suas raízes já este filme nem por isso. Distorce completamente tudo… o Super Homem nunca deixaria que se distruisse a cidade daquela maneira.

O Snyder realizou o Watchmen que é um filme de superherois bem melhor e que nunca deixa de respeitar o ícone que é a comic.

Silver4000

Jà viste o Amazing Spider Man?
Quanto ao Man of Steel concordo, o tipo simplesmente encontra o armàrio dos pais e… what? jà é o Salvador da pàtria? E depois o casalinho sempre forçado… nunca fui fã do Super Homem, mas o filme podia estar mesmo melhor feito.

Nirvanes

Vi e gostei mais do que os outros Spider Man, o vilão é que coiso… 🙂 mas pá é uma boa adaptação!
Eu também não sou fã mas porra o Super Homem é muito mais do que aquilo… há tanta coisa mal nesse filme. Vê aí o link que postei!

alpha

eu gostei do man of steel e detestei o amazing spider man achei que era desnecessário

alpha

e sim o imdb por regra dita se um filme é ou não bom .. um filme de acção que tenha mais de 7 normalmente é bom

Nirvanes

Não o IMDB não dita nada, o IMDB é apenas um aglomerado cotações que qualquer pessoa pode dar… A maior parte das pessoas nem sequer vota seriamente nisso.

Achaste que era desnecessário o quê?

alpha

desnecessário o amazing spider man não gostei , ok o actor protagonista é melhor que o outro cara de paspalho mas podiam ter feito uma história diferente

Nirvanes

Eu gostei do filme em si, a história é mais ou menos, não gosto muito do vilão. Agora o Peter está melhor, sim o Andrew Garfield é melhor que o outro gajo de longe, mas o retrato do homem aranha em si é que está melhor. Não acho desnecessário porque o último Spider Man já estava a descarrilar.

alpha

o homem aranha 3 ? eu gostei tinha vários bosses lol e uma introdução ao venom que é dos meus preferidos

Nirvanes

Eu gostei também, era longo e tinha vários vilões sim mas estava a perder o rumo. Esta saga vai ser melhor vais ver.

Silver4000

Tem coisas muito erradas com esse Top.

Nirvanes

Muito mesmo.

Silver4000

Belo canal, irei cuscar sobre os filmes que gosto.
Mas pronto a maior parte dos ”erros” é a tal plot Americana que jà me começa a enjoar, sempre repetida em todos os filmes, que me faz lembrar aquele episodio do South Park de quando o Stan fez Dez anos e tudo lhe parecia ‘caca’.
.
O novo Spider Man gostei mais que o antigo, este é mais jovem e mais confiante, e até gostei da ideia do vilao biologico, que se segue para o 2° filme, dà outro ar, e claro a cena da ponte, com a criança, uma grande cena, das melhores que vi ultimamente em filmes.

Silver4000

Man of Steel não achei grande coisa, era-me indiferente se não o tivesse visto.
O Wolverine que também diziam ser o maior, não o achei nada de especial, a plot sobre ele ficar imortal não foi nada trabalhada… filme overrated.
.
Este foi um ano com muito sci fy, vi o After Earth que achei razoàvel, filme interessante. O Pacific Rim que falhou em querer fazer plot quando aquilo era so luta de Mechas VS Aliens.
E o outro com o Tom Cruise que também foi razoàvel.
.
Dos que esperava ver so me falta ver o Gravity, Hunger Games, Hobbit e Hours. E espero que sejam melhores do que os outros acima referidos.

Lfo

Não achei. Em comparação com o primeiro, este está muito bom.

Silver4000

O Wolverine?
Meto-o ao nivel do primeiro, até gostei mais do primeiro.
.
é lindo ele ir para o Japão e isso, mas de repente a plot é ele a fugir com a outra e surpresa, acabam por se beijar e dormir juntos…
..
Ele està mortal e nem se faz muito caso disso, que deveria ser o tema do filme, que no fim acabou por ser ir salvar a ”princesa”…
Acho que podiam ter feito muuuuuiiiito melhor :/

Vasco Neves

O Silver Linings Playbook e Os Miseráveis, não são filmes deste ano, mas sim do ano anterior. Lembro-me perfeitamente de ver o Silver Linings em Dezembro de 2012, até porque foram 2 filmes galardoados com Óscares em 2013.

Amnesiac

Segundo o IMDb, ambos os filmes só estrearam em Portugal no início de Janeiro deste ano, ainda que em outros países já tivessem sido transmitidos no fim de 2012. Deve ser por isso que o Edgar escolheu colocar no top 😉

Vasco Neves

Mesmo assim acho pouco coerente! O ano cinemático começa logo após a cerimónia dos Óscares, se não teriam de ser colocados alguns filmes a candidatos a prémios em 2 anos. E tal como disse, eu recordo-me perfeitamente de ver o Silver Linings Playbook no final do ano de 2012!

Lfo

Mas não viste no cinema decerteza.

Vasco Neves

Leste por acaso a primeira parte do que eu escrevi?? -.-
E que raio tem a ver eu ver no cinema ou noutro sítio qualquer??

Amnesiac

Acho que ele quer dizer que deves ter visto uma release qualquer de um desses países onde estreou ainda em 2012.

Edgar Silvestre

Foi uma decisão Vasco, tinha de balizar os filmes e a cedisão foi feita de acordo com as estreias no ano civil. Silver Linings, Miseráveis e Django estrearam em 2013 em Portugal, apesar de serem de 2012. Quanto à flutuação dos filmes, eu não mudei de opinião por estar louco, ou assim parecido, mas há filmes que cerescem em nós e há opiniões que mudam.

Vasco Neves

Tudo bem em relação às opiniões mudarem por veres mais alguns filmes que acabas por gostar mais, mas também, como deves calcular, dizer que algo é o melhor de sempre tem de ser feito com alguma ponderação e reflexão, nunca “da boca para fora”. Principalmente tu, como jornalista/analista de cinema, devias de ter noção disso e não devias de usar essas palavras nas análises de qualquer filme, pois podes acabar por te desmentires como foi neste caso.

Edgar Silvestre

admito que seja verdade. As análises são escritas um dia depois de ter visto o filme, é fácil analisar os aspectos técnicos e a a história a quente, agora o impacto que o filme teve em mim, pode modificar. Mas defendo o que disse sobre o Gravity, na medida em que é um filme extraordinário, único e um marco no cinema

Amnesiac

Mas nesta lista apenas se equaciona os filmes que estrearam cá durante 2013, tal como o Edgar referiu logo na parte introdutória. Não interessa se aconteceu antes ou depois dos óscares.

Silver4000

Foram os filmes estreados em Portugal o ano passado.
Està escrito na 2a linha 😉

Vasco Neves

Eu sei, eu li isso.
Mas o filme é de 2012, não interessa se saiu cá em 2012. Além disso saíram mais filmes bem melhores que podiam estar nesta lista! Depois ainda há o cumulo de dizer que o Gravity é o melhor filme de sempre e depois aparece na 3º posição. Eu só estou a pedir coerência, mais nada.

Nirvanes

Tens de ver o Inside Llewyn Davis, é excelente!

Edgar Silvestre

eu sei, identifixo me com a escrita dos Coen

Nirvanes

Eu sou grande fã deles também. Podias ver e fazer uma análisezinha. É capaz de ser um dos meus favoritos deles neste momento. Uma autentica música folk em filme 🙂

Edgar Silvestre

está agendado para esta semana. já tomei os anti-corpos para o Timberlake. Fui ver o 12 Years a Slave e não tenho coisas simpáticas para dizer sobre o filme

Nirvanes

O Timberlake é um bom rapaz, e até é bom actor 😉 não tenhas medo! Serve bem o propósito dele!

Vou ver esse o quanto antes!

Amnesiac

Apesar de ainda não ter visto um único filme da lista (shame on me), gostei muito de ler o artigo. Hei de colmatar esta falha brevemente!

Edgar Silvestre

recomendo o Rush o mais depressa possível

ShadowDust

Not sure if pun intended or not xD

Jfm16

Bem o After Earth lembro-me de ter visto e ter considerado um filme absolutamente horrível quer em aspectos estéticos, quer em aspectos relacionados com a história e as personagens. Fora isso acrescentava aos maus World War Z pois apesar de ser um filme com bons efeitos especiais, se olharmos para a história, para as personagens e para o final (para além de o filme tentar fazer passar as cenas rapidamente para despachar) vemos que estes são medíocres.

Lfo

Conheces um filme chamado Waar?

Edgar Silvestre

não. é de 2013?

Lfo

http://nerdbastards.com/2014/01/01/the-people-have-spoken-2013s-top-50-movies/#IoFoAAJRrmfJUZFd.01
Vi esta lista ontem, e o tal do Waar está em 1ro lugar.
Nunca tinha ouvido falar dele.

ShadowDust

É um filme paquistanês de 2013. Só estreou no médio oriente, salvo erro

Nirvanes

Um à parte, nem tinha reparado que era o Daniel Brühl lol, já vi alguns filmes com ele. ‘Goodbye Lenin!’ e ‘The Edukators’, juntando ao do Tarantino claro. Ele é realmente um óptimo actor, não vi o Rush mas parece óptimo dentro do panorama habitual de Hollywood! Tenho de ver, mesmo não sendo fã de F1! Mas já que tocas no desperto, talvez o melhor filme que vi sobre desporto seja o ‘The Damned United’! Alguém viu?

Alistair

Eu já o vi, Nirvanes. Acho-o um bom filme, com óptimas interpretações (um fantástico Michael Sheen) e com momentos muito engraçados. Tem uma grande vitória: ser sobre futebol, mas também sobre muito mais. A personagem principal é muito bem trabalhada. Basicamente, são cerca de 90 minutos muito bem passados. Recomendo a quem ainda não viu!
Agora, se é o melhor filme de desporto de sempre? Bem, não sei. Ainda não vi o Rush e, pessoalmente, gostei mais do “The Warrior” e do “The Fighter” (nota: não sou um grande fã de desportos de combate). Já os viste?

Nirvanes

Aquilo é adaptado de um livro que dizem ser tudo mentira e algumas coisas foram ficção, mas achei muito bom! Sim o Michael Sheen é excelente nesse filme, e também no Frost x Nixon, os únicos dois que me lembro de ter visto com ele. É um bom actor!
Eu também gosto de futebol, o que mais me deixou surpreendido no filme pela positiva foram as cenas precisamente de futebol que estão incrivelmente bem criadas. Parece tudo tão genuino 🙂
Também não sei se é o melhor filme de desporto, mas é o melhor que eu vi quase de certeza! Esses nunca vi, de boxe que me lembre só o CInderella Man.

Alistair

Por acaso, não sabia que era baseado num livro. Interessante!
Nunca vi o Cinderella Man, mas aconselho vivamente os dois de que falei.

Marco Correia

até gostei do man of steel, tem algumas falhas de argumento (algumas graves até), mas até achei nice. o pessoal passou se todo por ele destruir a cidade e matar o zod, eu não percebo o problema, it’s a “new superman” so new rules, por mim era um superhomem vilão logo xD

Edgar Silvestre

o Man of Steel é divertido, a batalha no Kansas é fantástica visualmente, mas as emoções dos personagens forma coladas com cola UHU, entendo que o públco merecia mais

André O Maior

Bom top, mas também estranhei ver aí o “Guia para um final feliz” por não ser deste ano.

O melhor do Man of Steel são os efeitos especiais, que sinceramente são do melhor que já vi. De resto é um filme que gostei de ver, e tendo em conta o filme de 2006 (acho que é 2006) este até que é bem bom lol.

Nirvanes dizes que a maioria dos filmes de super-herois são maus? Discordo totalmente! Desde que a Marvel começou a vomitar filmes que a maioria dos filmes de super-herois são muito bons, mas claro, os gostos variam de pessoa para pessoa.

Nirvanes

A Marvel vomitar filmes é bom? Não percebo. A maior parte dos filmes de Super Herois são cash in por e duro.

Vasco Neves

Nem mais, com histórias vazias apenas para ganharem muito dinheiro à pala disso. Um exemplo bem plausível disso, são os Avangers, apesar de muita gente ter gostado, eu não achei esse filme nada demais. Tem exagero a mais, e é apenas um filme banal para fazer enriquecer os actores e os produtores/realizadores, porque é dinheiro fácil.

André O Maior

As histórias já estão feita há muito tempo.

Vasco Neves

Depende. Alguns filmes de adaptação de banda desenhada é bastante alterado para suscitar um maior interesse ao público e também para se adaptar, de uma forma geral, melhor ao grande ecrã. Muitas vezes alteram de tal forma que uma coisa não tem nada a ver com a outra.

André O Maior

O que é que uma coisa tem a ver com a outra? Agora um filme é mau por ser feito para render? Então se um filme for feito só por diversão vai ser muito bom?
Sim os filmes sao, em geral, muito bons. Não só os da Marvel. De há uns anos para cá tens Spider-Man (a saga mais recente e a menos recente), Iron-Man, Thor e The Dark Knight. Ou seja, 12 filmes de super-herois que estão muito longe de serem “mauzinhos” como tu disseste. Ainda há uma data de X-Men’s, uns bons outros maus. Se é para nos estarmos aqui a armar em exigentes mais vale ver um ou dois filmes por ano e poupa-se tempo e dinheiro.

Claro que também há os maus filmes (fantastic 4) e os menos maus (Capitao America), mas em geral os filmes de super-herois deste seculo são bons. E isto são tudo opiniões, como é óbvio.

Vasco Neves

A grande maioria dos que falaste, na minha opinião, apenas a saga The Dark Knight é que é bastante boa, as restantes são apenas razoáveis.
E sim, se os filmes fossem feitos a pensar na diversão e na arte em vez de pensarem apenas no dinheiro, hoje em dia tínhamos filmes fantásticos de todas as categorias, mas isto é exactamente a mesma coisa que acontece na música!

André O Maior

A saga The Dark Knight não é bastante boa, é a melhor. Os outros são bons também, mas pronto as pessoas gostam de fazer de conta que são exigentes só para parecer que percebem muito do assunto.
Esqueci-me de falar do Watchmen já agora, que para mim, foi o melhor filme do ano na altura.
Como eu disse antes, uma coisa não impede a outra. Pode-se fazer um filme a pensar na sua qualidade E no dinheiro que irá render. Aliás, ninguém faz um filme sem o intuito de ganhar dinheiro (tirando os amadores) e bons filmes não faltam por aí.

Nirvanes

‘mas pronto as pessoas gostam de fazer de conta que são exigentes só para parecer que percebem muito do assunto.’
LOOL. Claro, porque é verdade absoluta que os filmes de super herois são bons não é? 😉

‘Aliás, ninguém faz um filme sem o intuito de ganhar dinheiro (tirando os amadores) e bons filmes não faltam por aí.’
Se calhar devias ver outro cinema. Ninguém quer ter prejuizo, mas a escala é completamente diferente. Há quem os faça pela bem da arte, outros fazem pelo bem do entretenimento puro. Hollywood é uma industria de muito dinheiro. Vários grandes filmes, clássicos que nunca estes super herois serão, deram até prejuizo, mas têm um lugar cultural que é invejável. Criou-se o paradigma que cinema é só entertenimento, quando é uma arte. E a arte não é feita para render, é feita para apreciar.
Por isso é que nunca vais ver um filme desses de acção a ganhar um oscar importante… nem num ano muito mau.

Nirvanes

Mas achas que continuam a sair filmes de Super Herois porquê? Porque mais do que nunca rendem. Não é porque se pretenda fazer jus à comic, infelizmente é isso que acontece por isso é que todos os anos andam a lançar.
Um filme tem uma má intenção se for feito para render, sim. Tal como a adaptação do Thor para jogo foi má porque apenas e só usa o nome para fazer vender o jogo. Muitas vezes é o que acontece com os filmes de super herois, rendem bem porque são populares mas não são necessariamente bons.

São em geral muito bons para ti, mais nada. Pois, não são só os da Marvel, até porque os Dark Knight e o Watchmen que são da DC são de longe os melhores filmes de comic heroes de há vários anos.
Já contamos quase uns 20 filmes de super herois num espaço para aí de 10 anos, coisa nunca vista. E esta cena toda da Marvel à pressa, fazendo filmes forçados do Capitão America por exemplo só para juntar tudo num mega hype para um Avengers? Achas o quê, que foram feitos pela arte de fazer cinema? A particularidade do Dark Knight é que realmente era, ou tentava ser, mais do que uma máquina de fazer dinheiro. Tinha a vertente da Comic mas explorava tecnologia imax, e não era só efeitos especiais, estava bem escrita, tinha bons diálogos e acting em geral. Mais do que tudo, tinha uma atmosfera diferente, respirava-se algo mais.
Tu dizes que são bons em quê? Em aspecto? Em história? Os valores de produção de todos esses filmes de super herois são enormes, é muito dificil não serem tecnicamente bons. Hoje em dia podemos fazer de tudo.
Já viste o Sin City? É excelente, é tecnicamente muito bom, tem boa cinematografia, e é fiel à comic em vários aspectos.

ShadowDust

Bom top. Concordo com a maioria apenas trocava os miseráveis pelo Pacific Rim, não por ser melhor que o musical, mas porque o filme tem qualquer coisa de “Dumb Awesomeness” (ou Awesome Dumbness) que me cativa e me faz querer rever o filme vezes e vezes sem conta mesmo sendo contra filmes do género (ou contra o Michael Bay em específico =p )

Trocava também o primeiro com o segundo lugar, mas isso são coisas pessoais x)

Edgar Silvestre

o Silver Linings terá sempre um lugar especial

Alistair

Lista bastante interessante. Ainda tenho que ver alguns, mas concordo com o que disseste sobre a maioria. 😉 Bom trabalho!

Tiago Ferreira

É possível ver o teu filme Sabores e Sentidos em algum lado Edgar? Tou curioso para vê-lo.

error

Sigam-nos para todas as novidades!

YouTube
Instagram
68
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x