Novidades PS4 4K /NEO | Data de WoW: Legion

Hoje é dia de rumores, datas e apresentações!

Para começar, vamos falar das novidades da PS4K (Neo) e passamos para a data de lançamento de World of Warcraft: Legion.

Culminamos com a apresentação de Star Wars the Force Unleashed que vai ter lugar hoje na Fnac do Cascaishopping. Vejam mais informações aqui.

Comentem sobre as novidades em baixo.

Vejam outras novidades do dia aqui.

Latest posts by Daniel Silvestre (see all)
Share

You may also like...

Subscribe
Notify of
guest
6 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
JPMatias

Sinceramente, acho que a PS4K é uma ideia que pode ser perigosa para Sony. As pessoas compram consolas para terem alguma estabilidade no modelo durante uns anos, e este lançamento de uma versão superior põe essa mesma estabilidade em causa. É que esta PS4K é quase uma consola diferente, não é a mesma coisa da passagem de uma PS3 fat para uma PS3 slim, em que praticamente só mudava o design.

FoxRS

A Nintendo fez o mesmo com a DSi e com a new 3DS e os jogadores o que fizeram? Compraram a evolução. Quem não achou boa ideia não a comprou. Mas a Nintendo encheu os bolsos com produtos quase iguais a serem vendidos aos mesmos clientes num curto espaço de tempo. A Sony não quer ficar atrás, claro.

Se a Sony garante que os jogos vão todos correr na consola antiga (ao contrário do que fez a Nintendo), também não entendo porque ficarão chateados os jogadores que já possuem a actual PS4. Enfim, percebo o sentimento, claro, mas não há razão para ficarem preocupados.

Silver4000

O pessoal que já tem uma PS4 é que se queixa. Mas sinceramente, apenas uma melhor resolução de gráficos, esta PS4 “slim” não vai ter mais nada de diferente. So who cares?

Eu irei apanhar a primeira que me aparecer. Se a PS4 normal levar um corte de preço, então vem essa. Nem sequer tenho TV 4K (a minha nem 1080p dá) por isso…

Eu estou a ver isto como uma PS4 slim. O pessoal reclamou quando saiu a PS de 1TB, o pessoal reclama agora. O pessoal vai reclamar quando a PS5 sair. Está dito que não vão meter jogos exclusivos por isso não existe problema.

Vi ainda um ou outro comentário sobre as produtoras agora terem que trabalhar para duas novas PS4… se o PC consegue meter várias definições então porque não uma na Neo? Pelo que li o upscale para 4K é algo opcional, por isso podem sempre meter as opções tal como metem no PC….

Marco Correia

“Vi ainda um ou outro comentário sobre as produtoras agora terem que trabalhar para duas novas PS4… se o PC consegue meter várias definições então porque não uma na Neo?”

Hmm tendo em conta a qualidade de alguns PC ports eu não diria que o PC “consegue meter várias definições” xD
Obviamente a culpa é dos devs/publisher. Mesmo nas consolas a maior parte dos AAA têm sérios problemas no lançamento………nem quero imaginar com os devs a terem de fazer 2 versões……

“Pelo que li o upscale para 4K é algo opcional, por isso podem sempre meter as opções tal como metem no PC….”

Mas a PS4 não é suposto ser um PC, o que é okay. Muita gente se queixa de até nas consolas ser preciso patches/updates etc.., isso não me incomoda (se não for day 1 patch por o jogo já sair broken lel), se queremos jogos grandes é preciso isso.

Mas “semi-gerações”? PS4.5? wtf?? As consolas para mim já morreram a muito tempo mas isto é o prego no caixão (nem sei se o termo em português é assim xD), isto é a PS4 a demonstrar de uma vez por todas que quer ser um pseudo-PC, só que foleiro…….

TL;DR: Acho a PS4.5 uma ideia estúpida, ou vão balls deep no inicio da geração ou esperam.

https://twitter.com/notaxation/status/722487768291479554

Zalphor

Estava escrito nas estrelas que isto chegaria mais cedo ou mais tarde. Confesso que a única coisa que me surpeendeu é que aparentemente pela informação divulgada será mais cedo do que o previsto.

Ponto #1 – Não é a primeira vez, já foi por diversas vezes discutido aqui que desde o Mega CD, a Expanded Memory da N64, até à New 3DS que é um exemplo mais recente, existem vários exemplos com diferentes implicações, interpretações e resultados. Bem sucedidos ou não eles existiram, existem, e este é o próximo passo, a diferença é que chegou agora à “Vaca Sagrada” da PS4.

Ponto #2 – Desde as consolas 128bits que o paradigma das consolas mudou, já a Saturn antes disso aproveitava o leitor de CD’s para ler Música, semelhantemente a PlayStation, e isto porquê? Porque podiam, porque traz valor acrescentado para a consola. Os telemóveis que não faziam mais do que chamadas e mais tarde mensagens escritas tornaram-se autênticos Canivetes Suiços do “faz-tudo”, e a Dreamcast e a PS2 lançaram as primeiras bases, a 1ª ao estrear-se como a 1ª consola com conectividade online e a tirar bom partido disso, a 2ª que também obteve a mesma capacidade podendo também servir de leitor de DVD (Principal razão de ter comprado a PS2 na altura => FFX + Leitor de DVD = Sweet).

Ponto #3 – Com a internet como principal ferramenta de valor acrescentado na PS3 e na X360 e com excepção da Wii que precorreu o seu trilho maravilhoso até chegar a um beco sem saída por se ter tornado um sistema fechado, os restantes sistemas abertos tornaram-se, isso mesmo, abertos. O conceito de que os jogos eram esta coisa finalizada que não podia ter erros, foi ultrapassado pelo “faço agora corrijo depois” (como no PC) o surgimento de DLC’s em vez dos tradicionais embora ocasionais “Expansion Packs” tomaram lugar tal como… no PC… as actualizações de firmwares, o multitasking… Enfim será que é preciso continuar? A próxima geração ia ser PC…

Ponto #4 – Obviamente e sem surpresa, o velho ditado aplicou-se, “Não podes vencê-los junta-te a eles” as novas consolas são um PC, até os entusiastas dos PC’s podem encontrar semelhanças entre muitos Custom Builds Mini-ITX e uma PS4 ou XBOX ONE, correm em x86, tem a motherboard, memória, CPU, GPU, de uma marca de PC’s a AMD até temos as infamous Steam Machines que são a tentativa contrária de “Consolizar” o PC. Em suma, as consolas detém em praticamente todos os pontos a semelhança a um PC, sendo estes os pontos que as diferenciam:
A1) Titulos e Funcionalidades exclusivas (Mais valias da Marca);
A2) Sistema Operativo e sinergias com outros Serviços/Dispositivos da Marca;
B1) Non-Upgradable (Com expectativa de refinamentos da Máquina ao longo do tempo Ex: PS2 Slim)
B2) Máquina “Dedicada”, tendo uma experiência mais estável/fluida pela seu Hardware e Software limitado, fruto no entanto de gráficos também eles limitados, notando-se mais as suas limitações no fim-de-ciclo da consola.
C) Uniformidade da experiência (A experiência de jogar no PC tem uma flutuação muito maior, no sentido em que podemos estar a jogar com uma Gráfica muito poderosa ou não, jogar janela minimizada ou não, resolução X ou resolução Y fazem toda a diferença etc…) NOTA: O mesmo já começa a acontecer com as consolas devido ao facto de estarem cada vez mais parecidas a PC’s…

Ponto #4k/Neo – Chegamos então ao paradigma actual e que era de todo expectável para dizer mesmo, inevitável, ao que pessoalmente, dentro deste contexto, deixa-me bastante agradado, porque no momento em que as consolas eram “peixes” deviam então nadar na àgua, a partir do momento em que a consola evolui e vira “macaco” então porra, é melhor que trepe àrvores porque é isso que os macacos fazem, é óbvio que o macaco já não vai nadar da mesma maneira que um peixe, mas também consegue fazer tantas outras coisas que o peixe ninguém podia conceber a um peixe e, a todos os que se mostram agora preocupados com esta inevitabilidade, conscientes ou não da história, da evolução, do contexto, deixo uma afirmação e duas perguntas.

Afirmação – Para mim é óbvio que a Sony está a antecipar-se à Microsoft que com uma consola dita “menos poderosa” teria o maior interesse neste tipo de situação, e dizendo que não que não, queria mesmo era fazer isto, porque já percebmos que a manter-se assim não há Shared Network que lhes valha.

Pergunta #1 – Se chegámos até este ponto e os consumidores, que sim, é o que todos nós somos, se encontram desiludidos com a evolução natural das consolas, então, de quem é a culpa?

Pergunta #2 – A própria Xbox One, foi assim apelidada por ser vista como ONE DEVICE, not just one, but THE ONE, isto porque até representantes da Microsoft e outros visionários da industria reconhecem que neste contexto poderemos caminhar para um mundo sem consolas brevemente, isto porque se as consolas fazem tudo o o que resto faz, e o resto faz tudo o que as consolas fazem, o que as diferencia então e o que podemos esperar a seguir?

Respondendo às minhas próprias perguntas:

#1: Se tens uma consolas e pagaste por ela, a culpa é tua. Isto é como nos Terms & Agreements, you said yes to everything, disseste que sim em cada fase, e validaste a visão da industria até aqui, agora o passo natural e lógico é este, e portanto se queres viver no mundo das consolas enquanto ele ainda existe, get used to it, ‘cause it’s not going back. Sim, é natural que as pessoas estejam a ver a convenção do que as consolas são ou deveriam ser ameaçadas, but hey! Eu já conheço muita gente que via isso à 3 gerações atrás e as que ficaram lá atrás hoje chamo-lhes Retro Gamers.

#2: O que vem a seguir? Serviços. Até a Nintendo NX e os pontos da Nintendo já estão a ser alvo de suspeitas de que vem ai algo que já havia sido visionado como pre-rendering, em que uma pessoa em Rede, fruto da internet, tem acesso ao poderio gráfico de um ou outras máquinas que nos enviam a imagem e nós básicamente limitamo-nos a escolher o serviço como quem escolhe uma operadora de Telemóvel ou de Televisão que irónicamente são as mesmas, portanto levem disso a interpretação que quiserem, mas como eu disse, it’s coming, get used to it.

error

Sigam-nos para todas as novidades!

YouTube
Instagram
6
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x