Nintendo pode anunciar upgrade à Switch

A Nintendo planeia começar a produção da nova Nintendo Switch em julho e lançar o substituto atualizado para a sua consola, de já quatro anos, em setembro ou outubro.

A nova consola, pode ser anunciada antes da conferência E3, a partir de 12 de junho, para permitir que as editoras apresentem a sua gama completa de jogos Nintendo Switch no evento online.

As fábricas irão começar a embarcar o novo modelo – cujo nome comercial é conhecido apenas por um punhado de pessoas dentro da empresa com sede em Kyoto – já em julho e a produção está planeada para atingir um pico no trimestre outubro-dezembro. Isso apesar da escassez generalizada de semicondutores que afetou o fornecimento de tudo, desde automóveis a TVs, fones, e consolas, incluindo a própria Switch.

A Nintendo talvez queira competir pela atenção dos jogadores, já que tem uma nova geração de consolas apresentadas pelos rivais Sony e Microsoft em 2020. As máquinas PlayStation 5 e Xbox Series X aumentaram a fidelidade visual, a velocidade e o desempenho das suas predecessoras, e ambas têm oferta extremamente limitada desde o lançamento. Os rumores indicam que resposta da fabricante da Switch será atualizar a sua consola principal com um display OLED Samsung de 7 polegadas e gráfica Nvidia mais rápida que a atual Tegra X1 tornando-a capaz de 4K quando conectada a uma TV.

Componentes mais caros e custos crescentes na China devem elevar o preço da nova Switch dos 299€ que a consola tem, desde seu lançamento em março de 2017. Embora o preço final de retalho ainda não seja conhecido, os fornecedores esperam a sua receita por unidade a aumentar.

As ações da Nintendo subiram por seis dias consecutivos antes da quinta-feira, aproximando-se de seus maiores recordes devido às expectativas aparentes de um anúncio iminente do novo hardware.

Os fornecedores estão confiantes de que podem atender aos pedidos da Nintendo, apesar da contínua escassez de chips. As linhas de produção estão mais bem preparadas para a potencial mudança de componentes e as peças que a Nintendo está a usar estão sujeitas a menos competição do que as das consolas rivais

Ainda assim, a capacidade da empresa de atender à demanda do consumidor não será garantida, já que a escassez de drivers de vídeo e chips Bluetooth fez com que a produção da Switch parasse e recomeçasse várias vezes, disseram as pessoas. O presidente da Nintendo, Shuntaro Furukawa, disse na sua conferência de imprensa sobre os lucros, no início deste mês, que a demanda pela Switch continua alta e que a empresa não foi capaz de produzir quantas unidades desejava.

Todos este rumores que já vêm da Bloomberg há mais de um mês, parecem andar a ser alavancados por algumas ligações a desenvolvedores quererem apresentar os novos produtos na E3 e a Nintendo só teria a ganhar com a exposição do maior evento digital. Porém, não só são as editoras e as publicadoras, pessoas ligadas ao mundo da Nintendo também estão a prestar um silêncio estranho a estes rumores, conforme se pode verificar abaixo:

Já se encontram rumores das specs da futura Switch, por exemplo, um leak anterior fez referência a uma nova consola Switch que vem com um processador Nvidia Tegra Xavier personalizado, um SSD de 64 GB, suporte para vídeo 4K e duas portas USB-C. Mas também aponta para que tal consola seja uma máquina apenas para TV, o que parece improvável.

Existem também algumas descobertas recentes de GPUs portáteis que apontam para um futuro promissor para as próximas consolas portáteis, como a Switch. Espera-se que a Samsung e a AMD trabalhem num novo chip Exynos 1000 com placa de vídeo AMD integrada, o que pode dar à Switch  um grande aumento de potência se a Nintendo decidir optar por esse APU em vez do antigo chip Tegra X1 atual.

Apoiando a teoria OLED tivemos menção recente de uma novo consola Switch pelo chefe da Universal Display Corporation. Steven V. Abramson, o presidente e CEO da empresa, disse que a Nintendo estava a pensar em mudar para OLED pelos benefícios que oferece sobre LCD para contraste e tempos de resposta. É um bom sinal que, mesmo que a Nintendo não confirme nada, exista uma nova Switch a chegar.

De acordo com o analista Matthew Kanterman, da Bloomberg Intelligence, ele acredita que a Switch será pelo menos 100€ mais cara que o modelo atual.

“349,99€ vai aumentar a proposta de valor do dispositivo, mas ainda acho que a Nintendo pode impulsionar uma forte demanda mesmo a 399,99€.”

Assim, com muito para dizer, como de facto, é costume, a Nintendo só anuncia, quando é para anunciar.

Se pudessem escolher algumas specs, funções, etc… o que gostariam de ver na “nova Nintendo Switch 2, v3 ou Pro”? Ideias de nomes, já deu para ver que não faltam

André Miranda
Latest posts by André Miranda (see all)
Share

You may also like...

error

Sigam-nos para todas as novidades!

YouTube
Instagram