Então e os remakes de Pokémon Diamond e Pokémon Pearl?

Parece que foi ontem que os remakes de Pokémon Ruby e Pokémon Sapphire foram lançados, mas na verdade estavamos na geração da Nintendo 3DS e a poucos dias de 2015.

Desde que Pokémon Omega Ruby e Pokémon Alpha Sapphire chegaram às lojas, que um dos lançamentos mais aguardados tem sido os remakes de Pokémon Diamond e Pokémon Pearl. Algo estranho tendo em conta que é das gerações menos apreciadas pela maioria dos jogadores.

Como grande fã destes jogos e em especial de Pokémon Platinum, sou daqueles que quer ter estes remakes na Nintendo Switch, especialmente tendo em conta o histórial dos remakes de Pokémon que até são bastante bons. A Game Freak consegue quase sempre agarrar no que foi feito até à data nos jogos anteriores e colocar mecânicas que funcionam bem e se adaptam na maior parte dos casos.

Então se já lá vão 5 anos e vários jogos, porque motivo ainda não tivemos um Pokémon “Infinite” Diamond e Pokémon “Eternal” Pearl? Porque razão a The Pokémon Company tem vindo a demorar tanto tempo a lançar estes jogos?

A verdade é que nem está a demorar assim tanto tempo. Caso não tenham ido fazer as contas (como andei a fazer) Pokémon HeartGold e Pokémon SoulSilver (talvez dos dois melhores jogos da série até agora), foram lançados em Dezembro de 2009 e Pokémon Fire Red e Leaf Green em 2004. Ou seja, feitas as contas, existem quase sempre 5 anos de diferença entre remakes e como não Pokémon por Pokémon Let’s Go Eeevee e Let’s Go Pikachu na equação, as contas até que estão a bater certo.

De qualquer forma, existem certamente mais motivos e um deles está claramente relacionado com Pokémon Sword e Pokémon Shield. Não nos podemos esquecer que estes foram os dois primeiros jogos da série na Nintendo Switch e a Nintendo precisava que estes existissem para reafirmar a Nintendo Switch como a nova plataforma principal da companhia. Acontece que Pokémon Sword e Pokémon Shield até que venderam bastante bem, mas não foram exactamente bem recebidos. Se por um lado podemos pensar que a Nintendo só quereria saber do dinheiro, sabemos também que estes dão muita atenção à qualidade dos seus produtos e à sua imagem.

Por isso mesmo, o próximo grande jogo de Pokémon precisa de estar bem acima em termos de fasquia e a melhor forma de o fazer é com tempo e dedicação. A The Pokémon Company sabe perfeitamente que não é a colocar uns óculos 3D no Articuno que o problema se resolve. O próximo jogo principal terá de ser uma evolução de Sword e Shield e os DLC já foram um passo nessa direcção.

Assim sendo, os remakes de Pokémon Diamond e Pokémon Pearl são a paragem perfeita para dar mais tempo aos novos jogos e também cumprir os 5 anos entre remakes, festejando de igual forma os 25 anos de Pokémon. Ninguém está à espera que o grande salto de qualidade seja dada no Remake, especialmente tendo em conta que os remakes anteriores usaram os mesmos motores de jogo do jogo principal antes deles. Os remakes acabam por ser um salto de meia geração que mostram aos novatos um mundo que nunca jogaram e aos veteranos exactamente aquilo que eles esperam ao revisitar estes clássicos.

Com o lançamento de Pokémon Diamond e Pokémon Pearl este ano, a Nintendo tem espaço para trabalhar ainda mais um ano no novo jogo e responder à maioria das críticas. Mas existe mais uma pequena curiosidade que bate certo com um eminente anúncio destes jogos de Pokémon.

Caso não saibam, Pokémon GO é um dos jogos mais importantes de Pokémon actualmente, ao ponto de já terem revelados novos Pokémon e até outros eventos externos ao jogo. Mas se existe algo que estes jogos costumam fazer, é criar eventos ligados a outros lançamentos Pokémon. Sabem quais os lendários que menos apareceram em raids em Pokémon GO e que ainda nem têm Shiny no jogo? Exacto, Dialga e Palkia.

Heatran está constantemente a aparecer em Raids com a sua versão Shiny, assim como Giratina nas suas duas versões. Dialga e Palkia são tão raros de aparecer e o facto de ainda não terem Shiny é demasiado suspeito. Tudo isto leva a crer que estas versões serão lançadas para acompanhar o anúncio dos Remakes. Já não é a primeira vez que Pokémon GO faz este estilo de elo de ligação.

Juntando todas as pontas, como as datas, a celebração dos 25 anos, a necessidade de maior tempo de desenvolvimento do novo jogo e esta teoria rebuscada de Pokémon GO que faz sentido de qualquer forma, dão boas suspeitas para que Pokémon Diamond e Pokémon Pearl regressem este ano com os seus Remakes.

Além de tudo isto, também há outro factor importante. Já está na altura. Certo?

Latest posts by Daniel Silvestre (see all)
Share

You may also like...

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
error

Sigam-nos para todas as novidades!

YouTube
Instagram
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x