E se… a Dreamcast tivesse sido um sucesso?

e-se-a-dreamcast-tivesse-sido-um-sucesso-logo-2-pn-n

Vamos ser honestos, a Dreamcast teve bons jogos. Shenmue, Sonic Adventure, Jet Set Radio e mais uns quantos. E o seu hardware foi bem recebido pela crítica, mas infelizmente teve uma concorrência forte e sofreu devido a requerer mais trabalho para programar jogos. O que finalmente levou ao afastamento da Sega da secção de consolas, e a dedicar-se apenas a fazer jogos.

Durante os anos que se seguiram a Sega ainda chegou a fazer bom proveito de Sonic, e ainda novos IPs, como a série Yakuza e Phantasy Star, que já havia surgido na Dreamcast, mas Yakuza teve apenas o seu primeiro jogo na PS2. Caso a Dreamcast tivesse sido um sucesso e a Sega continuado a criar consolas, será que a série Yakuza existiria?

E que novos IPs é que iriam ser criados? Muito provavelmente os cross overs entre Mário e Sonic seriam ainda mais especiais, devido a serem duas companhias rivais, ou talvez não existiam de todo. Então e que inovações existiriam na nova consola da Sega? A Dremcast até que foi a primeira a inserir ligação à internet numa consola caseira. Será que a Sega adaptaria uma aproximação semelhante à Nintendo no que toca aos seus controlos?

O que acham? Se a Sega ainda estivesse no mercado das consolas, o que esta teria de diferente? Que IPs é que seriam o seu ponto de venda? Digam na zona de comentários.

Latest posts by Mathias Marques (see all)
Share

You may also like...

Subscribe
Notify of
guest
19 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
tylarth

A SEGA em termos de consolas sempre gostou muito de arriscar com a tecnologia e a Dreamcast a meu ver é uma espécie de ps 1.5 que falhou não só pela concorrência mas também pela facilidade com que é pirateada. Depois tinhas suporte online mas nessa altura ainda não estava criada uma boa base de utilizadores com Internet com interesse em utiliza-la com os serviços que a SEGA oferecia sendo alguns exclusivos para o Japão etc.

Hoje em dia se se tivessem mantido nas consolas acredito que estariam algures mais próximos de uma XBOX ONE com periféricos da Nintendo, isto porque a SEGA sempre gostou muito de exibir poder e misturar coisas estranhas e dado que logo a seguir à queda da Dreamcast fizeram uma quantidade enorme de ports e jogos para a XBOX original não me admirava que fosse esse o caminho a seguir. Pessoalmente também acho que a SEGA a ter-se mantido nas consolas hoje em dia estaria bem dentro do mercado japonês devido aos IP’s, mas teria uma forte dor de cabeça fora do Japão e provavelmente tanto a SEGA como a Nintendo andariam a comer-se uma à outra.

Ao mesmo tempo também temos que pensar que caso a Dreamcast se tivesse mantido a PS2 iria vender muito bem mas se calhar não iria vender tanto e provavelmente seria novamente a SEGA a entrar com uma sucessora à Dreamcast antes da XBox 360. Por isso o mercado estaria bem diferente.

Lord Lusos

O problema da SEGA foi a malta começar a ver PS em todo o lado! “Dreamcast a meu ver é uma espécie de ps 1.5” É insultuoso!

tylarth

Tens noção que a Dreamcast é uma consequência do sucesso da PS1 e de a SEGA querer a todo o gás ganhar terreno antes que aparece-se uma PS2, certo? Daí eu falar em PS1.5 muito por culpa do grafismo que está exactamente entre uma PS2 e uma PS1.
E até parece que a SEGA não usou marketing para passar a perna à Nintendo no inicio dos anos 90, é lixado quando aparece alguém que faz o mesmo anos mais tarde.

Lord Lusos

O grafismo da Dreamcast em nada fica atrás da PS2!

stika

Honestamente, a Xbox e a Xbox 360 foram uma continuação das features criadas na Dreamcast. Provavelmente a Dreamcast 2 não seria muito diferente.

Lord Lusos

Não tem nada a haver a visão de uma companhia para a outra.

stika

Eu diria que até são muito semelhantes. Ambas apostavam no mercado ocidental. Ambas apostam no online. Aliás, a Dreamcast até usava o Sistema operativo Windows. E as consolas Sega sempre usaram CPUs que já existiam no mercado ao contrários da Sony e Nintendo que desenvolviam ou mandavam desenvolver os seus próprios.

É verdade que também têm muitos pontos de divergência, mas honestamente, se a Dreamcast 2 tivesse ocorrido eu digo que seria uma Xbox 360 mas com mais exclusivos porque a Xbox 360 partilhava muitos dos seus jogos com o PC

Lord Lusos

Apostavam no mercado ocidental porque a SEGA nasceu nos EUA e por razões fiscais mudou a sede para Tóquio. A SEGA sempre foi uma companhia à frente do seu tempo apostou no online tal como a Sony isso faz da Sony semelhante à Microsoft?! Usou Windows CE foi uma opção a Sony usava Linux não sei se continua a usar! As diferenças são abismais em tudo o resto a Microsoft compra exclusivos a SEGA cria-os e a única que tinha um posicionamento equivalente ao que a SEGA tinha é a Nintendo, se querem ver parecenças só as há desta forma SEGA e Nintendo as outras duas enfim.

stika

As razões pelo qual uma ou outra usavam o Windows ou apostavam no Ocidente é indiferente. Para o consumidor final é tudo a mesma coisa.

A Sega não era estranha nenhuma a comprar exclusivos. Já o fazia desde os tempos da Master System e continuou a fazer até aos dias da Dreamcast. Aliás, muitas das conversões arcade de jogos Sega que vês nas suas consolas foram feitos por estúdios Third Party.

Durante os anos Dreamcast, a Sega basicamente viu-se livre de quase todos os seus estúdios internos. Em vez disso passaram a ser estúdios third party. Por isso é que jogos como Rez também foram lançados para a PS2.

Honestamente, não sei porquê tanto choque. Eu adoro a Sega e tenho as 4 consolas Sega, mas as semelhanças entre a Sega e a Microsoft são muito intrigantes.

Aliás, agora é que me lembrei, muito gostava a Sega de lançar os seus jogos no PC. Golden Axe, Altered Beast, Sonic CD, Sonic 3 e Knuckles. Todos esses jogos foram lançados para o PC durante os anos Mega Drive quando a sega estava a ganhar muito dinheiro.

Aliás, durante os anos Saturn até criaram uma sucursal que se focava exclusivamente no PC

Lord Lusos

Estás completamente errado! A SEGA utilizava os seus estúdios e as suas IP’s de jogos Arcade quando fez o port para a Dreamcast! Jogos Arcade SEGA criados e desenvolvidos pela SEGA transportados para a SEGA Dreamcast! Quando a Sega deixou de fazer consolas aí sim foram as Third party que fizeram os ports para a Xbox e PS2. Quanto aos estúdios da Sega foram naturalmente redimensionados, enquanto uns desapareceram outros cresceram como foi o caso da Sonic Team.

stika

Aí é que te enganas. O port do Virtua Fighter 3 da Dreamcast por exemplo não foi feito pela Sega 😉

E quem diz Virtua Fighter 3 diz muitos outros para todas as suas consolas como Manx TT Superbike, Virtua Racing para a Saturn, etc.

Lord Lusos

Na caixa do meu virtua fighter 3tb só fala em SEGA e AM2! E seja como for todos os jogos que falas são todos criados e desenvolvidos pela SEGA e os seus estúdios muito diferente da Microsoft que compra os estúdios para ter as ip’s ou compra a exclusividade como são os casos de Halo, Gears of War, Fable, Forza etc.

stika

Na caixa diz Sega e nos créditos diz Genki: http://www.youtube.com/watch?v=td2vOwHxZsQ&t=14m23s

E mais uma vez repito. Isso não muda muito do que a Sega fazia que contratava estudios externos para desenvolver os seus jogos. Streets of Rage 2 não foi desenvolvido pela Sega. A Sega apenas apoiou, mas quem fez o jogo foi a Ancient.

A saga Shining Force também não foi feita pela Sega, foi feita pela Climax. A Sega é que pagava pelos jogos.

EDIT: Já agora, devo frisar que o Forza não foi comprado. Foi um estúdio fundado pela Microsoft.

Lord Lusos

Como é que a SEGA pagava a estúdios externos se o jogo era criado e desenvolvido pela AM2? Quanto ao Forza é verdade, mas hoje para amanhã o estúdio lembra-se e faz como a Bungie que também era propriedade da Microsoft !

http://www.agil-retrogaming.fr/3265-15482-thickbox/virtua-fighter-3-tb.jpg

stika

Vamos por partes:

1º A Genki fez o port do Virtua Fighter 3 para a Dreamcast. Isso está provado lendo os créditos do jogo. E muita sorte temos nós em saber isso porque a Sega tinha muito a mania de contratar estúdios externos para fazer os seus ports e não lhes dar crédito. Se não acreditas vai á comunidade Sega 16 e pergunta sobre isso.

2º A Genki, sendo o estúdio externo, obviamente não fez o port do Virtua Fighter 3 de graça. Têm de pagar salários e fazer lucro, como tal a Sega contratou-os para fazerem o port

3º A Sega contratava com frequência estúdios externos para criarem exclusivos para consolas Sega. Alguns exemplos são a Ancient que fizerem a saga Streets of Rage e a saga Beyond Oasis. Tens também a Climax que fez a saga Shining entre outros. Outras vezes contratava estúdios para fazerem apenas ports dos jogos arcades e âs vezes comprava os estúdios. Um bom exemplo disso é a SIMS que era um estúdio independente comprado pela Sega para fazer ports como o Outrun 2019 entre outros.

4º Estúdios não estarem felizes com a empresa mãe é algo que pode acontecer com qualquer software house. Tens muitas equipas que saíram da Nintendo, Sony e Microsoft ou estúdios fechados pela Nintendo, Sony e Microsoft. A Sega não é exceção. A Climax por exemplo, criadores da saga Shining Force não estavam satisfeitos com a Sega. Por isso é que a sequela do Landstalker foi exclusivo Super Nintendo. Por isso é que o seu primeiro jogo 32-bits foi exclusivo Playstation.

Lord Lusos

Whatever, fica com a tua.

stika

Não sei porque é que estás surpreendido. Não sei se sabes mas aproximadamente metade dos jogos que supostamente foram desenvolvidos pela Sega para as suas consolas vieram de estúdios third party

Vou dar-te exemplo para a Mega Drive que é a consola que eu estou mais familiarizado:
Afterburner 2
Afterburner 3
Beyond Oasis
Gain Ground
Galaxy Force 2
Landstalker
Shining in the Darkness
Shining Force
Shining Force 2
Streets of Rage
Streets of Rage 2
Streets of Rage 3
Wonderboy IV
Wonderboy IV in Monsters world (jogo diferente do Wonderboy)

E isto sou só eu a ir de cabeça

Daniel Silvestre

Boa pergunta.

É quase certo a SEGA ainda estava por cá e se calhar o espaço ia ser demasiado pequena para todas. Será que outra companhia ficava pelo caminho?

A Nintendo conseguiu superar a GameCube com a Wii. Talvez, a Dreamcast tivesse feito o mesmo pela companhia,

Agora é imaginar todos os exclusivos SEGA que não tinham saído em outras consolas. Coisas como Yakuza e por aí a fora.

Lord Lusos

Olhando para o mercado actual, a SEGA era rainha incontestada do mercado, nesta nova geração de consolas é só remakes e ip’s já existentes os jogos da SEGA seriam a lufada de ar fresco que o mercado precisava, basta olhar para a própria Dreamcast, ninguém nega a qualidade dos jogos que a Dreamcast tem mesmo hoje 15 anos após o lançamento, o único defeito foi as pessoas na altura terem trocado uma Consola por um leitor de dvd! Ainda hoje jogo na minha Dreamcast Shenmue 1 e 2, Jet Set Radio, Skies Of Arcadia, Sega GT, MSR, Sonic Adventure 1 e 2 Toy Commander, Sega Rally 2 etc é só escolher tem um catálogo magnífico!

error

Sigam-nos para todas as novidades!

YouTube
Instagram
19
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x