Cartaz de Cinema (20/12 a 26/12)

Na ressaca da estreia mundial de O Hobbit – Uma Viagem Inesperada, cuja análise podem ler aqui no Próximo Nível, estreia finalmente em Portugal uma parelha de filmes que já atingiu os cinemas nos Estados Unidos no mês passado, nomeadamente A Vida de Pi e Hotel Transilvânia. Mais modestas mas igualmente interessantes e a ter em atenção são as estreias de Holy Motors (mais um filme francês) e On the Road, ou Pela Estrada Fora.

Obrigatório

A Vida de Pi – Life Of Pi

Do Best-Seller de Yann Martel, surge pelas mãos de Ang Lee (realizador de Sensibilidade e Bom Senso e O Tigre e o Dragão) A Vida de Pi. A história evolui de um desastre em alto mar onde os dois únicos sobreviventes são um jovem e um tigre. A Vida de Pi terá direito a análise no Próximo Nível.

 

Talvez

Hotel Transilvânia

Da Dreamwork Studios, Hotel Transilvânia é um projecto de Genndy Tartakovsky que conta a história de Drácula (voz de Adam Sandler), pai de Mavis (voz de Selena Gomez, a ex… ou futura, actual ex-namorada de Justin Biber), que é o dono de uma mansão onde habitam os lendários monstros do nosso imaginário (Frankenstein, Lobisomem, Esqueletos…) e numa abordagem inspirada em Monstros e Companhia da Pixar, estes monstros têm medo de humanos, (aposto que não estão à espera desta…) até ao dia em que surge um humano chamado Jonathan (voz de Andy Samberg) que vai lançar o alvoroço no Hotel Transilvânia.

Talvez o apetite para ver este filme fosse maior no Dia das Bruxas, mas tendo em conta que já vem uma sequela a caminho, merece uma atenção especial.

 

As incógnitas

Holy Motors

Da mente perturbada que nos trouxe Tokyo! e Mauvais Sang, chega aos cinemas portugueses a nova longa-metragem do francês Leos Carax, Holy Motors. De que se trata o filme? Ainda é um mistério até para quem viu Holy Motors, mas segundo o que conseguimos apurar, Monsieur Oscar (interpretado por Denis Lavant) é uma personagem que vai atravessar uma multiplicidade de papéis desde a madrugada até ao final do dia.

No elenco podemos encontrar nomes conhecidos do grande ecrã, como Eva Mendes e Kylie Minogue. Holy Motors é mais um filme francês a rasgar o plano internacional e a angariar adeptos para o cinema surrealista.

 

On The Road – Pela Estrada For a

Do realizador brasileiro Walter Salles, estreia em Portugal, On The Road – Pela Estrada Fora. Um filme protagonizado por uma nova vaga de actores que procura afirmar-se no estilo dramático: Garrett Hedlund (Tron Legacy), Sam Riley (Control) e Kirsten Stewart (Twilifght).

On The Road conta  a história de Sal (Sam Riley), um escritor que vagueia pelo país e que encontra Dean Moriarty (Garrett Hedlund) e Marylou (Kirsten Stewrt), cujos estilos de vida vão baralhar as experiencias e compreensão do mundo para Sal.

Share

You may also like...

Subscribe
Notify of
guest
24 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Bruno Pereira

Tava à espera de tanto do On the Road por causa do trailer, o qual adoro, e saiu tão fraquinho…

Leonsuper

Ainda nem sequer vi o trailer xD Mas a sério? É pena, gosto do Sam Riley. Tem um papel muito bom no Control e também está no Franklyn, um filme de que gostei bastante. :

Edgar Silvestre

O Riley se não ficar muito vaidoso pode ser um dos melhores actores da geraçao dele.

Nirvanes

WOW não tinha reparado que era o actor que faz de Ian Curtis!!

Edgar Silvestre

a critica nos estados unidos considera o filme curto. o trailer parece um pouco centrado numa personagem cuja transformação, nºao aparenta ser cativante. vou pesquisar mais e talvez veja mais tarde

mart88

O hotel transilvania parece ser um bom filme de animação, agora a vida de pi pelo menos em termos de fotografia parece genial, os efeitos especiais parecem brilhantes e vamos ver se a história é comovente o suficiente.

Edgar Silvestre

já vi o filme e estou a escrever a analise da Vida de Pi. posso adiantar que já comprei o livro

RegularGillian

Vi numa ante-estreia o Holy Motors e é desde já o meu filme do ano.

Edgar Silvestre

também estou muito curioso, não farei uma analise, mas tenciono ver

Nirvanes

Vou ver 🙂 Para mim é o Amour!

Edgar Silvestre

o cinema francês a bombar, temos de ir todos estudar para Paris

Nirvanes

Já o foste ver Edgar? Nunca mais disseste nada.

Na verdade o Amour representa a Austria, mas está em parceria com a França 🙂

Edgar Silvestre

o Amour ainda não vi. Fui ver a Vida de Pi

Nirvanes

Como disseste ‘Cinema Francês a bombar’… pensei que tinhas visto! Quando e se vires já sabes, diz qualquer coisa!

RegularGillian

Vou ver hoje o Amour, estou com grandes expectativas.

Nirvanes

Fixe, depois diz o que achaste é podes ir ao tópico dos filmes vistos ultimamente onde escrevi uma análise/ crítica ao filme:)

Nirvanes

Acho que o Holy Motors é um bom filme, na próxima semana estarei no cinema a vê-lo concerteza. Mas duvido que suplante o Amour… para mim o filme do ano!

E acho que o On the Road pode ser interessante, intriga-me pelo menos… pode ser que também o veja.

Destaco também – e acho que devias editar o tópico com isto Edgar – o relançamento do Vertigo de Hitchcock nos nossos cinemas – http://cinecartaz.publico.pt/Filme/18321_vertigo-a-mulher-que-viveu-duas-vezes. O filme que foi considerado o melhor filme de sempre por uma das mais prestigiadas revistas de cinema – Sight and Sound – onde são os realizadores que votam.

(Devo dizer que me irrita profundamente a forma publicitam a Vida de Pi com a Paradise dos Coldplay… fazem-no fazer um filme de ‘fantasia’ ou um filme para crianças… mas parece-me mais do que isso!)

Edgar Silvestre

A Vida de Pi é muito mais do que isso, há um profundidade filosofica fantastica e vou começar a minha analise identificando o que é a Imagética Simbolica no cinema, para conseguir contextualizar o que senti com o filme. Em relação ao vertigo, tomei conhecimento mas fiquei na dúvida se era coerente incluir, provavelmente vou falar do filme quando estrear o Hitchcok. Para mim a grande innovação do vertigo foi a introdução de uma ténica de filmagem que é o zoom a ser operado na direcção contrária do travelling. Isto é: + zoom, travelling atrás, ou -zoom, travelling á frente. para criar aquela sensação de vertigem/loucura, desiquilibrio

Nirvanes

Precisamente por isso é que o trailer é uma coisa que fica completamente à quem do filme. É um trailer muito mau, parece-me.
Quando estrear o Hitchcock? Não entendi. É um especial?
Adoro essa cena vertiginosa, não sabia que era dessa forma que se fazia… realmente o Hitchcock era um homem muito inteligente. Eu a pensar que era uma lente especial ou algo do género… 🙂

Edgar Silvestre

vai estrear o filme do Hitchcok com o Anthony Hopkins a fazer de Hitchcok e a Helen Mirren e Scarlet Johanssen. Estreia a7 de Fevereiro em Portugal

Nirvanes

Ah sim! Já tinha visto mas não me estava a lembrar… vou ver com certeza 🙂

FoxRS

Ontem fui ver o Cloud Atlas e achei bastante interessante. Um bocadinho complicado, mas dá para acompanhar. x)

Havia uma tipa ao meu lado que, no intervalo, estava a contar o filme ao namorado e eu achei que tinha demasiado detalhe e estava preocupado que ela já soubesse a história, então virei-me para ela:

-“Desculpe, mas já viu o filme antes?”
-“Como?”
-“Já viu o filme?”
-“Não, mas li o livro.”
-“Ah, ok. É que tenho medo que conte para lá do intervalo.”
-“Ahhh.. não, não, eu só li até ao intervalo” (wtf?)
-“Ok, então fico contente. Desculpe interromper”

Apanho com cada uma…

Arez

Então Fox, tda a gente sabe que os livros tbm têm intervalos a meio 😛

Edgar Silvestre

isso foi um momento à Twilight Zone. Uma pessoa que só lê os filmes até metade. Se tiveres interesse temos a análise ao cloud atlas aqui no site.

error

Sigam-nos para todas as novidades!

YouTube
Instagram
24
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x