Análise – WRC 4

wrc-4-ana-pn_00009

Ao longo das últimas temporadas, a chegada de um jogo de WRC era sempre feita com pompa e circunstância, tendo até lugar na televisão.

Estranhamente, a edição deste ano passou bastante ao lado das luzes da ribalta e chegou algo “camuflada” pela calada, entre outros lançamentos de peso e sem grandes entusiasmos ou exibições.

wrc-4-ana-pn_00015

Quando isto acontece, é algo demasiado suspeito e o resultado não costuma ser o melhor. Felizmente, WRC 4 até nem está tão mau como a sua aproximação silenciosa leva a crer.

Criado novamentente pelos estúdios da Milestone, WRC 4 surge no encalce de WRC, o qual conseguiu dar um espetáculo convincente no ano passado. Se é possível ver que a algumas coisas melhoraram, outras ainda precisam de ser afinadas.

wrc-4-ana-pn_00012

Para começar, o modo Carreira é bastante melhor que o anterior e segue as pisadas do que foi incluído em Moto GP. Neste vão começar como um piloto Wildcard que procura um dia de glória para arrancar um contrato de uma temporada. O encadeamento entre funções não é tão intrusivo como em Moto GP e só após cada Rally completo é que voltamos ao escritório par ler as notícias, consultar os emails e conferir as tabelas de classificações.

Subir na carreira é bastante recompensador, especialmente porque as classes de Rookies e WRC menos elevadas são bastante mais acessíveis e preparam bem o jogador para cada um dos escalões seguintes. Quem não percebe muito bem do estilo de condução em Rally vai poder interiorizar algumas técnicas com as máquinas menos poderosas antes de partir para as competições a sério.

wrc-4-ana-pn_00007

Fora da carreira, WRC 4 engloba os modos clássicos do género. Existe o Quick Race que escolhe de imediato uma pista e carro aleatório, o Rally onde podem fazer apenas etapas ou competir na pele de um piloto de Rally, o Multijogador online e o modo MyWRC para consultar as vossas estatísticas.

A condução em WRC 3 tinha sofrido uma melhoria considerável e a Milestone parece ter aproveitado o feedback para manter o mesmo sistema, embora com um peso maior para cada carro e uma maior interacção com os vários estilos de pistas e composição. Embora pareça por vezes que os carros estão a deslizar pela estrada, a sua interação com cada tipo de piso é convincente e a mudança entre piso escorregadio e o piso sólido (alcatrão limpo por exemplo) é mais que óbvia.

wrc-4-ana-pn_00016

Porém, os senhores da simulação vão torcer novamente o nariz a WRC 4, pois a Milestone volta a deambular entre a simulação e a jogabilidade arcade, e continua a parecer-me que a vertente arcade continua a sair mais favorecida. Talvez exista receio de impor uma curva de aprendizagem tão acentuada num jogo que também pretende apelar aos fãs mais casuais desta competição. Eu aprecio o balanço entre as duas vertentes, mas percebo que possa afastar os verdadeiros puristas.

A nível de licenças, podem contar com quase tudo e mais alguma coisa. Desde as marcas oficiais de carros presentes e licenciadas com a vasta maioria dos seus pilotos e 13 Rallies que compõem a temporada (onde nem falta o nosso Rally Vodafone português).

wrc-4-ana-pn_00005

As pistas, embora não sejam a recriação exacta de cada traçado, tentam ser uma boa representação da maioria das zonas e usam isso em favor também da diversão. Com a próxima geração esperamos que a coisa fique ainda mais sólida e real.

Visualmente WRC 4 tenta adicionar alguns pós mágicos quando comparado com a versão do ano passado, mas isso não é de todo suficiente. Os carros e pistas oferecem um bom detalhe, mas continua a ter muitos modelos que parecem ter migrado da geração passada e um efeito pouco natural e algo granulado na imagem, que a afasta de um registo mais vivo (como é óbvio, as imagens presentes neste artigo foram tratadas como tal faz com que pareça bem melhor do que é).

wrc-4-ana-pn_00014

As músicas dos menus e modos foram bem escolhidas e só pecam por serem poucas o que as repete por imensas vezes. As vozes que servem de tutorial e do co-piloto são boas e tenho a dizer que o barulho dos carros é música para os ouvidos de quem gosta do desporto automóvel.

A experiência que tive com o online de WRC 4 não foi de todo a melhor. Tive vários problemas de ligação aos servidores e quando entrava demorava algum tempo a encontrar partidas disponíveis que por acaso até funcionaram sem problemas notórios.

wrc-4-ana-pn_00017

Outro problema que preciso de apontar são os loadings enormes e constantes que são oferecidos de bandeja, especialmente no modo carreira. Não só nos deixam imenso tempo à espera, como ainda por cima não existe hipótese de instalação que ajude a melhorar este problema.

Tal como a edição do ano passado, WRC 4 é um jogo bastante sólido que não deixa nada mal o desporto que representa. É verdade que não consegue competir de forma directa contra os melhores jogos de corrida do mercado, mas dentro do seu segmento, é seguramente dos melhores.

Positivo:

  • Aproveita bem a licença oficialpn-recomendado-ana
  • Modo carreira bem consegido
  • Boa sensação de velocidade e reacção dos carros
  • Mistura bem conseguida entre arcade e simulação
  • O barulho dos carros está muito bom

Negativo:

  • Loadings enormes
  • Visual precisava de mais “chama”
  • Online sofre de alguns problemas
  • Ainda não foi este ano fãs de simuladores

pn-bom-ana

Share

You may also like...

Subscribe
Notify of
guest
12 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Henrique Leal

Eu ADOREI o WRC3! pelas musicas, som dos carros (principalmente os estralos do escape), visual de BD que achei bastante interessante, os menus bastante faceis, o modo de historia (que comecavamos com um carro de stock e depois iamos desbloqueando e melhorando o nosso carro) e a jogabilidade que nao e’ extremamente realista mas era um equilibrio bastante bom! comprei para xbox360 e psvita (arrependime para a psvita porque nao tem modo historia..)

porem WRC4, apenas joguei o demo, reparei que melhoraram muitas coisas, E o que achei bastante notorio foi a jogabilidade, se antes estava arcade, este novo apesar de continuar um pouco arcade, esta sem duvida muito mais real! o que desgostei, foi realmente as musicas .. estao muito serias.. ate de mais! o anterior tinha umas musicas muito fixes e divertidas!

para resumir, e’ o melhor jogo de rally actualmente, (desde o WR3!)

Daniel este jogo merecia um Muito Bom pelo menos 😀 visto que tambem e’ recomendado!

(desculpem os erros de ortografia e acentuacao, o meu pc e’ que UK e nao tem acentos nem sedilhas.)

FoxRS

Cedilha é com C. 😀 Não tens desculpa, ahahah. xD jk!

Henrique Leal

XD essa falhou ehehe

Daniel Silvestre

Estava à espera que comentasses a análise Fox! 😀

FoxRS

Eu já estava a meio de um texto quando chegou o boss e tive que parar. Vou agora voltar à coisa. 8) eheheh

Daniel Silvestre

Por acaso ainda me continua a parecer demasiado arcade e eu consigo notar isso porque não me dou lá muito bem com simulação pura e dura. Sou assim aquilo a que podemos chamar de um “azelha” embora tente fazer o meu melhor.

Até pensei num muito bom, mas tendo em conta alguns dos problemas desta versão optei por recomendar aos fãs de Rally e corridas, mas deixo com um aviso de que podia ter sido feito mais.

Quem sabe para o ano na próxima geração 🙂

Cumprimentos!

Henrique Leal

eu penso que deve ser pela camera que usas, deves usar a vista aerea, eu uso vista no capo, e quase que sinto os pneus a puxar em cada curva XD

mas e’ como disseste na analise, ainda teem muita coisa para melhorar! mas eu pessoalmente gostei bastante desde o wrc3! ja sentia falta de um jogo de rally assim!

Mestre Slip

Ainda nem arranjei o 3 ;_;

Daniel Silvestre

Por agora deve estar bem mais barato, mas pelo 3, talvez mais vale a pena este 🙂

FoxRS

Olha que não sei, Gambuzino. Acho que o Slip ficava bastante bem servido com o 3, que está baratinho, porque o modo carreira é espectacular. Completamente fora do que é costume em qualquer jogo de corridas, a meu ver. E daqui por um ano já pode pensar em arranjar o mais caro 4, que segue as pisadas do 3.

FoxRS

Eu TAMBÉM ADOREI o WRC 3! xD

Não me lembro da última vez que joguei uma demo e mal podia esperar que o jogo saísse. Ia à net verificar “então, mas isto ainda não saiu? Grrrr.” Estou a falar do WRC 3, que me capturou por completo. Aquela demonstração deu-me cá um gozo, como fez a do Just Cause 2, e joguei-a montes e montes de vezes. Parecia um puto (dantes as demos que saíam na Revista Playstation, com aqueles discos pretos, eram autênticos jogos completos para mim).

Bom. Isto para dizer que o jogo me deu um sentimento de nostalgia, não só emocional, como também da qualidade que houve nos jogos de Rally da anterior geração com o WRC da Evolution Studios. Foi com eles que comecei a deixar de lado a série concorrente da Codemasters e, por mais que as análises dessem o resultado inverso, eu continuava a achar que WRC estava a milhas (a quilómetros, vá) do Colin McRae Rally, que tanto gozo me deu na primeira Playstation.

Se há uma coisa que eu notei logo na Milestone (mesmo no primeiro WRC, que não comprei, e no WRC 2, que também não comprei) foi que eles tinham mesmo paixão naquilo que faziam. Aquela frase feita que todas as produtoras dizem e que nunca se liga, nestes eu sentia-o. Mas o bom resultado ainda não estava lá. E esse saiu à terceira. Porque é de vez.

Três parágrafos e ainda não disse coisa com coisa, não é? Temos pena! =D eheheh.

Joguei a demo do 4. Será que ia sentir o mesmo que no ano passado?

Não. É natural (como o iogurte). Agora é uma continuidade, já não é uma surpresa. Por isso, agora estou mais atento, já desculpo menos, mas quero mais. E foi mais que recebi. Uma evolução.

Sabem quando estão no cinema e vêem um trailer de um filme que já queriam ir ver de qualquer maneira? Não precisam de trailer, pois já vos convenceram antes. É o que se passa comigo. Joguei a demo, mas não precisava. Eles convenceram-me no jogo anterior.

Mais do mesmo? Sim. Mais do mesmo? Fixe! 8)

Obrigado pelo “heads up”, Daniel. É sempre um prazer ler os vossos textos, principalmente se for de jogos de carros. =D O selo de recomendado é merecido. Assim que tiver o jogo nas mãos, volto a comentar (prometo que num texto mais pequeno).

Inté!

Daniel Silvestre

Que mal tem ser um texto grande? Isso não tem problema.

Fico a aguardar o teu juízo final xD

Cumprimentos!

error

Sigam-nos para todas as novidades!

YouTube
Instagram
12
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x