Análise – WRC 10

Tal como acontece com FIFA, NBA e afins, também a série WRC acabou por se transformar numa presença assídua quando se aproximam os últimos meses do ano.

Parece que foi há pouco tempo que a Evolution Studios abriu mão de WRC e foi há ainda menos de meia dúzia de que a Nacon e mais recentememnte a KT Racing conseguiram trazer novamente o brio e a qualidade aos jogos de WRC.

Pois muito bem, WRC 9 foi um jogo bastante bom e embora não fosse totalmente simulação, foi um jogo com bastante qualidade e uma jogabilidade que podia fazer frente a Dirt Rally. WRC 10 segue na mesma linha e tenta apenas melhorar sem dar um passo de gigante.

Para este ano, WRC 10 volta com quase todos os modos do ano passado, embora tenha mexido um pouco com alguns dos modos, em especial o modo carreira que passou a ser um pouco mais linear, embora tenha sido limitado a uma progressão mais fechada, o que quer dizer que vai ser necessário subir na vida ao longo de várias temporadas enquanto vão construíndo equipa.

O facto de ter a licença oficial, fez com que WRC 10 tenha adoptado um novo modo inteiramente dedicado ao 50 aniversário da competição. Com isto, foi feita uma sequência de eventos com pistas e carros de diversas épocas, o que permite não só reviver momentos épicos de anos antigos, como nos permite trazer esses carros para outros modos.

Por isso mesmo, o modo que mais depositei o meu tempo foi o das temporadas onde podemos fazer rally atrás de rally e competir pelos pontos. Este modo é bem mais simples, directo e divertido, mas não deixa de prender o jogador com determinadas obrigações, como a escolha de pneus e afins. Já começa a dar saudades dos tempos mais simples dos primeiros WRC e Colin McRae.

Falando então de jogabilidade, WRC 10 está bastante próximo do que foi WRC 9, especialmente no que respeita ao contacto do carro com o solo e a forma como reage aos diversos estilos de piso. É bom ver como a resposta dos carros é bastante próxima do que seria de esperar na realidade, no entanto, esse sentimento é maior quando estamos na vista dentro do carro ou na primeira pessoa. Quando usamos uma visão sobre o carro, existem muitos momentos em que o veículo parece estar mais a deslizar pela pista do que a percorrer, o que é estranho tendo em conta que até reage bem ao terreno.

Algo bom de ver é que continua a ser dado bastante foco à possibilidade de alterar grande parte do que compõem o carro manualmente. É possível afinar as definições ao nosso gosto, escolher a quantidade de pneus e temos uma espécie de testes aos quais somos submentidos para perceber que dificuldade e tipo de assistências devemos usar. Uma vez mais, por muito que se afine, WRC 10 nunca se torna num simulador, mas consegue andar lá perto.

No que respeita ao visual, WRC 10 é um jogo bastante capaz, especialmente na versão PS5 onde o joguei. Apesar de tudo, dá para ver que o foco não é fazer de WRC um jogo deslumbrante ainda. Por muito que esteja até cheio de luzes e sombras e cenários bastante complexos e recheados de vegetação, parece sempre que não é exactamente um jogo topo de gama no que toca a gráficos, além disso, mesmo a jogar nas fases do dia com mais sol, parece que existe sempre um certo negrume sobre a pista, o que nem faz sentido em algumas zonas do mundo, em em epecial Portugal e Espanha onde temos dias de sol verdadeiramente luminosos e quentes.

Depois temos as questões de imagem em si, pois é frequente que a imagem sofra soluços e cortes de imagem (screen tearing) no centro do ecrã. Não é algo que seja fácil de ignorar e acontece mais do que devia. Além do mais tive situações onde o jogo crashou com o som a ficar fixo na televisão. Para quem conhece este estilo de jogos, sabe bem que são coisas que não devem acontecer de todo. Felizmente os loadings até são bastante rápidos.

Sonoramente temos aqui um jogo bastante forte com bons sons dos carros e algumas músicas de menus bem conseguidas. Os co-pilotos também são bastante sólidos, mas sinto que a voz feminina parece muito mais robótica, não como entrega as notas, mas sim como a voz parece ter sido gravada.

WRC 10 é o primeiro jogo mais a sério na nova geração e continua o trabalho sólido já estabelecido pelos anteriores. Aquilo que sinto é que continuam a ser feitas decisões ou deixadas outras ao acaso que fazem com que cada jogo fique um pouco aquém da excelência. Estes pequenos passos vão levar WRC à vitória, mas isso depende de quantas edições vai precisar para chegar até lá.

Positivo:

  • Licenças
  • Celebração dos 50 anos
  • Muitos carros e pistas
  • Condução divertida
  • Bom som dos carros

Negativo:

  • Cenários parecem escuros em quase todas as pistas
  • Problemas de quebras e cortes na imagem
  • Campanha podia ter mais liberade para escolher
  • Veículos que parecem pairar sobre a pista

Latest posts by Daniel Silvestre (see all)
Share

You may also like...

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
error

Sigam-nos para todas as novidades!

YouTube
Instagram
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x