Análise – Valkyria Chronicles Remastered

Todas as gerações costumam ter as suas relíquias e lançamentos que embora sejam muito bons, acabam por passar ao lado da maioria, seja por questões de timming, ou pela forma como são divulgados.

Valkyria Chronicles é um desses casos, pois embora tenha uma boa legião de fãs, acabou por não ter o destaque e vendas que merecia quando foi lançado em exclusivo para a PS3. Felizmente, a SEGA percebeu o potêncial e lançou algumas sequelas, com apenas uma a chegar à Europa.

Com Azure Revolution no horizonte, o original foi lançado no PC e agora na PS4 numa versão Remastered. Será que se sente o peso da idade neste RPG?

valkyria-chronicles-remastered-analise-review-pn_00001

A resposta é não. Pois Valkyria Chronicles Remastered podia muito bem passar por um jogo actual, especialmente devido ao seu visual quase intemporal, que mistura pintura em pastel com modelos Anime.

Como alguém que jogou o original, é preciso dizer que tirando o visual e os extras, quase nada mudou nesta actualização, quer para o bem ou para o mal. A SEGA optou também por não alterar qualquer controlo que pudesse tirar partido do Dualshock 4 ou da consola em si, por isso a experiência está bastante pura.

O jogo faz-se acompanhar de todos os DLC que foram lançados no passado, com alguns deles a descrever situações extra da história. Se nunca o jogaram, então não saltem para eles sem jogar a história primeiro.

valkyria-chronicles-remastered-analise-review-pn_00002

Sim, não podem, devem jogar a história, pois é uma das boas histórias que foram contadas nos últimos anos no mundo dos videojogos. Este é um palco de guerra recheado de esperança e luta, mas também de desastre e desespero. Mesmo que alguns momentos e personagens sejam por vezes demasiado fantasiosas e estejam fora do contexto, acabam por não destruir o conceito.

A jogabilidade é bastante boa e inteligente. Estamos a falar de um RPG táctico por turnos, mas com uma grande dose de estratégia, pois os nossos passos são contados, assim como a quantidade de acções que podemos fazer em cada turno. É quase como um grande Dungeons & Dragons, embora passado na guerra e com estilo altamente japonês.

A história e personagens ajudam a criar uma grande ligação, sendo possível perder uma no terreno de combate caso não a ajudem a tempo. Valkyria Chronicles Remastered ensina que recuar e prevenir é por vezes o melhor remédio, pois as jogadas demasiado arriscadas podem por em causa toda uma missão.

valkyria-chronicles-remastered-analise-review-pn_00003

A correr a 1080p e 60fps, Valkyria Chronicles parece ainda mais bonito do que antes e ainda impressiona nos dias de hoje. Algumas animações das personagens sofreram com o passar do tempo, mas isso era algo do qual já estava à espera. A música é bastante boa e memorável e podem sempre escolher vozes em japonês ou inglês. As inglesas não são do melhor que já se viu no género, por isso optem pelas japonesas se estiverem indecisos.

Valkyria Chronicles era um jogo bonito, viciante, desafiante e inteligente. Valkyria Chronicles Remastered é tudo isto, ainda mais bonito e com mais conteúdo. É bem certo que não é um jogo que agrade a todos os estilos de jogadores, mas vai agradar bastante a quem gosta do género ou quem já o queria jogar mas nunca conseguiu no passado.

Positivo:

  • Visual melhoradopn-recomendado-2016
  • Combate inteligente
  • Boa história e personagens
  • Todos os DLC já incluídos
  • Corre a 1080p e 60fps

Negativo:

  • Não aproveita nenhuma ferramenta da PS4
  • Nada de novo para quem já o jogou

pn-muito-bom-2016-3

Share

You may also like...

error

Sigam-nos para todas as novidades!

YouTube
Instagram