Análise – Tony Hawk Pro Skater 1 + 2

A série Tony Hawk Pro Skater é uma das mais adoradas e galardoadas dos videojogos, mas é também uma das que mais sofreu com adaptações, ideias ridículas e re-invenções de todo o estilo e feitio. A qualidade da série tem vindo a flutuar e os últimos tempos foram mais de quedas do que vitórias.

Mesmo já tendo tentado voltar ao passado com uma versão HD do primeiro jogo, é com a chegada de Tony Hawk Pro Skater 1 + 2 que a Activision parece finalmente ter percebido o motivo pelo qual os primeiros jogos são tão adorados e uns dos mais bem cotados em todas as análises que receberam ao longo dos anos.

Tony Hawk Pro Skater 1 + 2 não é uma simples compilação dos dois primeiros jogos, mas sim uma forma de uniformizar os dois jogos com um visual moderno e uma série de ferramentas e menus que o tornam mais interligado e flexível. O que era bom do passado está cá, mas nunca manchado pelas novidades que foram adicionadas.

Existe aqui uma mistura bastante adequada entre o antigo e o que é novo. A Vicarious Visions fez o trabalho como deve ser e foi além do simples Remake directo, aprimorando o que já havia. Foram adicionados skaters actuais, mais músicas, mas acima de tudo, mantendo o jogo tal como era, mudando apenas o visual para algo moderno, ou seja, aquilo que os Remakes deviam ser na verdade (certo Final Fantasy VII Remake?)

Ou seja, Tony Hawk Pro Skater 1 + 2 actualiza todos os cenários e skaters para versões actuais, com melhores gráficos, animações, elementos e tudo com um aspecto que esperamos ver em 2020. Até os próprios atletas originais aparecem aqui mais velhos, lado a lado com novas estrelas do circuito. Ao mesmo tempo, temos aqui um jogo que honra o passado e apresenta algumas novidades e rostos novos, sem nunca deturpar o que pretende fazer.

Tony Hawk Pro Skater 1 + 2 pode ser jogado com um sistema mais parecido a Tony Hawk Pro Skater 3/4, ou clássico como o primeiro ou segundo jogo, desactivando manuals e reverts, entre outros. Reconheço que gosto mais do sistema base deafault que permite mais liberdade, mas é sempre bom ter a opção de colocar o sistema ao gosto dos mais saudosistas.

Quando entram no jogo vão descobrir que este está dividido entre a campanha, editor de personagem, editor de cenários, online e a loja. Tony Hawk Pro Skater 1 + 2 é um jogo que vos faz subir de nível e cumprir objectivos com cada Skater para desbloquear novas coisas para comprar ou utilizar. Existe uma boa quantidade de personalização para todas as personagens e até mesmo para os skates.

O modo principal de Tony Hawk Pro Skater 1 + 2 é claramente os Tours, que representam as campanhas dos dois jogos originais. Estas foram recriadas de forma brilhante e até actualizadas para elementos mais modernos que representam bem o conceito original. Posso dizer que adorei reviver cada uma destas campanhas, no entanto, fiquei bastante decepcionado por não haver uma campanha para cada Skater como acontecia no passado. Depois de concluída, existem extras para apanhar e coisas para desbloquear, mas grande parte da longevidade vinha de fazer a carreira com cada personagem, o que é uma pena.

Outra área que não me deixou entusiasmado é a loja, pois embora existam muitas coisas para desbloquear e comprar, existe uma amalgama tão grande de menus, tabelas e peças tão grande, que perdi a vontade de explorar e perceber exactamente como tudo funcionava. Cada desafio desbloqueado deixou de me interessar e ia à loja carregar no botão mais para ganhar experiência do que outra coisa.

Tony Hawk Pro Skater 1 + 2 está melhor quando estamos a jogar a campanha ou a tentar fazer o máximo de pontos nas tabelas online. O facto de recriar os dois jogos originais de forma tão próxima e respeitosa consegue ser visto em quase tudo. O resto é sentido na forma responsiva e bem adaptada da jogabilidade que funciona tal como me lembrava. Esta é tão boa e precisa que não vejo qualquer novato ou veterano a ficar decepcionado. Isto é tranferido também para o multijogador, que podem jogar online ou com amigos à bela forma antiga.

O visual, como já mencionei, está bastante actual e é bastante bom, com bons detalhes nas personagens, cenários e até com uma boa iluminação. A banda sonora junta várias músicas clássicas que estavam nos dois primeiros jogos e uma panóplia de novas opções. Para mim, Tony Hawk é sinónmio de rock e punk, por isso fiquei contente por haver um menu onde posso remover as músicas que menos me interessam. Não percebo é porque é que as músicas aparecem censuradas, especialmente tendo em conta que é para maiores de 12 anos.

Tony Hawk Pro Skater 1 + 2 é o perfeito exemplo de como se fazer um remake de um jogo com muitos anos em cima. Quando ligamos o jogo e vemos a cinemática de abertura que mistura momentos icónicos antigos com filmagens recentes ao som de Rage Against the Machine, dá para perceber que este é um trabalho feito com respeito. Não me importo nada que a seguir venham os remakes do Tony Hawk 3 e Tony Hawk 4, mas quero mesmo que isto resulte em boas ideias para Tony Hawk 6.

Positivo:

  • Dois jogos icónicos bem misturados
  • Jogabilidade Arcade como deve ser
  • Muito fiel às origens
  • Conteúdo actual não destoa
  • Muito para desbloquear

Negativo:

  • Não existe uma carreira para cada personagem
  • Loja é demasiado confusa

Share

You may also like...

error

Sigam-nos para todas as novidades!

YouTube
Instagram