Análise – Steins;Gate

Informação Global:

  • Episódios: 24
  • Ano: 2011
  • Produtores: Frontier Works, FUNimation Entertainment, Media Factory, Movic, AT-X, White Fox, Kadokawa Pictures Japan
  • Géneros: Ficção Cientifica, Thriller, Drama, Romance, Comédia, Acção
  • Idades: +17
  • Linguagem: Japonesa

Tuturu~! Ora bem, Steins;Gate foi deveras um Anime difícil de se começar a ver. Mesmo sabendo que é bom, dei por mim a ver e a rever os 3 primeiros episódios e a não conseguir passar para a fase seguinte. Mesmo contendo um tema não muito retratado em Anime e mesmo sendo dirigido a um grupo de espectador mais direccionado ao mundo cientifico, Steins;Gate consegue ser acessível o suficiente para ficarmos a perceber todo o seu contexto principal. Pessoalmente, sou mais direccionada para a vertente artística mas, mesmo assim, consegui desfrutar ao máximo de um tema que de ante-mão já sabia que não ia gostar.

Steins;Gate acontece no Verão de 2010 e conta a história de um grupo de amigos que conseguiram transformar um micro-ondas numa máquina capaz de enviar mensagens para o passado. De forma a explorar a sua nova criação, Rintarou Okabe (Hououin Kyouma, Mad Scientist) decide iniciar uma sequência de experiências que vão acabar por dar aso a algumas consequências. Uma organização secreta chamada SERN que conduz as suas próprias pesquisas sobre viagens no tempo, descobre-os e vai atrás deles. Arranjar uma forma de não serem capturados vai ser o maior desafio e a maior responsabilidade de Okabe.

Aspecto fundamental: nunca desistam de ver Steins;Gate. É verdade que é bastante demorado e enfadonho ao inicio e que o dar a conhecer todas as personagens, o ver o dia-a-dia de um protagonista louco, o assistir todas as experiências pode parecer aborrecido e não muito divertido de se ver. Mas, a partir do episódio 13, acreditem que tudo isto é necessário e torna-se na grande razão do desenvolver e culminar da história. Agradeço a quem me conseguiu incentivar a ver Steins;Gate visto que já o tinha armazenado no PC há mais de 6 meses e só agora é que o acabei de ver e acabo por arrepender de o não ter visto mais cedo. O primeiro episódio é talvez o mais confuso da série e o que necessita mais atenção ao pormenor e detalhe que o autor nos quer transmitir.

Steins;Gate é único porque consegue misturar um tema cientifico com relações sociais acompanhado de terror psicológico, comédia e uma pitada de romance. É uma história focada no ser humano, até que ponto conseguimos ou não ultrapassar os nossos limites, e principalmente nos nosso erros, assim como os podemos evitar e resolver. Dois pontos relevantes que me fizeram gostar mais de Steins;Gate foi o facto da história ser imprevisível e de o desenlace não ter sido tão dramático nem infeliz como estava à espera, e o facto de haver uma subtil evolução romântica durante a série (muito oposto a Sword Art Online, por exemplo). Steins;Gate utiliza cenas cómicas e cenas dramáticas numa dose equilibrada de forma a causar o devido impacto e fluidez durante o desenrolar da história.

Relativamente às personagens, todas são distintas, com personalidades e estilos de vida diferentes o que me faz questionar a sua interligação. Juntas fazem sentido por terem coisas em comum e é aí que entra o nosso protagonista, Rintarou Okabe, auto intitulado de Hououin Kyouma Mad Scientist. Okabe (um adolescente com apenas 18 anos) age como se fosse um vilão louco e frequenta o primeiro ano da faculdade em Tokyo. Imaturo e ainda criança, Okabe decide abrir um laboratório, com o nome “Future Gadget Research Establishment” em Akihabara, onde conduz as suas experiências inúteis acompanhado de Mayuri Shiina (Mayushii) e Itaru Hashida (Daru). Mayushii é uma rapariga de 16 anos, optimista , inocente e pura. Sempre divertida e a sorrir, Mayushii não percebe grande parte das conversas mais complicadas cientificas, não gosta de discussões e fica depressiva quando as coisas não correm bem.

Por sua vez, Daru é um rapaz gordinho e otaku de 19 anos que também frequenta o primeiro ano da faculdade em Tokyo. Embora sempre com conversas de inuendos sexuais, Daru é bastante inteligente nas áreas de hacking e programação e é quem faz a magia acontecer. Kurisu Makise, a nossa protagonista feminina, é uma rapariga com apenas 18 anos, sobre-dotada, tsundere (senhora do seu nariz) e com uma personalidade muito forte. Estudou na América, construiu fama com as suas teses e neste momento é invejada por quase toda a gente. Chamada maioritariamente de Christina por Okabe, Makise não gosta de mostrar as suas fraquezas mas é bastante curiosa e ocasionalmente tem perspectivas diferentes do senso comum. Podemos contar com mais outras personagens, as quais não vou referir para evitar spoilers mas, todas elas têm uma presença significativa para o desenrolar final da história.

Quanto à animação, esta podia ter sido mais trabalhada. Mesmo com uma excelente qualidade visual presente durante os 24 episódios, cenas escuras não necessitavam de ser tão escuras ao ponto de não se conseguir identificar quem é ou o que está a acontecer naquele preciso momento. Steins;Gate contém alguns ângulos que mostram menos detalhe que o normal mas é algo que o distinto desenho das personagens acabada por disfarçar.  O ambiente, aspecto familiar, único e apetecível de Huke (conhecido pelo seu trabalho em Black Rock Shooter) é certamente uma mais valia para Steins;Gate. Sendo um Anime mais sério e realista, as cores vivas e atractivas também estão presentes embora não tão frequentemente como em BRS.

Na parte inicial do Anime a música é praticamente nula, surgindo apenas em acontecimentos mais importantes ou cenas de suspense acompanhadas por melodias em piano. A partir do meio e até ao final de Steins;Gate é que se nota uma maior presença musical em todas as cenas. O opening “Hacking to the Gate” de Kanako Itou e o ending “Toki Tsukasadoru Juuni no Meiyaku” de Yui Sakakibara dão um ambiente e estilo digno de Steins;Gate. O episódio 22, 23 e 24 tiveram direito a endings diferentes, “Fake Verthandi” de Takeshi Abo, “Sky Clad no Kansokusha” de Kanako Itou e “Another Heaven” de Kanako Itou, respectivamente.

Quanto à secção dos actores de vozes, Steins;Gate convocou grandes nomes nesta área para a equipe das personagens principais do Anime, tais como: Miyano Mamoru como Okabe (Light de Death Note, Ling de Fullmetal Alchemist: Brotherhood e Setsuna de Mobile Suit Gundam 00), Hanazawa Kana como Mayuri (Shiemi de Ao no ExorcistNadeko de Bakemonogatari Kanade de Angel Beats!), Tomokazu Seki como Daru (Touya de Cardcaptor Sakura, Gilgamesh de Fate/Stay Night e Van de Escaflowne) e Asami Imai como Kurisu (Ikaruga de Senran Kagura, Chihaya de The iDOLM@DTER e Solva de Needless).

Mesmo com um inicio bastante lento e cansativo, Steins;Gate acaba por se tornar num sacrifício compensatório. Tem um dos finais mais satisfatórios de sempre, tratando tanto de temas actuais como futuristas e dando grandes lições de vida que acompanham uma aventura fora do normal. Creio que Steins;Gate é capaz de ser um Anime para todo o tipo de público, pode parece complicado mas até é bastante acessível. Aconselho a verem o episódio especial, Steins;Gate: Oukoubakko no Poriomania, que acaba por ser o episódio 25 de série, onde mostram um extra ao final da história. Dito isto, Steins;Gate enche as medidas, e é sem dúvida uma das melhores séries de ficção cientifica a aparecer nos últimos anos sendo impossível não o recomendar. No final de contas, quem é que não queria viajar no tempo?

Positivo:

  • História cativante, acessível e imprevisível
  • Temas actuais e futurista focados nos ser humanos e nas suas capacidades
  • Mistura de vários géneros: ficção cientifica, thriller, drama, romance, comédia e acção
  • Quantidade, diversidade e aproveitamento de todas as personagens
  • Animação apelativa
  • Grandes nomes nos actores de voz
  • Desenlace apropriado à série

Negativo:

  • Inicio demorado e enfadonho
  • Algumas falhas na animação
  • Ausência musical na primeira metade do Anime

Share

You may also like...

Subscribe
Notify of
guest
36 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Mister Remedy

Excelente análise Patrícia!

Este foi o último anime a que assisti e a sensação que tive no início foi exactamente a mesma. Demorei vários episódios até me habituar ao conceito e o que me “salvou” de desistir foram mesmo os diálogos entre as personagens e o mistério criado em torno de algumas delas. Aliás, uma das coisas que mais admiro em Steins;Gate é a sua capacidade de prender os espectadores sem que para isso precise de apresentar um número exorbitante de personagens, deixando sempre tudo num ambiente mais “familiar” e, ao mesmo tempo, abordando um tema que tem repercussões a nível global.

Embora algo enfadonho de início, assim que terminei – incluído a OVA na América do Norte – fiquei com vontade de ver novamente. Para mim existe uma sequência que vale pelo anime inteiro: “I am mad scientist. It’s so cooooooool! Sonuvabitch.”

Continua o bom trabalho (e esperarei pacientemente por uma análise a Mirai Nikki :P)

Patricia Nunes

Eheh obrigado Ruben^^ Ainda bem que partilhas a mesma opinião que eu :v aquele inicio foi um bocado fatal para mim ^^” demorei imenso tempo a ver Steins;Gate :/
Gosto mais do “El. Psy. Congroo.” muito bom! xD

Mirai Nikki :v nem 5min eu aguentei a ver aquilo >.< tenho de insistir porque já sei que é muito bom v.v vou tentar 😛 não não prometo nada ! eheh

Guilhathorn

“Ahaha a parte do “sonuvabitch” foi exelente ^^ No OVA o Okabe a tentar falar inglês também me valeram umas quantas gargalhadas. Mas para mim o que mais ficou foi o sonho de um dia encontrar uma Makise Kurisu na vida real xD

David Rodrigues

Muito boa análise! já esperava por ela 😉
Pessoal estejam descansados que esta analise nao contem nenhum spoiler, e recomendo que vejam esta anime, porque vao ficar surpreendidos, não é só mais uma daquelas animes que pensam que ja se sabe tudo ao inicio, esta destaca-se definitivamente. E acreditem que vão gostar de stein gate.
Ao ler isto, Patrícia conseguiste suscitar-me em voltar a ver a anime. xP que fixolas
cumps

Patricia Nunes

Obrigado^^
Eu tentei ao máximo evitar spoilers xD tanto que achei que a análise estava muito “pão sem sal” mas teve mesmo de ser :/
Ehehe xD É um Anime para se ver vezes sem conta! Força nisso 😛

Shinig@mi

Excelente análise! Concordo com todos os aspetos levantados, o início é mesmo o mais dificil em todo o anime, e aquele primeiro episódio deixou-me mindfucked xD Só no segundo e nos seguintes me apercebi do que se estava a passar e tudo fez sentido.

É sem dúvida uma obra prima, e mesmo tendo visto um número considerável de animes, este figura no meu top 5 indiscutívelmente ^^ Aconselho a todos os que ainda não viram, e como a Patrícia disse, não desistam nos primeiro episódios 😉

El. Psy. Congroo.

Patricia Nunes

Exactamente isso^^ eu também fiquei dafuq no primeiro episódio xD tanto que o vi montes de vezes porque pensei que não tinha começado bem por não ter percebido :v
El. Psy. Congroo xD muito bom!

Cerberus Batista

nunca cheguei a ver mas devo dar uma oportunidade quando tiver tempo,

Patricia Nunes

Força nisso! Não te vais arrepender 😉

Cerberus Batista

devias fazer do C é uma boa anime mas não acabei.

Patricia Nunes

C? Não conheço :v

Cerberus Batista

nunca viste este http://myanimelist.net/anime/10163/C , ou então death note 🙂

Patricia Nunes

esse nunca vi mas death note já, claro xD

Cerberus Batista

é bue interessante e sobre dinheiro e etc e difícil explicar mas pelo menos vê o primeiro epi.

Patricia Nunes

Ok, fica prometido^^

Avolta

Mas tens que ver mesmo, é bem interessante, é o anime que estou a ver no momento … C the money of soul and possiblity control

Patricia Nunes

Ok, vou adicionar à lista para não me esquecer 😉

Guilhathorn

Fiquei com tanta vontade de ver :O Boa análise Patrícia 🙂

Patricia Nunes

Obrigado^^
Então vá! Toca a ver Steins;Gate 😛

Guilhathorn

Já está pronto no anitube xD

Patricia Nunes

That’s the spirit 😉

Squall_jb

Olá olá já estávamos com saudades patrícia xD já tenho o anime à bastante tempo em disco, mas foi ficando sempre para trás lol. Vai ser o próximo que vou ver. Boa análise como de costume, keep up the good work 😉

Patricia Nunes

Obrigado!
Então estás como eu estava xD vê que vale a pena! Só custa os primeiros 13 episódios. E vou ter outra análise em breve para não deixar tanta saudade xDD

Bruno Roxas

Tutturu! 😀

Análise muito boa! Gostei imenso de a ler.

Steins Gate tornou-se num dos meus animes favoritos e quando digo favoritos refiro-me mesmo a estar num suposto top 5 ou muito lá perto. Como já te tinha dito, acho Steins Gate demasiado confuso ao início e muitas vezes dei por mim a rever alguns episódios porque não estava a conseguir acompanhar o anime. Esse factor fez muita gente desistir do anime a meio ou até quase no início mas eu sempre tive vontade de continuar a ver porque apesar de estar um pouco confuso criei logo uma ligação com as personagens principais. O Okabe é o meu cientista louco favorito! Não é que conheça muitos, xD mas gosto mesmo muito dele enquanto personagem. Também gostei do Daru. Um otaku tarado e hacker que consegue sempre aliviar os ambientes mais pesados. xD A Makise tem um ”padrão” que eu adoro em personagens femininas e claro que fiquei logo ”apanhadinho” por ela. Parece uma mini Erza. xD A Mayuri é ”só” uma das personagens mais fofas de sempre. As semanas seguintes ao ter visto o anime dei por mim a dizer tutturu a tudo o que é gente e em todo o lado e não, não estou a gozar. x)

Mais ou menos a partir do episódio 13 o meu ”amor” por Steins Gate começou a aumentar de forma brutal. Tudo começa a fazer sentido e o enredo começa a prender de tal forma que só descansei quando acabei de ver todo o anime.

Adorei Mahou Shoujo Madoka Magika mas para mim Steins Gate consegue ser melhor. Já percebi que gostas mais do Madoka. 😛

Muito bem Patrícia, mais uma excelente análise e esta é uma que eu estava muito ansioso para ler. 😀 Fico à espera da próxima e já agora apoio o Remedy na parte de esperar ansiosamente por uma análise de Mirai Nikki. Ah e uma de Angel Beats também seria muito bem vinda, tendo em conta que também é um dos teus animes favoritos. *.*

Continuação do excelente trabalho! 😀

Patricia Nunes

Tuturu! Okarin~ x3

Obrigado!
Adorei a Christina e a Mayuri e ainda hoje não consigo decidir numa favorita x3 tenho de deixar a serie envelhecer um bocadito mais^^

E sim, acabei por gostar mais de Madoka porque faz mais o meu estilo de Anime… eu cá gosto de drama excessivo xD e o facto de terem misturado aquilo com animação cute foi o meu mind fuck brutal^^

Senti que Steins;Gate não estava ao mesmo nível que madoka ou wolf’s rain por exemplo e pelos pontos negativos que escrevi acho que atribui a nota justa :/ Também estava a espera de um final mais dramático mas… (não vou spoilar xD) Claro que eu tento avaliar como 3ª pessoa mas também tenho de pôr uma pitada de opinião como espectadora^^ Mais respeito o facto de Steins;Gate ser o teu favorito claro 🙂

Abgel Beats está na lista mas de momento já estou a escrever uma nova análise que vocês não devem estar nada à espera 😛 eheheh
Obrigado!

Francisco Rosa

Excelente análise, tenho mesmo de dar uma vista de olhos neste anime, já que inclui ficção científica, o que é, na minha opinião, bastante raro num anime.

Noutro ponto, agradecia que se fizessem mais análises a animes “mainstream”. Percebo que falar de animes que não sejam tão conhecidos permite que os otakus, tal como eu, tenham uma ideia destes projectos, mas acho que dessa forma se poderiam atrair mais pessoas que ainda não vejam anime.

P.S.: Uma análise a “Ao No Exorcist” caía que nem ginjas 🙂

Patricia Nunes

Obrigado! Então vê este que não te vais desiludir 🙂

As minhas escolhas para fazer uma análise depende de muitos factores, entre eles destaca-se o facto de ser um Anime recente e oficialmente concluído. Isto porque os meus pontos de avaliação focam o inicio, meio e fim do Anime, tendo em conta a história, personagens, animação, som e uma opinião pessoal.
Por exemplo, o meu Anime favorito é o One Piece mas como ainda não terminou, não sei se vai ter um final bom o suficiente para lhe atribuir um Excelente… agora com o timelapse, admito que perdi um pouco de entusiasmo e de momento está com uma avaliação de Muito Bom apenas, mas já o tive como Excelente. Um grande exemplo para esta situação foi Bleach! No inicio era um Excelente, que passou para um Bom, evoluiu outra vez para um Muito Bom e entretanto ficou tão mau que mudou para um Razoável. Portanto, não creio que seja viável análises a Animes em exibição.

Ao no Exorcist está na minha lista de análises^^ mas obrigado pela sugestão na mesma^^

Francisco Rosa

Com animes mainstream eu não me referia a animes que ainda estejam em exibição, pois percebo que não se possam fazer análises a esses antes do seu final, já que ainda não se têm todos os elementos para se fazer uma análise, referia-me a animes como Death Note e FullMetal Alchemist, que a maior parte dos otakus conhecem, e que poderiam ser mais apelativos para o público em geral.

Avolta

À coisa de um mês atrás comecei a ver este anime, vi os quatro ou cinco primeiros episódios, infelismente nao vi mais, nao estava a perceber puto, pensava que teria de voltar a ver desde o primeiro episodio de novo então decidi deixar para as férias que estão para vir, pois nessa altura estava a ver fairy tail desde o inicio, SAO e mais alguns animes, para além dos testes e tudo isso

Depois de umas conversas com o Roxas e após ler esta análise, senti que deveria assistir Steins Gate o mais rapidamente possivel, assim que acabar Souls Eater vai ser isso que vou fazer.

Muito obrigado Patricia por mais uma excelente análise 🙂

Patricia Nunes

Não desistas que depois fica bom ^w^ e ficas a perceber tudo :p Força nisso!
Obrigado eu! Depois quando vires partilha o que achas-te 😀

Avolta

Já vi até ao episódio 17, e devo dizer que estou a gostar.

Até ao episódio 4/5 anda-se um bocado perdido, mas depois começa-se a perceber o que se passou.

Aquele final do episodio 11 com a Mayuri a … deixou-me de uma maneira que tava a pensar em deixar nesse episodio para o dia seguinte, mas não consegui esperar xD

Fiquei triste com a Suzu … Mas adivinhei o mistério dela graças a Mayuri xD

As vozes estão excelentes, especialmente a da Mayuri, Feyris e Okabe

Mais um bocado de cor e brilho não faria mal nenhum, especialmente quando se encontram no laboratório

Patricia Nunes

Exactamente como foi comigo^^ ainda bem porque assim consigo relacionar com quem partilha a mesma opinião que eu 🙂 Agora vai ser o rush do final^^ Have fun! 😀

Avolta

Já vi tudo, adorei o anime 😀

Vi também o episodio especial muito bom, especialmente a “desvendar” quem era a mãe da Susuha e aquele final :DD

Patricia Nunes

Eheh^^ fico muito contente em saber que gostas-te 🙂 o especial completa um bocadito mais da história 😀

Avolta

Yap, fecha um mistério que ficava em aberto, que podia levar a muitas conclusões precipitadas

André O Maior

Acabei de ver Steins;Gate hoje e fiquei deliciado. Eu adorei!
Ao contrário da maioria do pessoal eu achei os primeiros episodios muito interessantes e conseguiram manter-me interessado. Também adorei o final (quem não gosta de um final feliz? 🙂 ).
É sem dúvida um dos melhores animes que já vi e acho que merecia excelente x)

Tens de fazer análises com mais regularidade 😀 é que os ultimos animes que tenho visto são sempre os recomendados aqui do PN. Já agora, parabéns pela análise, e Obrigado!

error

Sigam-nos para todas as novidades!

YouTube
Instagram
36
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x