Análise – Senran Kagura Estival Versus

Numa era em que qualquer brincadeira, piada, ou pedaço de corpo à mostra gera controvérsia, até é bom ver jogos como Senran Kagura Estival Versus. Enquanto uns estão preocupados em agradar a todos, a Tamsoft e Marvelous mostram que ainda há coragem para parodiar a sociedade.

No caso de Senran Kagura, o centro de todas as atenções, são os seios enormes, roupas pequenas e uma grande exposição do corpo, praticamente até aos limites. O mais interessante, é que tanto os produtores e as personagens parecem ter a perfeita noção de que é assim mesmo.

Senran Kagura Estival Versus não é um jogo com grande história, este vale pela grande resma de personagens que engloba, enquanto as usam em combates algo repetitivos contra mulheres inimigas que também ficam sem roupa quando as atacam. Estamos a falar de mulheres Ninja, do mais destapado que pode haver, que se transformam em tempo real, ficando quase nuas. Estamos a falar também de personagens femininas que querem à força agarrar as mamas umas das outras ou gostam de ser tratadas de forma abusiva, mas todas elas, fortes e bem aptas para se defender.

senran-kagura-estival-versus-analise-review-pn_00001

Com toda esta conversa, dá para perceber que este não é um jogo para se levar a sério, tal como os anteriores, é como aqueles filmes jovais para encher a grelha, que damos umas boas gargalhadas, vemos uma ou outra cena com vergonha alheia e não tiramos grande coisa a não ser um momento bem passado com o cérebro ponto morto.

Curiosamente, a jogabilidade também é assim, pois embora seja tão divertida como em qualquer jogo Musou, também consegue ser muito repetitiva e básica. Os combos são simples, não existem grandes extensões de acções e ainda por cima, muitas das personagens parecem bastante iguais. Nem coisas como correr pela parede ou usar projecteis acabam por criar uma grande diferença.

Em alguns cenários vão aparecer muitos inimigos, em outros vão lutar contra bosses que surgem na forma das outras personagens. Estes envolvem a capacidade que cada Ninja tem para destruir mais depressa a roupa da adversária. Curiosamente, um dos estados de maior poder das personagens passa exactamente por destruir a sua roupa e ficar apenas em roupa interior.

senran-kagura-estival-versus-analise-review-pn_00002

O progresso é feito entre missões de história e pequenas missões alternativas. Existe ainda uma área para comprar extras e claro, o muito falado Dressing Room. Este espaço começa por ser uma opção bastante inocente onde podem mudar de roupa à personagem, escolher acessórios e mudar a cor do cabelo. A parte mais perturbadora começa na interação com a personagem, pois podem tocar nas mesmas, ao ponto de agarrar e apalpar. Posso dizer que é uma opção bastante constrangedora, com resultados tanto curiosos como hilariantes, mas que não faz falta ao jogo e é onde posso dizer que chegaram mais próximo dos limites do bom gosto.

Depois, existe ainda o modo online, onde podem jogar com outras pessoas em vários modos. Existe um modo para acumular pontos por derrotar os adversários, outro onde ganha quem apanhar mais cuecas que vão caíndo do céu e um ao estilo Capture The Flag, onde a bandeira é substituida por sutians. O modo online na PS4 não funciona tão bem como devia, mostrando alguns problemas de Lag durante as sessões. De qualquer forma, estas conseguem ser divertidas e um passatempo engraçado.

Visualmente, Senran Kagura Estival Versus é um jogo bastante bonito no que toca a detalhe das personagens, animações e cor, no entanto é prejudicado por cenários pouco detalhados, pequenos e inimigos demasiado repetitivos. As vozes estão bastante boas e a banda sonora cumpre bem a função de ser alegre e animada.

senran-kagura-estival-versus-analise-review-pn_00003

Mesmo que não seja um jogo por aí além e só apele a uma certa franja de jogadores que já sabem para o que vão, Senran Kagura Estival Versus é mais uma pedrada no charco numa altura em que cada vez mais tudo tende a ser politicamente correcto. Eu joguei, gostei e ainda deu para me divertir bastante, por isso acredito que os fãs do género também vão.

Não deixem também de ver o nosso vídeo de jogabilidade comentada com o Daniel Silvestre e o Mister Remedy:

Positivo:

  • Fan service aberto
  • Personagens divertidas
  • Vozes
  • Online com ideias interessantes

Negativo:

  • Tocar nas meninas não tem grande proposito
  • Jogabilidade repetitiva
  • Cenários pouco variados
  • Online sofre com lag

pn-bom-2016

Share

You may also like...

Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Silver4000

Infelizmente ainda não joguei mais, quero ver se o volto a fazer rapidamente.

A jogabilidade acho que fica repetitiva em qualquer Musou, necessitam de novas ideias para manter o género fresco. Mas acho que os controlos estão bastante simples e fáceis de aprender, havendo apenas uma ou outra mudança nos combos entre as personagens. Se precisava de mais variedade quanto a isso… talvez sim, talvez não. Para singleplayer acho que está perfeito, agora no espírito competitivo do online, talvez sim.

Andava curioso quanto à série há já algum tempo, e quando vi que este seria meio musou decidi arriscar, e até que me agradou.

error

Sigam-nos para todas as novidades!

YouTube
Instagram
1
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x