Análise – Prop Culture

Tal como foi The Imagineering Story, o Disney Plus volta a entregar outra produção que revela os maiores mistérios dos bastidores dos filmes da Disney. Só que em Prop Culture, acompanhamos, Dan Lanigan, o narrador, à medida que explora os adereços e os elementos que fizeram parte de grandes clássicos da história da Disney.

Aqui cada episódio foca especificamente num filme, de onde o Dan irá a vários locais relacionados com o mesmo. Desde os sets de filmagens, até a casa de colecionadores, os quais têm alguns destes adereços. No que toca às produções escolhidas, estas contam com Mary Poppins (1964), Tron (1982), The Nightmare Before Christmas (1993), Pirates Of The Caribbean (2003), Honey I Shrunk The Kids (1989), Chronicles Of Narnia (2005), Who Framed Roger Rabbit (1988) e The Muppet Movie (1976).

Do ponto de vista pessoal, destaco The Nightmare Before Christmas, pois de entre todos, é aquele que mais tenho memórias e apego. Não obstante, os restantes são também interessantes, nomeadamente Mary Poppins e The Muppet Movie, que eram aqueles que não tive qualquer contacto prévio, portanto foi sempre bom aprender algo novo e enriquecedor.

Em cada um destes filmes vemos a história por detrás da criação de determinado objecto, tal como, os capacetes do jogo virtual mostrado em Tron, ou até do chapéu de chuva pertencente a Mary Poppins. Todos estes têm uma jornada inerente, pois muitos passaram de coleccionador em coleccionador, logo, há todo um valor simbólico e emocional que carregam.

Dan revela ao longo da série, ser um coleccionador experiente na área, o que foi um ponto acertado, por parte da direcção de Prop Culture. Pois a sua escolha para apresentar este formato é ideal, na medida em que consegue captar o interesse do espectador em saber mais sobre aquilo que está a ser apresentado. E mais, o narrador consegue mesmo puxar-nos para aquele mundo, como por exemplo, aquando de uma entrevista a uma figura conceituada, como o caso de Danny Elfman (voz de Jack Skellington e compositor musical). O que se traduz numa espécie de conversa íntima entre o espectador e o locutor, somando a isto o bom jogo de palavras e dinâmica de Dan.

Ainda neste aspecto, a presença de todos os convidados revela ser outro ponto a ressalvar. Uma vez que grande parte da fluidez da narração, depende do contributo destes, além de darem uma outra perspectiva, à história por detrás dos filmes que tanto gostamos. Contudo, por vezes deixa a desejar por mais, pois determinadas intervenções acabam por ser relativamente curtas, sem grande build-up. No que diz respeito, aos aspectos técnicos, estes encontram-se dentro do padrão habitual, do que se poderia esperar de uma série, tipo documentário. Com boa narração, escolha de temas adequados e ainda do tipo de dinâmica de conversa adotada.

Prop Culture entrega uma experiência proveitosa. Os episódios vão directos ao assunto, sem grande rodeio, contudo podiam ter sido estendidos, ou até mesmo sido acrescentado mais episódios. Nesta série o que conta, sobretudo é o conteúdo apresentado, pois acaba por servir mais como uma espécie de “guia para coleccionadores e curiosos” daquilo que é o mundo oculto dos bastidores dos filmes da Disney.

Positivo:

  • Contributo de Dan Lanigan;
  • Participação dos convidados;
  • Curiosidades e informações apresentadas;

Negativo:

  • Podia ter tido mais conteúdo;
  • Duração dos episódios poderia ter sido estendida;

 

João Luzio
Share

You may also like...

error

Sigam-nos para todas as novidades!

YouTube
Instagram